A autoestima é a avaliação psicológica que uma pessoa faz de si mesma. Analisando a formação da palavra, auto significa relacionado si mesmo e estima diz respeito à apreço e carinho. Muitas pessoas resumem esse conceito apenas à aparência, mas a verdade é que envolve muito mais, incluindo se gostar e se aceitar como é inteiramente.

A insegurança e os padrões impostos pela sociedade ao longo dos anos levam muitas pessoas a sofrerem com problemas de autoestima, julgando-se inferiores em relação às outras. Trabalhar esse sentimento e aprender a se gostar é fundamental para alcançar objetivos, ter relacionamentos equilibrados e ser feliz. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto e descobrir que atitudes podem te ajudar a se tornar uma pessoa mais segura e confiante.

A importância da autoestima

Existe uma frase que é sempre dita que diz que se você não confiar em si mesmo, ninguém o fará. Essa é uma grande verdade, porque é a partir da crença que uma pessoa tem em sua própria capacidade que ela poderá agir e mostrar isso aos outros. Se, por outro lado, essa pessoa duvidar de si mesma, dificilmente tomará uma atitude para alcançar seus objetivos ou, se fizer alguma coisa, poderá não passar credibilidade.

Acreditar em si mesmo, se amar, se aceitar como é, incluindo a aparência, as qualidades e, até mesmo, os pontos a desenvolver, é essencial para alcançar o sucesso em todas as áreas da vida e ser feliz. Lembrando que se aceitar não precisa ser sinônimo de acomodação, é totalmente possível se amar e desejar melhorar. Inclusive, é exatamente desse autoamor que vem a motivação para evoluir.

Se passou anos de sua vida se achando inadequado, se comparando e se julgando incapaz, experimente mudar! Você pode dar um basta em todas as crenças limitantes que carregou até aqui e se libertar delas. Com isso, irá expandir seus horizontes, enxergar novas possibilidades e se permitir ousar e ir além, chegando a lugares que o autojulgamento não te permitia ir.

A autoestima também afeta o modo como enxergamos o mundo. Entenda mais assistindo meu vídeo logo abaixo.

PSC Renascimento

7 Atitudes para aumentar a autoestima e aprender a se amar

Veja, a seguir, sete atitudes que te ajudarão a se ver de outra maneira, deixando para trás o excesso de críticas e as comparações e substituindo por autoconfiança e valorização das suas qualidades.

1 – Identificar e questionar suas crenças limitantes

Pare e reflita sobre as crenças limitantes que carregou até aqui relacionadas a quem você é. Pensamentos do tipo “não sou inteligente”, “não tenho amigos verdadeiros”, “ninguém nunca vai me amar” são criados através da insegurança. Se questione e encontre informações que provem que essas ideias não são reais. Caso queira tornar a experiência ainda mais poderosa, anote isso, assim, irá sempre se lembrar do que escreveu e de que nenhuma dessas afirmações representa sua verdadeira essência.

2 – Listar os seus pontos positivos

Escrever torna o processo de fortalecimento da autoestima mais produtivo, porque, além de pensar, estará colocando para fora e materializando seus sentimentos. Seguindo a mesma ideia da atitude anterior, faça uma lista com os seus pontos positivos. Você pode atualizá-la diariamente, sempre que viver alguma situação ou se lembrar de uma qualidade que tem. Ao ler a lista com vários itens irá se surpreender com a quantidade de características fantásticas que possui.

3 – Parar de se comparar com os outros

Pessoas com autoestima baixa costumam se colocar para baixo, fazendo comparações com terceiros. Elas veem todos ao seu redor como mais bonitos, inteligentes, bem-sucedidos e fecham os olhos para o quanto são incríveis e especiais. Portanto, evite se comparar com os outros, lembre-se que cada um tem sua história, prefira fazer paralelos com a sua versão do passado, para perceber o quanto se desenvolveu e evoluiu.

4 – Aprender a dizer não

Baixa autoestima é sinônimo de insegurança, pessoas que não reconhecem as próprias qualidades se acham indignas de amor. Assim, tendem a aceitar todas as vontades dos outros por medo de serem abandonadas, indo contra seus próprios valores. A partir do momento em que aprender a se amar, conseguirá dizer não com confiança, pois saberá que aqueles que te amam de verdade saberão respeitar sua decisão.

5 – Cuidar de si mesmo

Como diz a canção, quando a gente gosta é claro que a gente cuida. Se você cuida com carinho daqueles que ama, por que não fazer o mesmo por si? Mantenha um diálogo interno gentil, tenha momentos de descanso e relaxamento, faça coisas que te deixem feliz, se dê presentes, cuide da sua aparência se isso fizer sentido para você. Quanto mais carinho demonstrar por si mesmo, mais forte será sua autoestima.

6 – Manter apenas os relacionamentos positivos

Como as pessoas ao seu redor te tratam? Elas te estimulam, elogiam, valorizam suas qualidades ou apenas te colocam para baixo? Saiba que se amar envolve também fazer boas escolhas em relação a quem compartilha a vida. Afaste-se de indivíduos que aparecem apenas quando precisam, duvidam da sua capacidade e parecem felizes quando você está infeliz. Prefira ter companhias positivas, que te incentivem e inspirem.

7 – Aceitar desafios e sair da zona de conforto

Indivíduos com baixa autoestima costumam evitar situações que envolvam sair da zona de conforto, exatamente por se sentirem incapazes. Dessa maneira, se a ideia é se tornar consciente da própria capacidade e se valorizar, é interessante que comece a aceitar desafios, seja na carreira ou na vida pessoal. Permita-se fazer coisas pela primeira vez, experimentar, tentar. Se falhar, poderá aprender a lição e tentar novamente, sem julgamentos.

Quando se trata de melhorar a autoestima, é importante ter a consciência de que não é do dia para a noite que aprenderá a se amar. Assim como em um relacionamento o amor é construído ao longo do tempo, o mesmo acontece em relação a si mesmo. Mude a forma como se olha, o modo como se comunica internamente, aprenda a confiar na sua capacidade, apreciar suas qualidades. Então, pouco a pouco irá cultivar um poderoso amor por quem você é.

Como bem disse Sidarta Gautama, o Buda, você, assim como qualquer pessoa no universo inteiro, merece seu amor e carinho. Lembre-se sempre disso e passe essa ideia adiante, compartilhando o artigo em suas redes sociais!

 

Fontes:

https://www.skillsyouneed.com/ps/self-esteem.html