Quando uma pessoa é extremamente produtiva em alguns dias, mas em outros não consegue manter o nível de produção, ela tem uma característica relativamente comum, que é a falta de constância. Ser constante significa entender que a vida tem altos e baixos, mas, dentro do possível, manter certa regularidade em suas atitudes e resultados.

Hoje em dia, a correria do dia a dia e o excesso de informações e estímulos podem promover oscilações em nossa disposição física e mental, o que se reflete na nossa produtividade. Neste artigo, separamos 7 dicas para que você consiga desenvolver uma postura de mais constância nos seus resultados. Preparado para conferi-las? Então, siga em frente e boa leitura!

1. Organize o ambiente em que você está

O ambiente em que estamos e a sua organização (ou falta de organização) são fatores decisivos para a nossa produtividade. Por exemplo, se você precisa redigir um relatório para o seu chefe, entenda que trabalhar com notificações de redes sociais no celular que não param de chegar, 8 abas diferentes abertas na internet, música alta e uma pilha de papéis ao seu lado não vai potencializar o seu desempenho.

O ambiente faz a diferença em todas as áreas de nossas vidas, e não apenas no trabalho. Por exemplo, se você determinou para si mesmo o objetivo de perder 5 kg, ter uma geladeira cheia de doces também não será produtivo. A organização do ambiente é essencial. Elimine o que for possível para que você fuja dessas distrações.

2. Tenha uma agenda

Uma agenda, seja ela digital ou de papel, é algo fundamental para que as pessoas mantenham a constância em sua produtividade. Por meio dessa ferramenta, é possível distribuir os compromissos e obrigações ao longo da semana, de modo que a pessoa não se esqueça de nenhum deles, nem fique sobrecarregada em algumas datas.

Além disso, é bacana que, ao olhar os seus compromissos, você seja capaz de definir horários para a sua realização ao longo do dia. Isso evita que você se estresse com a desorganização. Se não conseguir definir horários exatos, ao menos estabeleça uma ordem para a realização das suas tarefas, separando as da manhã e as da tarde.

Lembre-se de que todo planejamento é um norte para a sua produtividade. Contudo, mantenha a flexibilidade. Se surgirem novas demandas, você poderá remanejar a sua fila de tarefas sem grandes transtornos.

3. Aprenda a administrar o seu tempo

PSC

Hoje em dia, o fator tempo tornou-se um verdadeiro recurso escasso. São tantas as coisas que temos a fazer que parece que  24 horas do dia já não são suficientes. Todavia, lembre-se de que tudo isso não passa de uma impressão. Para que você seja constante na conquista dos seus objetivos, desenvolva a habilidade de concentrar-se e manter o foco.

É importante que você equilibre as diferentes áreas da sua vida, de modo que uma não invada o espaço da outra. Não cheque as redes sociais na hora de trabalhar, não pense em trabalho na hora de cuidar dos filhos, não estude na hora de relaxar e não relaxe na hora de estudar.

O que importa é que você defina bem os intervalos de tempo aos quais vai dedicar-se às diferentes áreas da sua vida. Lembre-se, também, de que o tempo do descanso e das atividades de lazer é tão importante quanto o período produtivo, afinal de contas, sem descansar, estamos mais sujeitos a problemas de saúde física e mental, o que acaba com qualquer produtividade.

4. Lembre-se das suas motivações

Por que você precisa escrever esse relatório? Porque é importante para o trabalho. Por que você precisa trabalhar? Para sustentar a família. Por que você precisa sustentar a família? Para dar a ela qualidade de vida e felicidade. É importante fazer esses resgates de nossos propósitos para que não percamos a motivação diante da realização das nossas atividades.

Quando temos um propósito de valor por trás das nossas atitudes, fica mais fácil manter a constância em nossos resultados. Em contrapartida, quando fazemos algo apenas porque alguém mandou, sem que de fato pensemos em como aquilo é importante para nós, a motivação desaparece e, com ela, a nossa produtividade.

Portanto, antes de fazer qualquer planejamento ou de começar a agir, lembre-se de seus objetivos e de suas metas. Enquanto essas metas representarem a sua felicidade, elas vão despertar motivação. Contudo, se nada disso mais fizer sentido, talvez seja melhor redefinir os seus objetivos.

5. Abandone a autossabotagem

Há uma série de pequenas atitudes que comprometem a nossa produtividade e a constância dos nossos resultados. Dormir tarde, acordar tarde, não ter o hábito da leitura, passar tempo demais nas redes sociais, alimentar-se mal e não ter momentos de atividade física e de relaxamento são algumas dessas atitudes.

Esses descuidos que temos com a nossa rotina, com o nosso corpo e com a nossa mente sabotam a conquista dos nossos objetivos, mesmo que nem sempre percebamos.

Muitas vezes, recorremos a esses maus hábitos porque temos tanto medo de fracassar que entramos em um ciclo de procrastinação. Assim, pegamos o celular para checar as redes sociais em vez de trabalhar. Esse tipo de atitude é extremamente prejudicial e precisa ser eliminado da rotina.

6. Persista, mas não insista

Outro ponto-chave para que os seus resultados e a sua produtividade sejam mais constantes é o hábito de persistir. Se você tem objetivos sólidos e compatíveis com os seus propósitos de vida, já é meio caminho andado. No entanto, não se iluda acreditando que o caminho será um mar de rosas. Altos e baixos aparecem, pois isso faz parte da vida.

Nesse sentido, quem faz a diferença é a persistência, que é a nossa capacidade de superar essas dificuldades, sem pensar em desistir. A insistência, no entanto, significa fazer sempre as mesmas coisas, mesmo percebendo que elas não estão produzindo o resultado esperado.

Dessa forma, a dica é sempre persistir, mas nunca insistir. Mude as suas estratégias, mas jamais perca o ânimo. Confie em suas forças, capacidades e conhecimentos. Eles podem levá-lo muito mais longe do que pode imaginar!

7. Defina prioridades

Por fim, para ser alguém constante e dedicado à realização dos seus sonhos, defina prioridades. Se você está juntando dinheiro para comprar um apartamento, por exemplo, entenda que essa deve ser a sua prioridade. Lembre-se disso cada vez que entrar em um shopping e sentir aquela tentação de comprar todas as blusas e sapatos da loja.

A definição de prioridades caminha lado a lado com a disciplina, o que é essencial para que as pessoas alcancem bons resultados. A princípio, você terá que renunciar a algumas coisas, mas, depois de ter conquistado as suas metas, com certeza perceberá que cada renúncia valeu a pena.

Para concluir, respire fundo e coloque as dicas acima em prática. Se você souber definir prioridades, persistir, abandonar a autossabotagem, lembrar-se das suas motivações, administrar o seu tempo, controlar a sua agenda e organizar o seu espaço, certamente será uma pessoa mais disciplinada, produtiva e com constância em seus resultados. Sucesso!

E você, querida pessoa, tem colocado os 7 pontos acima em prática ou ainda peca em algum deles? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além disso, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!