Os olhos são os espelhos da alma e quando há algo de errado eles costumam se expressar através de lágrimas. Entretanto, existem situações em que uma pessoa pode vir a chorar sem motivo aparente e ficar sem conseguir entender o que está motivando aquela ação. Nesses casos, por mais que pareça que não há uma razão, pode ser que exista sim, e é importante estar atento se isso acontecer contigo, para que evite deixar para lá e busque formas de descobrir o que está te fazendo sofrer.

Chorar Sem Motivo – O Que Pode Estar Por Trás Disso?

Em situações normais, os motivos mais comuns que levam uma pessoa a chorar envolvem sofrer emoções fortes, tanto de alegria quanto de tristeza. Porém, nessas situações, as causas são facilmente identificadas, o que não ocorre no caso que estamos tratando neste artigo. Quando se trata do choro sem motivo aparente, existem algumas hipóteses mais comuns, veja a seguir quais são elas.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra como anda o grau da sua felicidade!

1 – Depressão

Quando o choro vem sem motivo, a hipótese mais comumente levantada pelas pessoas é a depressão. Apesar de ela ser, sim, um transtorno que pode gerar esse tipo de reação em uma pessoa, não é a única causa e, além disso, é importante analisar a situação como um todo, principalmente para identificar outros sinais, como: falta de ânimo e energia, desinteresse por atividades que antes eram prazerosas, problemas para se concentrar, entre outros.

Desse modo, um choro sem motivo pode ser sinal de depressão se o indivíduo começar a chorar mais vezes do que de costume, ter dificuldade para cessar essas lágrimas, não conseguir explicar o real motivo para estar chorando. Vale lembrar que esse costuma ser um sinal de quadros mais leves de depressão, já que, quando em estágios mais severos, o indivíduo pode ter problemas para expressar suas emoções.

2 – Ansiedade

Sentir-se ansioso é natural em situações em que se espera algo que deseja muito ou que gerem insegurança. Entretanto, existem pessoas que sofrem de transtornos de ansiedade, o que faz com que tudo seja motivo para que elas se sintam constantemente estressadas e preocupadas. Assim, esse desconforto e essa confusão de sentimentos podem acabar se transformando em choro, uma reação que, aparentemente, parece sem motivo, mas que na realidade não é.

3 – Labilidade Emocional

O choro, o riso ou a raiva incontroláveis e repentinos podem ser um sintoma de uma condição chamada labilidade emocional. Trata-se de um estado neurológico involuntário relacionado a uma lesão ou distúrbio na parte do cérebro responsável por controlar as emoções. O indivíduo começa a apresentar uma incontinência emocional, pois não consegue relacionar as suas reações emocionais com o que está realmente sentindo.

Por terem sintomas semelhantes, a labilidade emocional pode ser confundida com a depressão, entretanto, antes de tirar qualquer conclusão, é fundamental que o histórico da pessoa seja considerado. Geralmente, esse transtorno ocorre com pessoas que já passaram ou possuem problemas, como: AVC (acidente vascular cerebral), Parkinson, Alzheimer, ELA (esclerose lateral amiotrófica) e EM (esclerose múltipla).

4 – Causas Fisiológicas

Corpo e mente estão completamente conectados, por isso, nem sempre o choro está ligado a causas emocionais e pode ter origens fisiológicas. A deficiência de vitamina B12, a hipoglicemia (baixos níveis de açúcar no sangue) e o hipotireoidismo são exemplos de problemas que podem repercutir no emocional de uma pessoa. Essas alterações físicas são capazes de causar alterações bruscas de humor e chegar a gerar o choro sem motivo.

5 – Gênero e Personalidade

Aquela velha crença de que homens não devem chorar é uma grande bobagem, entretanto, existem fatos fisiológicos e sociais que mostram que as mulheres realmente têm uma tendência maior de se emocionarem. O principal fato que explica isso está relacionado à testosterona, hormônio masculino que pode inibir o choro. Além disso, existem também as questões culturais de que os homens devem se manter fortes, algo que precisa ser desconstruído, já que todos os seres humanos possuem emoções e devem se sentir livres para expressá-las.

Além da diferença entre os sexos, aquelas pessoas que são empáticas e mais preocupadas com o bem-estar dos outros tendem a chorar mais do que as que não têm esse tipo de preocupação. Contudo, é sempre importante manter a atenção para identificar quando esse sofrimento pela dor alheia estiver se tornando mais intenso do que o normal.

A Importância de Procurar Ajuda

Como se pode ver, chorar sem motivo pode ter muitas causas e a maioria delas requer um acompanhamento médico. Portanto, ao perceber que está chorando mais do que de costume, evite tentar resolver isso sozinho e procure ajuda. Além disso, poder contar com o apoio de uma pessoa próxima também é muito importante e certamente te ajudará no tratamento que o profissional te indicar.

Jamais ignore o choro excessivo ou qualquer outro sinal diferente em seu comportamento. Os transtornos de humor geralmente começam leves e podem impactar negativamente em todas as áreas da vida de uma pessoa, o que inclui os relacionamentos pessoais, o trabalho, os estudos. Isso sem contar que esses problemas fazem com que um indivíduo se torne mais vulnerável a doenças físicas.

Dicas Para Controlar o Choro

Dicas para controlar o choro

Caso já tenha procurado ajuda ou o seu choro não esteja ligado a nenhum tipo de transtorno emocional, saiba que existem maneiras de aprender a controlá-lo. Afinal, nem sempre as lágrimas surgem em momentos de privacidade, e é natural que queira evitar chamar a atenção das pessoas ao seu redor. Algumas medidas que podem te ajudar incluem:

  • Respirar de maneira lenta e profunda e se concentrar totalmente no ar entrando e saindo dos seus pulmões.
  • Movimentar os músculos do rosto com o objetivo de relaxá-los e melhorar a sua expressão facial.
  • Pensar em uma canção ou poema que goste e que te transmita paz, repetir essas palavras em sua mente irá te ajudar a mudar o foco.
  • Dar um passeio ou encontrar outra forma de se afastar da situação que está lhe causando estresse.
  • Encontre formas de se distrair, como assistir a um vídeo engraçado ou ouvir uma música animada.
  • Piscar os olhos rapidamente repetidas vezes ajuda a conter as lágrimas.
  • A vontade de chorar pode dar uma sensação de nó na garganta, para fazê-lo desaparecer você pode bocejar ou beber água.

Lembrando que essas dicas devem ser usadas para te ajudar a controlar o choro e nunca para mascará-lo e abafar o que está sentindo. Nunca ignore os sinais enviados pelo seu corpo, mantenha-se sempre atento e, a qualquer sinal de problema, busque ajuda. Afinal, o seu bem-estar é uma condição fundamental para a sua felicidade.

O choro tem um lado bom?

Aproveitando o tema, vamos falar sobre o lado bom de chorar, será que ele existe? Quando vemos uma pessoa chorando, logo imaginamos que ela esteja triste, passando por uma situação delicada, entretanto, nem sempre isso é verdade. Embora essa seja uma expressão comum de dor física ou emocional, chorar tem, sim, os seus benefícios e nem sempre está ligada ao sofrimento.

Você pode chorar por ter visto algo que achou bonito, por ter se lembrado de alguém de quem sente saudade, ao sentir gratidão, por estar cansado ou com raiva, enfim, são muitos os motivos capazes de gerar o choro sem estar, necessariamente, ligado à tristeza. Em muitos casos, trata-se de uma expressão de um sentimento bonito, como a saudade, a gratidão, ou mesmo funciona como uma forma de liberar o estresse, o que também é positivo porque ajuda a aliviar as tensões.

10 Benefícios do choro

O choro é uma resposta fisiológica a diversos tipos de emoções, como tristeza, raiva, alegria, medo, frustração. O que nem todos sabem é que deixar as lágrimas rolarem pelo rosto pode trazer benefícios para a saúde, saiba quais são eles.

1 – Tem efeito calmante

Depois de chorar, uma pessoa se sente muito mais calma, porque colocou para fora aquilo que a estava angustiando. A ciência explica o motivo de isso acontece: essa sensação de tranquilidade ocorre porque o choro ativa o sistema nervoso parassimpático, que é o responsável por fazer o organismo responder às situações com calma.

2 – Atrai afeto por parte das outras pessoas

Quando uma pessoa começa a chorar, é natural que outras que estejam no mesmo local se aproximem para oferecer apoio. Um estudo realizado em 2016 por universidades do Reino Unido constatou que o choro é um dos principais comportamentos geradores de apego. Assim, quando você está triste, mas permanece calado, acaba não obtendo ajuda se não compartilhar o que está sentindo com ninguém, porém, se chorar, a aproximação irá acontecer.

3 – Promove a liberação de hormônios ligados ao bem-estar

O ato de chorar gera respostas no organismo, como a liberação de ocitocina e endorfinas, hormônios ligados ao bem-estar. É por isso que depois de chorar é natural se sentir melhor, como se tivesse colocado para fora todo o “peso” que estava guardando.

4 – Induz o sono

Um estudo realizado com bebês pela Sociedade Americana de Pediatria concluiu que o choro pode ajudá-los a dormir melhor. Não se tem comprovação de que o mesmo aconteça com adultos, contudo, podemos deduzir que os efeitos calmantes associados ao choro podem, sim, induzir ao sono.

5 – Faz bem para a saúde dos olhos

As lágrimas contêm um líquido chamado lisozima, que ajuda a combater bactérias e manter os olhos limpos. Assim, quando você chora está também limpando os seus olhos. Além disso, ajuda a evitar doenças, como a síndrome do olho seco.

6 – É sinal de que está liberando as emoções reprimidas

Sempre que você chora, está expressando suas emoções, o que é muito positivo, pois reprimi-las não é nada bom. Se está passando por uma fase delicada, permita-se deixar as lágrimas rolarem, isso te ajudará a entender melhor o que está sentindo, acolher isso, e se fortalecer. Negar sentimentos não faz com que se sinta mais forte, pelo contrário.

7 – Estimula você a seguir em frente

Sofrer um trauma, como a perda de um ente querido, por exemplo, é bastante doloroso. Existem pessoas que lidam com isso ficando tristes, já outras se revoltam a sentem raiva. As que se permitem sofrer e chorar, tendem a se recuperar mais rapidamente do que as outras, se sentindo estimuladas a seguirem em frente.

8 – Ajuda a prevenir a depressão

Emoções reprimidas podem causar depressão, pois os sentimentos que não são colocados para fora se acumulam e, em algum momento, se transformam em um transtorno. Conforme mencionado anteriormente, chorar ajuda a aliviar as tensões e, consequentemente, a prevenir a depressão.

9 – Reduz a pressão sanguínea

Estudos descobriram que, depois de uma sessão de choro, as pessoas tendem a apresentar uma pressão arterial mais baixa e pulsação mais estável. Possivelmente, isso acontece por conta da já citada sensação de tranquilidade e alívio que o ato de chorar traz.

10 – É uma parte fundamental do processo de cura

Deixar as lágrimas fluírem muitas vezes significa deixar os sentimentos irem, se libertar da tristeza, da culpa, da raiva. Por isso, quando sentir vontade, se permita chorar, mesmo que o choro venha sem motivo aparente, não o rejeite. Acolha essa expressão máxima da emoção para entender o que está se passando em seu coração, pois quanto mais você se conhece, mais se cura e se potencializa!

Uma boa e longa sessão de choro pode fazer você se sentir melhor, mesmo que as circunstâncias não tenham mudado. Afinal, o que mais importa está dentro de ti e em como escolhe lidar com as coisas que acontecem contigo.

Se o seu choro tem ou não motivo, deixe-o fluir, olhe para dentro e entenda o que está se passando. Caso não consiga encontrar respostas, procure ajuda.

Aproveite para deixar o seu comentário abaixo contando se costuma chorar com frequência e compartilhe o artigo com os seus amigos!

Créditos da Imagem: Photographee.eu – ID da foto stock livre de direitos: 247411297