Há dias, semanas, meses, ou mesmo anos em que tudo parece dar errado. Problemas familiares, crises financeiras, doenças, projetos profissionais, tudo parece retroceder. É como se houvesse algo nos prendendo e nos impedindo de seguir em frente.

Você já passou por situações assim? Se a resposta for afirmativa, saiba que você não está sozinho. Todo mundo já passou e passa por períodos em que tudo dá errado, mesmo aquelas pessoas que você considera extremamente bem-sucedidas.

Nesses momentos, é importante manter o equilíbrio emocional e a resiliência, extraindo de cada experiência os aprendizados necessários para que resultados melhores possam ser alcançados lá na frente. Para que isso seja possível, separamos 10 recomendações essenciais sobre como agir quando tudo dá errado. Ficou curioso? Então, continue a leitura e confira!

1. Verifique se deu errado mesmo

Imagine que uma pessoa tenha dedicado a vida a uma profissão X, mas nunca conseguiu prosperar nela. Um dia, ela decide abrir mão dessa ocupação para abrir um negócio próprio, em que alcança todo o sucesso que sempre desejou. Essa pessoa deu errado? Não. Ela apenas precisou de uma experiência de insucesso para recalcular a rota e enfim encontrar o seu real propósito de vida. 

Por isso, invista em autoconhecimento e fique atento aos sinais. Talvez não seja um erro, mas apenas uma necessidade de recomeço. Também não tenha pressa, pois é aos poucos que a vida “se ajeita”.

2. Não se desespere

É complicado falar em manter a calma quando tudo parece dar errado. No entanto, entenda que as emoções e as situações pelas quais passamos são todas passageiras. Quando tudo estiver um caos, é normal desabar, chorar, gritar, enfim, reagir aos resultados negativos. No entanto, no momento seguinte, recomponha as suas forças. Ao perceber que a intensidade das emoções diminui, sinta-se pronto para voltar a agir. Desabe, mas se levante, com coragem e resiliência.

3. Entenda por que deu errado

PSC Renascimento

Se algo deu errado na sua vida, é importante que você seja analítico para identificar as causas do erro. Por exemplo, se você estiver em crise financeira, analise o que o levou a essa situação. Foi o desemprego? A falta de acompanhamento da sua situação financeira? O hábito de gastar mais do que ganha? O excesso de parcelamentos? Analise os fatores que desencadeiam os seus problemas. Assim como na medicina, o diagnóstico é o primeiro passo para a cura!

4. Analise se há como “salvar” o projeto

Quando tudo parece dar errado, é importante verificar se tudo precisa ser terminado para recomeçar do zero, ou se é possível “salvar” algo de que já foi feito. Por exemplo: um aluno de jornalismo que deseja mudar de carreira para medicina precisa recomeçar do zero. Já um aluno de jornalismo que deseja mudar de carreira para publicidade pode reaproveitar algumas matérias. Assim, analise a situação e verifique se é possível consertar as falhas ou se é mesmo necessário começar tudo de novo.

5. Recalcule a rota e recomece

Muitas vezes, as pessoas que chegam à conclusão de que é preciso recomeçar têm a sensação de que estão vivendo um enorme retrocesso nas suas vidas. Isso não é verdade. O que você prefere: ser infeliz em algo antigo ou ser feliz em algo que está começando? Muitas vezes, precisamos sair de um emprego sólido ou colocar um fim a um casamento de anos, em nome de encontrar algo que nos faça verdadeiramente felizes. O verdadeiro retrocesso é permanecer no erro e na infelicidade. Recomece!

6. Encare os desafios como chances de aprendizado e crescimento

Você já se perguntou como seria a sua vida se você não tivesse tido nenhum problema até aqui? Perfeita, você poderia imaginar. A verdade, porém, é que você não teria as competências, conhecimentos, habilidades e atitudes que tem hoje, pois muitos desses itens só foram desenvolvidos graças aos momentos de adversidade. Por isso, encare os desafios como valiosas oportunidades de aprendizado e crescimento. Verifique as lições que você pode extrair dos seus erros!

7. Peça ajuda sem medo

Quando tudo parece estar desmoronando, verifique as pessoas que podem ajudá-lo e peça socorro. Isso não é vergonha alguma. A vida é assim mesmo: em uma hora nós ajudamos os outros, em outra somos ajudados por eles. Aliás, os seres humanos, têm competências diferenciadas entre si justamente para que nós possamos nos ajudar e trocar esses saberes.  É isso o que nos fortalece enquanto grupo. 

Dessa forma, não tenha medo ou vergonha de pedir ajuda. Amigos, familiares e profissionais de diversas áreas (inclusive da saúde mental) estão aí para isso. Fortaleça a sua rede de contatos!

8. Lembre-se dos desafios do passado que você já superou

Quando estamos em meio ao caos, acabamos perdendo a fé em Deus, na vida e em nós mesmos. No entanto, lembre-se dos momentos terríveis do passado pelos quais você já passou. Eles também pareciam péssimos e intermináveis, não é mesmo? E, ainda assim, você conseguiu superá-los. Portanto, tenha em mente que não há mal que dure para sempre. Confie nas suas próprias capacidades de resolver os seus problemas. Desconfie dos cenários horríveis que a sua mente projeta. Você consegue!

9. Abandone o perfeccionismo

Os psicólogos alertam que os seres humanos não podem ver a vida de forma absoluta, ou seja, no popular “8 ou 80”. Assim como nem tudo é uma tragédia, também não podemos esperar que tudo seja perfeito. A vida sempre estará em um meio-termo entre esses extremos, composta por altos e baixos, felicidades e desafios. Acostume-se a essa ideia. Assim, você deixará de cobrar uma vida perfeita e também não se desesperará quando os problemas surgirem. Tudo se resolve!

10. Resolva uma coisa de cada vez

Por fim, se você está passando por diversos problemas ao mesmo tempo, tenha em mente que é preciso resolvê-los um de cada vez. É aos poucos que a vida vai dando certo. Você não vai alcançar a resolução mágica de tudo ao mesmo tempo. Seja paciente e faça o que estiver ao seu alcance, sem querer “abraçar o mundo” de uma vez. Cuide de cada área da sua vida, mas com um tempo designado para cada uma delas. Mudanças bruscas e revolucionárias quase nunca provocam o efeito esperado.

Como você pode notar, existem recursos na nossa mente e na nossa própria fé que podem nos ajudar a agir quando tudo parece dar errado. O equilíbrio emocional, a autoconfiança e a capacidade de aprender com os próprios erros são os ingredientes para um recomeço. Planeje as suas ações, peça ajuda quando necessário, faça a sua parte e seja paciente. Dias melhores virão. Acredite!

E você, ser de luz, como lida com a vida quando tudo dá errado? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!