A alta competitividade do mercado faz com que atingir metas e cumprir prazos de trabalho sejam tarefas que exigem um grande esforço do colaborador. Por conta disso, a pressão é um elemento que está quase sempre presente na rotina dos profissionais de qualquer segmento.
Sendo assim, é muito importante que saibamos lidar adequadamente com esse fator. Quando as pessoas não sabem lidar com ele, elas podem sofrer com problemas de saúde física e mental. Além disso, a própria organização deixa de compreender os aspectos em que precisa melhorar, a fim de levar mais qualidade de vida aos seus colaboradores.
Diante disso, confira as 7 dicas que separamos para que você consiga aguentar a pressão no trabalho. Boa leitura!

Descubra como anda o grau de felicidade em seus
relacionamentos! Acesse gratuitamente nosso
Teste ” O Termômetro da Felicidade”!

1.Seja transparente

Fale claramente com o seu gestor e exponha os motivos que estão levando você a se sentir sobrecarregado. Caso você seja gestor, lembre-se de compartilhar com a sua equipe como você está sendo cobrado e em que isso afeta toda a área. A comunicação é essencial, pois, muitas vezes, a cobrança é alta porque ninguém tem noção do quanto as suas demandas já estão numerosas.

Sendo assim, não tenha medo de se impor e de afirmar que você está no limite das suas capacidades. Isso não é um sinal de fraqueza. Ao contrário, é uma manifestação de que você não deseja perder a produtividade e a saúde. Cabe à empresa compreender a sua atuação e agir no sentido de reequilibrar o seu volume de trabalho, seja contratando outra pessoa, seja repassando demandas a um colega, entre outros.

2. Defina prioridades

Definir prioridades é uma forma de organizar prazos e evitar que aconteça o famoso “tudo é pra ontem”. Por isso, negocie: defina o que é realmente prioridade e quais prazos podem ser estendidos. Se os seus clientes são as pessoas que determinam a sua demanda, converse com eles para que você possa se organizar. Ninguém pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, não é mesmo?

Já se quem determina o seu volume de trabalho é o seu próprio chefe, pergunte a ele quais das demandas recebidas devem ser priorizadas e quais podem ser deixadas para mais tarde. Siga as instruções dele e faça uma coisa de cada vez, afinal de contas, você é um ser humano, e não uma máquina.

3. Faça um cronograma

Depois de metas e prazos definidos, monte um cronograma para gerenciar a avalanche de informações. A organização é uma regra de ouro para quem precisa cumprir prazos e bater metas. Além disso, quando colocamos todas as nossas obrigações no papel, aliviamos a mente, que fica mais tranquila ao saber que nada será esquecido.

PSC

Além do mais, o ato de visualizar aquilo que temos pela frente, bem como aquilo que já ficou para trás nos ajuda a encontrar a motivação e a acompanhar o nosso progresso. Por isso, as listas de tarefas, as agendas e os próprios softwares de gerenciamento de projetos ajudam nesse processo de organização, planejamento, acompanhamento das demandas e gestão da pressão no trabalho.

4. Converse

Conheça as estratégias das outras pessoas e entenda como cada um lida com os seus respectivos momentos de pressão. Pessoas mais experientes podem ser uma referência para você. Dessa forma, troque ideias com os seus gestores, ou mesmo com colegas que tenham mais tempo de profissão ou de casa do que você. Consulte-os para descobrir os seus “segredos” para lidar com a pressão da rotina.

Pode ser que nem seja alguém do trabalho a lhe ajudar nesse sentido. Talvez o seu pai, a sua mãe, o seu irmão mais velho ou um amigo de longa data tenham dicas para ajudar-lhe no dia a dia. O estresse é praticamente uma unanimidade na vida profissional das pessoas, mas é possível lidar com ele de modo satisfatório. Pesquise, converse com as pessoas e teste as soluções que lhe forem sugeridas.

5. Desligue-se

Sempre que puder, encaixe momentos prazerosos na sua rotina e esqueça o trabalho momentaneamente. É importante saber se “desligar” e aproveitar um tempo com a família ou com os amigos, mantendo o equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Nos dias de folga, ou mesmo à noite, na sua casa, evite falar ou pensar nas questões de trabalho.

Nesses momentos, distraia-se com outras atividades, como as tarefas domésticas, as brincadeiras com os filhos, a sua série favorita na televisão, além de uma boa noite de sono. O lazer e o descanso são úteis para que você recupere as energias e acorde renovado para um novo período produtivo. Não descuide desses momentos, pois eles são essenciais para a sua saúde física e mental.

6. Saia de empregos que não respeitam a sua saúde

Não hesite em trocar de emprego quando perceber que você está em um lugar em que a sua saúde não é levada em consideração. Se você está sobrecarregado, faz muitas horas extras, abre mão das suas folgas, já conversou com os líderes e citou que está sobrecarregado, mas ninguém deu importância às suas considerações, saia deste emprego. A sua saúde é mais importante do que qualquer empresa.

Certamente, você será capaz de encontrar uma empresa séria, que trata os seus funcionários como seres humanos, e não como máquinas de produzir. A gestão humanizada e o respeito aos direitos trabalhistas são essenciais para que as pessoas encontrem mais qualidade de vida no trabalho. Aprender a lidar com a pressão é importante, mas é fundamental que as empresas também aprendam a cuidar melhor dos seus funcionários, como seres humanos dignos, e não como objetos de exploração.

7. Procure ajuda profissional

Por fim, entenda que há momentos em que realmente não conseguimos lidar com a pressão do dia a dia sozinhos. Nesse caso, está tudo bem em pedir ajuda. Não há por que se envergonhar. Aliás, é um sinal importante de que você está preocupado com a sua qualidade de vida e deseja ser alguém mais feliz e saudável.

Nesse caso, o estresse acima do nível que é considerado funcional começa a dar sinais de que está comprometendo a sua saúde. Entretanto, não espere adoecer gravemente para procurar ajuda. Médicos e psicólogos estão aí justamente para ajudar-lhe a lidar melhor com essa pressão, prevenindo ou remediando os efeitos do estresse sobre o seu corpo e sobre a sua mente.

As 7 dicas acima serão muito úteis para que você aprenda a lidar com o trabalho sob pressão. A vida profissional não precisa ser um tormento. É possível trabalhar com prazer, alegria, produtividade e disposição, desde que as suas demandas sejam compatíveis com as suas capacidades e desde que você tenha um propósito profissional que o motive no seu dia a dia. Que você encontre essa felicidade e lide adequadamente com o estresse. Saúde e sucesso!

E você, ser de luz, consegue lidar com a pressão no trabalho? De que maneira faz isso? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!