Toda pessoa possui diferentes objetivos em sua vida: casar-se, ter filhos, comprar um carro, adquirir um imóvel, ser promovido no trabalho, viajar pelo Brasil, aprender a investir, falar outro idioma, enfim, metas diversas não faltam.

No entanto, existem pessoas que alcançam esses objetivos, enquanto outras parecem perder o gás no meio do caminho e acabam por desistir. Por que isso acontece? A resposta está no comprometimento.

É claro que sempre há circunstâncias que não dependem de nós que podem atrapalhar nossos planos. Mas, em geral, é possível contornar esses obstáculos, desde que estejamos verdadeiramente empenhados. Para saber mais sobre comprometimento e sobre como desenvolvê-lo na vida pessoal e também na vida profissional, continue lendo este artigo.

Conheça a metodologia capaz de potencializar seus resultados!
Clique aqui e acesse meu ebook “Leader Coach”, é um presente!

O que é comprometimento?

No dicionário, a palavra comprometimento aparece como ato ou efeito de assumir um compromisso. No âmbito do desenvolvimento pessoal e profissional, essa palavra denomina a capacidade que cada pessoa possui de agir com determinação em busca do alcance de seus objetivos. Ser comprometido significa ser forte o bastante para superar as adversidades que insistem em nos tirar do caminho que traçamos.

Quando alguém deseja aprender inglês, por exemplo, o comprometimento consiste numa série de atitudes: ser assíduo e pontual nas aulas, prestar atenção nas explicações, tirar dúvidas, ler materiais complementares, praticar com filmes e músicas, fazer as lições de casa, enfim, “mergulhar” no universo desse idioma até que ele seja completamente aprendido e internalizado. O comprometimento se reflete em metas pessoais e profissionais.

Na vida pessoal

Na vida pessoal, precisamos de comprometimento em diversas circunstâncias. Seja para emagrecer, adotar um estilo de vida saudável, educar os filhos, manter um bom relacionamento com a pessoa amada, honrar amizades, administrar as finanças pessoais — tudo isso exige comprometimento.

PSC

A palavra comprometimento designa a responsabilidade que assumimos com as pessoas ao nosso redor. Especialmente nos relacionamentos familiares, comprometimento é um sinal de amor e lealdade. No entanto, além dos compromissos que assumimos com o outro, comprometimento é também uma responsabilidade consigo mesmo. Cada um de nós tem a obrigação de lutar por seus sonhos e por sua felicidade, em sinal de amor próprio e de determinação.

Na vida profissional

O comprometimento também é extremamente necessário na vida profissional. Inicialmente, ressaltamos que um indivíduo sem comprometimento não consegue sequer concluir os estudos básicos ou passar no vestibular. Depois, se essa pessoa está realmente empenhada em obter um bom emprego e crescer no caminho profissional escolhido, precisará investir em graduação, especializações, cursos de idiomas, treinamentos extras, enfim, num acúmulo constante de conhecimentos.

Além disso, é preciso ser muito determinado para crescer numa empresa, o que inclui: faltar o mínimo possível, evitar atrasos, entregar o que se pede com qualidade e dentro dos prazos, além de manter um bom relacionamento com chefes e colegas.

Quando o assunto é abrir a própria empresa, aí é preciso mais comprometimento ainda, afinal de contas, o indivíduo é chefe de si mesmo. Todo e qualquer rendimento que obtiver será fruto de seu próprio trabalho e de suas capacidades administrativas, o que exige muita disciplina e sabedoria empreendedora.

Os 5 traços das pessoas comprometidas

Já deu para perceber que comprometimento é um aspecto que se vê em praticamente tudo aquilo que fazemos, tanto em âmbito pessoal quanto em âmbito profissional. Trata-se de um ingrediente essencial para o alcance de cada um de nossos objetivos.

Pessoas comprometidas apresentam os 5 traços a seguir. Confira quais são:

1. Propósito

Ter propósito significa saber o que quer. Como alguém pode ser comprometido se não sabe quais são os seus objetivos pessoais e de trabalho? Para quem não tem metas, qualquer caminho serve, mas a pessoa dificilmente trilhará esse caminho com determinação.

Pessoas que passam pela vida sem propósito fazem apenas o que as mandam fazer, mas não descobrem o que realmente dá sentido a suas vidas, e isso é essencial para ser comprometido. Quando estamos num caminho difícil, mas sabemos muito bem qual é o objetivo a ser alcançado, o comprometimento vem de forma natural, nos impedindo de desistir.

2. Planejamento

O segundo traço das pessoas comprometidas é o planejamento. Não adianta nada definir objetivos maravilhosos se a pessoa não faz ideia do que é preciso para chegar lá. Aliás, muita gente peca e perde todo o comprometimento porque define metas totalmente fora da realidade.

Por isso, uma pessoa comprometida tem os dois pés no chão. Ela lista tudo aquilo que será necessário fazer para alcançar seu objetivo, determina prazos para a realização de cada tarefa, define prioridades e reúne todos os recursos de que necessitará (dinheiro, tempo, ajuda de outras pessoas etc.). Quando planejamos nossas tarefas, elas ficam mais fáceis e mais rápidas.

3. Disciplina

Sabe quando você tem uma tarefa para entregar, mas fica constantemente checando as redes sociais, indo tomar café ou simplesmente pensando na vida? Parece que tudo fica mais interessante do que a tarefa que você precisa concluir, não é mesmo?

É um típico comportamento de quem não está comprometido. Isso significa que o indivíduo não é disciplinado, ou seja, tem dificuldade de seguir o planejamento. Para não “fugir” das obrigações, a dica é pensar na recompensa, ou seja, naquele propósito inicial de que falamos no início do texto. Um objetivo vívido em nossas mentes nos ajuda a sermos disciplinados e a eliminar as distrações.

4. Autorresponsabilidade e automotivação

Autorresponsabilidade significa assumir a responsabilidade sobre seus próprios atos. Muita gente não tem essa característica, optando por colocar a culpa de seus fracassos no governo, na família, na falta de tempo, na escassez de dinheiro, e por aí vai. De fato, há momento em que fatores externos pesam, mas eles não podem ser utilizados constantemente como desculpas. A interferência externa tem um limite, e cada indivíduo deve fazer o que for possível para administrá-las.

Por sua vez, a automotivação consiste em motivar a si mesmo, ou seja, fortalecer o propósito da missão para que ela seja concluída. Se você está trabalhando muito, pense nas recompensas que virão. Se está tendo que poupar dinheiro para comprar um imóvel, visualize-se morando no apartamento dos sonhos. Se está se esforçando na academia, imagine um corpo atraente e uma vida repleta de saúde física e mental. É com esse tipo de visualização que despertamos a automotivação.

5. Resiliência

Por fim, um traço fundamental do comprometimento é a resiliência, ou seja, a capacidade de uma pessoa para superar momentos difíceis e retomar seu rumo para conquistar o que deseja. Ser resiliente não significa dizer “amém” para tudo, mas entender que obstáculos surgem para engrandecer a vitória. Sem problemas, ninguém conseguiria pôr à prova suas competências e habilidades.

Por isso, uma pessoa comprometida encara os obstáculos como pequenos empecilhos, e não como entraves definitivos que a levam à desistência. Garra, determinação e coragem são pilares da vida de quem se compromete com sua própria felicidade. Nenhum caminho é fácil, mas tudo é possível quando há um propósito grande e verdadeiro.

E você, tem se comprometido verdadeiramente com seus objetivos? Se está encontrando algum tipo de dificuldade nesse processo, saiba que o coaching atua como prática facilitadora e aceleradora para a conquista de objetivos. São técnicas oriundas de diferentes áreas do conhecimento que são empregadas para que você consiga manter a motivação, a autorresponsabilidade e a disciplina na execução de suas tarefas.

Que as dicas acima sejam úteis em sua trajetória e que seus caminhos sejam incríveis em toda e cada área de sua vida. Deixe seu comentário no espaço abaixo e, por fim, compartilhe este artigo com todos aqueles que possam se beneficiar deste conteúdo.