Para ter sucesso, o profissional deve buscar as melhores especializações e o aprimoramento constante dos seus conhecimentos. Mas somente o desenvolvimento técnico não é suficiente. Seguir a conduta ética profissional é fundamental na ascensão na sua carreira.

Mas o que exatamente é a ética? Como ela influencia as trajetórias profissionais das pessoas e até mesmo o desempenho de empresas inteiras? De que maneiras podemos desenvolver um comportamento verdadeiramente ético no dia a dia? Para ajudá-lo a responder a essas perguntas, acompanhe-nos na reflexão a seguir. Siga em frente e tenha uma ótima leitura!

Quer descobrir como você pode desenvolver suas habilidades?
Clique aqui e Mergulhe no maravilhoso “Mundo do Coaching”!

O que é uma postura profissional ética?

A conduta ética profissional diz respeito ao conjunto de valores morais que conduzem os comportamentos no ambiente de trabalho e durante o exercício da profissão. Em geral, trata-se dos mesmos princípios exigidos na convivência em sociedade. Sem isso, é impossível construir uma carreira longa e respeitada.

As empresas são feitas por pessoas de diferentes personalidades. Assim, o bom relacionamento entre todos os envolvidos baseia-se na ética. Ter uma boa postura diante de colegas de trabalho e clientes ditará o sucesso de todas as suas tarefas.

Cada profissão também tem o seu próprio código de ética, ou seja, um conjunto de deveres e regras que visa a disciplinar e regular o costume, a moral e a conduta dos profissionais ao desempenharem as suas atividades. Um jornalista, por exemplo, deve sempre reportar fielmente a informação que obteve da sua fonte, sem distorcê-la.

Alguns valores estão presentes em grande parte dessas regulamentações, como: honestidade, lealdade para com a organização, formação de uma consciência profissional, execução do trabalho no mais alto nível de rendimento, respeito à dignidade humana, segredo profissional, respeito à hierarquia e cumprimento às normas estabelecidas pela empresa (vestuário, pontualidade, profissionalismo, respeito aos colegas etc.).

O que seria uma conduta antiética?

PSC

Da mesma forma, há condutas apontadas como antiéticas no exercício da profissão. Podemos citar como exemplos utilizar informações ou uma posição hierárquica de poder para conseguir vantagens pessoais e negar ajuda aos colegas de trabalho. Alguns códigos de ética preveem punições a esse tipo de postura. Assim, podemos concluir que a conduta ética profissional nada mais é do que agir de acordo com os valores morais vigentes na sociedade, sem prejudicar os demais.

Os profissionais, no entanto, estão expostos a todo tempo a condições que os levam a cometer deslizes éticos. Pressões internas e externas do seu contexto organizacional, bem como interesses pessoais, são os principais motivadores. A conduta ética exige que o profissional assuma a responsabilidade pelas suas atitudes e pelos erros e acertos de sua equipe. Diz respeito, portanto, à própria consciência do indivíduo.

Dicas para seguir uma conduta profissional ética

Algumas atitudes são básicas para seguir a conduta ética profissional. Elas ajudam na construção de um bom relacionamento interpessoal e estão presentes nos regulamentos internos de praticamente todas as empresas. Com base nesses princípios, separamos algumas dicas para você seguir essa postura no seu dia a dia. Confira!

1. Seja honesto

É uma dica bem óbvia, mas a honestidade é fundamental, tanto para nortear as condutas profissionais, como pessoais. A palavra, de origem grega, significa “dignidade e honra”. Na prática, honestidade é o ato de ser uma pessoa íntegra. Mentira, fraude, omissão, roubo, espionagem, entre outros, são considerados atos de desonestidade.

Dessa forma, é essencial que você obedeça às leis vigentes na sua localidade. Além disso, procure conhecer também as normas internas e o código de conduta da sua profissão e da sua empresa. Por via das dúvidas, seguir o que dizem essas fontes é sempre um bom caminho a percorrer.

2. Mantenha o sigilo nas suas atividades profissionais

É muito importante que os profissionais mantenham as informações da empresa em sigilo. Algumas não devem ser comentadas nem dentro da organização. Esse tipo de atitude é requerido para preservar a imagem da empresa, bem como os seus projetos e objetivos.

Se você presta serviço a uma empresa, não pode divulgar informações confidenciais a quem não faz parte dela. Imagine, por exemplo, se você compartilha toda a estratégia de marketing da empresa em que trabalha com uma pessoa que, sem você saber, trabalha para a concorrência! Certamente, isso seria muito prejudicial, caso essas informações fossem utilizadas.

3. Respeite as pessoas

O respeito ao próximo é uma das regras básicas de etiqueta profissional. Por isso, trate os seus colegas, clientes e demais pessoas com as quais mantém contato como gostaria de ser tratado. Preconceito e difamação não são comportamentos aceitáveis. É essencial permitir que cada um seja do jeito que é, sem ofender, humilhar, ridicularizar ou criticar destrutivamente o outro.

Além disso, não se esqueça das “palavras mágicas”, que aprendemos ainda na infância: “bom dia”, “boa tarde”, “boa noite”, “por favor”, “muito obrigado”, “com licença” etc. Parece uma dica de pouca importância, mas ela faz muita diferença no dia a dia de trabalho, e, infelizmente, ainda há pessoas que parecem ter se esquecido desses termos cordiais.

4. Aja sempre com empatia

Por fim, lembre-se sempre de agir com empatia, ou seja, colocando-se mentalmente no lugar do outro. Esse exercício estimula a sua sensibilidade para compreender o contexto do colega e como você pode agir para ajudá-lo e respeitá-lo. Fica mais fácil ser sensato quando percebemos como gostaríamos de ser tratados se estivéssemos naquela posição.

Atitudes antiéticas podem gerar demissão por justa causa, bem como atrapalhar a sua ascensão profissional. Portanto, esteja sempre em desenvolvimento profissional e comportamental, além de seguir as normas e condutas éticas, da sociedade e da organização que você representa.

E você, ser de luz, como avalia a conduta ética dos profissionais da sua empresa? E a sua? Quais das dicas acima já são colocadas em prática? O que poderia ser melhor? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!