O corpo diz muita coisa sobre você. Por isso, é necessário estar sempre atento a cada gesto, evitando que atitudes mal pensadas acarretem em problemas e até mesmo uma demissão. A linguagem corporal pode ser muito útil para o fechamento de uma venda ou negócio, e até mesmo para o estabelecimento de parcerias comerciais.

Ainda que de forma inconsciente, todas as pessoas identificam a linguagem corporal e as expressões faciais umas das outras. Portanto, mesmo sem perceber, estamos a todo instante avaliando e sendo avaliados, de acordo com os sinais que exibimos por meio de nossos próprios corpos.

Mas quais seriam os sinais a serem evitados? Quais comportamentos tendem a despertar um olhar mais positivo em nossa vida profissional? As respostas para essas perguntas você conferirá neste artigo.

Saiba como cultivar melhores relações pessoais e profissionais!
Baixe agora meu ebook “Tudo Sobre Coaching”!
É um Presente!

Quais sinais devem ser evitados?

A linguagem corporal pode, muitas vezes “entregar” aquilo que estamos tentando esconder na comunicação verbal. Portanto, fique sempre de olho em seus sinais físicos, evitando que a sua linguagem corporal transmita algo diferente do que você realmente deseja ou sente. São algumas atitudes corporais que devem ser evitadas:

  • Olhar para baixo;
  • Mexer as mãos exageradamente;
  • Dar as costas ao público;
  • Ser evasivo;
  • Ser apressado;
  • Manter os braços cruzados durante uma conversa;
  • Revirar os olhos.

Essas sete atitudes são comuns nos casos em que uma pessoa não está confiante ou não tem certeza daquilo que diz. Além disso, o ato de revirar os olhos ou de dar as costas ao público também pode indicar tédio, desrespeito e desconsideração para com as pessoas com as quais você está interagindo.

Sendo assim, não gesticule mais do que o necessário, fique de frente para os seus interlocutores, olhe-os nos olhos, respire fundo, não fale de forma apressada e descruze os braços ao interagir. Isso indica que você está aberto ao diálogo e às opiniões das pessoas, mesmo que sejam diferentes das suas. Além disso, uma postura menos “fechada” indica que você é amigável, receptivo e que não tem nada a esconder.

PSC

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

Dicas de linguagem corporal favoráveis

Por outro lado, existem também atitudes que, se colocadas em práticas, podem melhorar o ambiente e o relacionamento entre colegas. Algumas delas talvez você já conheça, mas há outras que não são muito conhecidas. Confira as 6 dicas a seguir

Olhos no olhos

Prefira olhar as pessoas nos olhos, e não por cima de suas cabeças. Ao cumprimentá-las, sorria e aperte a mão firme, pois esse tipo de atitude revela veracidade e comprometimento. Durante um diálogo, olhe nos olhos das pessoas, pois isso indica confiança, honestidade e transparência.

Entretanto, é importante olhar as pessoas com naturalidade, desviando o olhar em alguns momentos. Se você permanecer com os olhos fixos sobre o rosto da outra pessoa constantemente, poderá transmitir uma impressão errada, como se tivesse um olhar obsessivo. Resumidamente, olhe nos olhos das pessoas, mas sem exageros.

As mãos também falam

Ao falar, as suas mãos precisam ser vistas, acompanhando o que você diz, dando mais ênfase ao seu discurso e enriquecendo o valor das suas palavras. Os gestos oferecem mais dinamismo ao processo de comunicação. Sem eles, a fala pode parecer forçada, e evitar mostrar as mãos pode ser um indício de medo.

Outro aspecto muito importante é o aperto das mãos. Ao cumprimentar alguém, evite dar aquele aperto de mão fraco, pois ele indica falta de confiança. Em contrapartida, também não é preciso exagerar, pois um aperto muito forte pode ser doloroso e até mesmo um pouco intimidador.

Sorria

Sempre que o assunto permitir, exiba o seu melhor sorriso, pois ele adiciona calor e confiança ao ambiente. O sorriso revela um humor leve, o que é sempre bem apreciado no ambiente de trabalho. Além disso, ele tem o poder de conquistar a simpatia das pessoas, tornando todos mais amistosos e respeitosos.

O sorriso é uma expressão facial, o que também deve ser levado em consideração no dia a dia de trabalho. Em compensação, aquelas pessoas que trabalham e interagem com os colegas sem expressar emoções ou mesmo com uma expressão “emburrada” podem provocar afastamentos e opiniões negativas sobre si mesmas.

Mantenha uma postura acolhedora

Manter uma postura acolhedora faz com que as pessoas fiquem mais descontraídas, atenciosas e desarmadas. Isso significa cumprimentá-las, recepcioná-las em seu escritório, perguntar como estão, permitir que se sentem, apertar as mãos ou abraçá-las, caso haja mais intimidade.

A simpatia no tratar com as pessoas, desde que não pareça forçada, geralmente traz ótimos resultados em ambiente corporativo. Ela pode facilitar o relacionamento com os colegas, tornar as suas ideias mais receptivas, ampliar o seu poder de persuasão em negociações e criar opiniões mais positivas a seu respeito. Um simples sorriso, desde que genuíno, tem todo esse poder.

Relaxe

Se estiver tenso, tente relaxar. A rigidez muscular interfere na harmonia dos seus gestos e também na sua fala. Quando isso acontece, tendemos a gaguejar, falar de forma acelerada, gesticular de forma excessiva, entre outros. Esse “exagero” na linguagem corporal é um reflexo da energia ansiosa que toma o nosso ser em momentos de nervosismo.

Por isso, procure relaxar, desenvolver pensamentos positivos, fazer alongamentos e exercitar-se com frequência, pois isso ajuda tanto a aliviar o estresse como a adquirir maior controle sobre o seu próprio corpo. Invista em técnicas de relaxamento e que proporcionam maior consciência corporal.

Por fim, uma dica final é a procura por ajuda especializada. Existem coaches, por exemplo, que podem ajudar você a comunicar-se com mais clareza e objetividade em seu dia a dia. Já se o problema for timidez ou ansiedade excessiva, um psicólogo pode ajudá-lo a lidar melhor com essas questões. Portanto, procure o auxílio desses profissionais e invista em uma linguagem corporal que expresse mais autoconfiança, sabedoria e responsabilidade.

E você, querida pessoa, imaginava que gestos e expressões pudessem ser assim tão comunicativas? Como você avalia a sua linguagem corporal? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!