O engajamento profissional é fundamental para o crescimento e o sucesso de qualquer empresa ou negócio. Isso se deve ao fato de que qualquer organização é formada por profissionais que trabalham de forma conjunta, em prol de um objetivo comum: os resultados organizacionais.

Neste artigo, vamos compreender melhor o significado de engajamento profissional, o grau da sua importância e os meios pelos quais ele pode ser desenvolvido pelos colaboradores dentro das organizações. Para saber mais sobre o tema, é só dar continuidade à leitura a seguir!

O que é engajamento profissional?

Cada empresa é como um corpo, em que cada colaborador é um órgão vital e necessário para o seu bom funcionamento. Sendo assim, se um funcionário não está comprometido ou engajado, todo o sistema se compromete. É dessa sinergia que vem a importância cada vez maior do engajamento em equipe, mas será que você realmente sabe o que é engajamento?

Segundo o dicionário, a palavra “engajamento” significa “o ato ou efeito de engajar-se; empenhar-se, efetuar as suas atividades com empenho e dedicação; envolvimento a serviço de uma ideia ou causa; comprometer-se a algo ou alguém”. No caso do engajamento profissional, trata-se da capacidade de se dedicar, se empenhar, se esforçar, se entregar e se comprometer com a sua equipe e com a organização em que atua. É realmente “vestir a camisa da empresa” e dar o seu melhor em prol dos resultados.

Um profissional engajado é comprometido não só com o seu trabalho, mas também com os seus colegas, com os projetos, com as conquistas e com os resultados da organização como um todo. Ele está sempre pronto para dar o seu melhor.

Qual é a importância desse tipo específico de engajamento?

Um indivíduo engajado é alguém que acredita na empresa, que acredita em si mesmo e que acredita que, juntos, os membros da equipe podem somar e alcançar resultados extraordinários — que beneficiam não somente o negócio, como também a sua própria carreira.

PSC Renascimento

Assim, o engajamento revela o quanto cada profissional se importa e leva a sério o seu trabalho naquela organização. Quando isso ocorre, são registradas melhorias na pontualidade, na assiduidade, na responsabilidade, na disciplina, na produtividade e na qualidade das atividades desenvolvidas na organização.

Em contrapartida, uma empresa com funcionários sem engajamento conta com equipes desmotivadas, atrasos, faltas, descompromisso com o resultado, atividades “empurradas com a barriga”, baixa qualidade nas tarefas e até mesmo mais problemas de relacionamento. Um colaborador desmotivado não se engaja. Para ele, tanto faz se as metas serão ou não alcançadas, desde que ele receba o seu salário — o que é uma péssima conduta profissional.

Qual é o papel da empresa nessa questão?

É importante lembrar que o engajamento profissional está diretamente relacionado com a motivação. Por isso, para ser um profissional engajado, é preciso estar constantemente motivado. Além disso, é dever da empresa promover ações que motivem e estimulem os profissionais.

Isso se deve ao fato de que é impossível almejar funcionários engajados sem oferecer condições propícias para isso, não é mesmo? Um profissional dificilmente mostrará o seu comprometimento com a empresa se não estiver satisfeito com o ambiente de trabalho e com o seu salário ou se as suas funções não estiverem condizentes com o seu cargo.

Um profissional engajado precisa tanto da empresa quanto ela dele. Trata-se de uma troca, em que a empresa ganha, e o profissional também. Em outras palavras, a organização deve oferecer os meios para que o profissional se motive, se desenvolva, se comprometa e exerça o seu melhor: salários atrativos, infraestrutura adequada, bom clima organizacional, possibilidades de crescimento, metas realistas etc.

Em troca, a organização recebe o seu engajamento, o seu afinco e a sua dedicação, a fim de conquistar resultados cada vez melhores. Assim, se todos os membros da equipe forem engajados, o time como um todo alcançará as suas metas com mais facilidade.

Como um colaborador pode ter mais engajamento profissional?

Confira algumas dicas que podem ajudar você a se tornar um profissional mais engajado no seu ambiente de trabalho:

  • Faça sempre o seu melhor em qualquer situação;
  • Abrace verdadeiramente a causa da empresa onde trabalha;
  • Faça a diferença no seu local de trabalho;
  • Demonstre interesse pelos assuntos e interesses da sua empresa;
  • Seja um profissional solícito sempre que possível;
  • Vista realmente a camisa da empresa e esteja disponível para o que der e vier;
  • Faça mais do que apenas o seu trabalho;
  • Envolva-se mais com os projetos, com os seus colegas, com os seus superiores;
  • Seja notado, afinal, quem não é visto não é lembrado;
  • Se quiser resultados diferentes, comece a fazer diferente;
  • Seja um profissional inovador;
  • Faça com que os outros o notem.

Como podemos perceber, o engajamento profissional é muito importante para que tantos os colaboradores como a empresa possam conquistar grandes resultados e crescer, em sua carreira e no seu mercado de atuação.

Portanto, enquanto profissional, preocupe-se sempre com a sua automotivação e em construir resultados sólidos, por meio de suas atividades. Da parte da organização, é essencial criar um ambiente seguro e produtivo, que seja harmonioso e que leve a equipe a sentir-se engajada, reconhecida e capaz de fazer o seu trabalho com excelência.

Uma dica extra: se você deseja aumentar o engajamento dos seus profissionais e construir uma equipe de alta performance, conheça a formação que vai elevar o nível do seu time. Clique e saiba mais sobre o Leader Coach Training — LCT e veja como o coaching pode ajudar a potencializar os seus resultados!

E você, ser de luz, se considera um profissional engajado? Em quais aspectos você poderia melhorar? Quais atitudes a sua empresa pode desenvolver para formar equipes mais engajadas? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!