A história da comunicação humana permeia a história da própria humanidade e do processo evolutivo de todos nós. Antes mesmo da fala ser criada, nossos ancestrais mais primitivos, os homens das cavernas, já se comunicavam por meio da linguagem rudimentar desenvolvida por meio de gestos, sons, expressões e grunhidos.

Com o passar do tempo, a linguagem evoluiu um pouco mais e, por volta de oito mil anos atrás, o povo sumério criou os primeiros escritos e desenhos rupestres, feitos com tintas naturais, pintadas nas paredes de suas cavernas. Por meio dessas ilustrações, eles demonstravam como pensavam e como era o seu dia a dia em uma época bastante remota.

Imagens de rituais sagrados, de animais, dos momentos de caça, dos utensílios criados e usados por eles, entre outros, ficaram marcados nas paredes da história e hoje servem para nos mostrar como, mesmo sem palavras, seu comunicar, naquela época, já se dava claramente.

Revisitar a história e as origens da humanidade é uma ótima maneira de nos conhecermos melhor e nos conectarmos com nossa ancestralidade. Por isso, convido você a fazer essa viagem comigo para entender como a comunicação da forma que conhecemos hoje surgiu.

Quer desenvolver suas habilidades em comunicação?
Clique aqui e conheça mais sobre o poder do Coaching!

História da comunicação humana – Evolução ao longo do tempo

Hoje sabemos bem como nos comunicar, não é mesmo? Criamos diversos idiomas e formas de linguagem que expressam claramente nossas ideias e vontades. Se, há alguns milhares de anos, o homem escrevia nas paredes das cavernas pré-históricas, hoje escrevemos em smartphones, computadores e tablets de última geração, que em poucos instantes comunicam ao mundo o que estamos pensando. Maravilhoso!

Entretanto, é importante lembrar que nada disso seria possível se nossos antepassados não tivessem buscado formas de comunicação verbal e não verbal que expressassem suas ideologias também e que comunicassem a nós como era seu modo de vida nos primórdios. Ontem eram paredes, hoje nos comunicamos em livros, jornais, publicações, fotos, imagens, filmes, músicas, sons, redes sociais, e-mails e tudo mais que o homem usa para se relacionar.

PSC

Pensar na evolução que ocorreu através do tempo é uma forma de nos conectarmos com as nossas raízes e nos orgulharmos de ter a oportunidade de viver nesse mundo de tantas possibilidades e facilidades. Um dia, pessoas precisaram mover pedras para fazer história e construir grandes monumentos que conhecemos hoje e nós podemos deixar a nossa marca através de alguns cliques.

 

 

10 Dicas para uma boa comunicação

Nós temos em nossas mãos ferramentas que nos permitem realizar uma infinidade de ações e uma delas é a comunicação. Veja, a seguir, dicas para se comunicar com eficiência e usar as ferramentas que fazem parte da nossa realidade da melhor maneira possível para este fim.

1 – Ouça as pessoas com atenção

Um bom comunicador deve ser, antes de tudo, um exímio ouvinte de seus interlocutores. Saber ouvir na essência é ouvir além das palavras e buscar compreender as informações não verbais que as pessoas nos trazem em sua forma de se expressar.

Quando estiver conversando com alguém, pare e realmente escute o que o outro diz em vez de usar o tempo dele de fala para planejar o que dirá em seguida. Fazendo isso, aumentará as chances de entendimento e compreensão.

2 – Seja coeso

A comunicação está relacionada à congruência entre o pensar e o agir da pessoa, ou seja, é preciso ter coesão na linguagem para que aquilo que você diz esteja alinhado com o que você faz e pensa. Isso é o que traz a credibilidade necessária para que possamos ser ouvidos, vistos, lidos e respeitados pelas pessoas à nossa volta.

Portanto, mantenha-se afastado da ideia do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Quanto mais coerência houver entre o que diz e a forma como se comporta, mais confiança as pessoas terão em você, o que irá trazer muitos benefícios para sua carreira e os relacionamentos pessoais.

3 – Tenha respeito pelos outros

Nada mais desagradável do que conversar com uma pessoa arrogante, que grita o tempo todo e, por meio da força, tenta impor sua forma de pensar aos outros. Por isso, tenha respeito, converse no mesmo nível, fale, ouça e respeite as diferenças pontuais. Atente-se ao tom de voz, à forma como passa a mensagem, tudo isso faz parte da comunicação e é “lido” pelo interlocutor.

4 – Seja claro ao se comunicar

Não adianta falar muito, usar palavras consideradas refinadas, e não ser entendido em nada. Busque se expressar de forma clara e objetiva para não deixar margem em sua comunicação para interpretações errôneas e garantir que a mensagem que deseja seja passada. Isso é importante para evitar desentendimentos e tonar sua interação interpessoal mais positiva.

5 – Preste atenção à linguagem não verbal

Esteja atento, também, ao que o seu corpo comunica às pessoas, pois, muitas vezes, suas expressões faciais e físicas dizem mais que as próprias palavras. Cuide da sua comunicação não verbal e busque demonstrar emoções, sentimentos e pensamentos positivos, pois isso atrairá a atenção das pessoas de forma positiva também.

6 – Compartilhe informações com responsabilidade

Como mencionei anteriormente, vivemos uma era em que a comunicação está extremamente facilitada. Podemos nos conectar com pessoas de qualquer parte do mundo através de chamadas de voz e vídeo, além das mensagens de texto.

A melhor maneira de desfrutarmos dessas facilidades é tendo responsabilidade pelo que compartilhamos. Evite passar adiante informações com o único objetivo de prejudicar alguém, cheque as fontes e apenas compartilhe o que for, de alguma forma, agregar para a pessoa que receber.

7 – Use as redes sociais para se comunicar de forma positiva

As redes sociais são mais um meio de comunicação que a tecnologia nos proporcionou, através delas podemos compartilhar opiniões, fatos da nossa vida, enfim, o que desejarmos. Contudo, mais uma vez, é preciso tomar cuidado com o que se publica nas redes. Antes de clicar na opção publicar, se questione: eu falaria isso pessoalmente a alguém? Se a resposta for “não”, é sinal de que não vale a pena seguir adiante.

8 – Adquira conhecimento

Quando nos comunicamos estamos compartilhando quem somos e o que pensamos. Uma ótima maneira de aperfeiçoar as habilidades de comunicação é adquirindo conhecimento. Mais uma vez, a tecnologia nos oferece a grande facilidade de ter acesso a qualquer tipo de informação com apenas alguns cliques. Desfrute disso aprendendo pelo menos uma coisa nova a cada dia.

9 – Gerencie seu estresse

O estresse pode comprometer o entendimento durante a comunicação, porque a pessoa que está estressada tem a tendência a falar de forma ríspida e não ouvir o outro, o que pode acabar resultando em atritos. Desse modo, se perceber que está com níveis altos de estresse com frequência, encontre maneiras de gerenciá-lo, como, por exemplo, através da prática de atividades físicas e da adoção do hábito de se concentrar no momento presente.

10 – Aprenda a controlar suas emoções

Além do gerenciamento de estresse, é importante que busque desenvolver a sua inteligência emocional. Quanto melhor conseguir lidar com as suas emoções, menos elas irão atrapalhar a sua comunicação, evitando, por exemplo, que demonstre instabilidade em lugares em que deve passar confiança.

Fique atento à sua comunicação, mostre por meio dela o seu melhor, ouça com atenção e conquiste resultados extraordinários em todas as áreas de sua vida.

Este conteúdo te ajudou de alguma maneira? Se sim, aproveite para passar a informação adiante, compartilhando-o em suas redes sociais!