Existem pessoas que pensam demais e deixam de agir e outras que agem sem pensar. Esses são dois os extremos e o ideal é buscar ficar sempre no caminho do meio, para que reflita o suficiente para fazer boas escolhas, mas sem deixar de lado a ação. No artigo de hoje falarei especificamente a respeito daqueles que agem por impulso, continue acompanhando e entenda o que é uma pessoa impulsiva e quais são as razões que a levam a agir dessa forma.

Entenda o Que é uma Pessoa Impulsiva e o Que a Leva a Agir Sem Pensar

Como o próprio nome diz, uma pessoa impulsiva é aquela que, na grande maioria das vezes, age por impulso, sem considerar os prós e os contras de suas ações. Um ponto bastante forte desse tipo de comportamento, é que há uma predileção por recompensas rápidas, o que faz com que os benefícios maiores e mais relevantes sejam deixados de lado. Nesse sentido, um indivíduo impulsivo é aquele que se deixa levar por um desejo instantâneo de comprar algum produto que não é tão importante, ignorando o fato de que está poupando para comprar um imóvel, por exemplo.

O impulsivo geralmente se apega a ideias como “só se vive uma vez”, comprometendo os seus planos para o futuro. É claro que é muito importante desfrutar do hoje e viver cada momento na essência. Contudo, é necessário manter o equilíbrio, para que a intensidade com a qual se vive o agora não traga prejuízos para o amanhã que se deseja viver. Para isso, é importante colocar o presente e o futuro na balança, para definir com sabedoria quando um será colocado à frente do outro.

Construa relações cada vez melhores e mais saudáveis!
Clique aqui e acesse meu desafio “Detox da Mente”!

5 Comportamentos Comuns às Pessoas Impulsivas

Conhecer melhor as características da impulsividade é importante, tanto para que verifique se apresenta determinadas atitudes, quanto para identificá-las em pessoas próximas e possa aprender a lidar com elas de modo mais positivo. Veja, a seguir, os principais comportamentos que os impulsivos costumam apresentar.

1 – Falar Sem Pensar

Uma das características que se costuma perceber com mais facilidade no comportamento de uma pessoa impulsiva é o ato de falar sem pensar. Isso pode gerar tanto situações engraçadas quanto delicadas, pois o indivíduo pode dizer coisas divertidas, que são recebidas de forma leve pelos demais, e também ofensivas, que magoem ou irritem alguém.

2 – Tomar Decisões Ignorando os Planos Para o Futuro

PSC Renascimento

Lembra do exemplo que citei anteriormente, de uma pessoa que se deixa levar por impulsos e gasta o dinheiro que iria guardar para adquirir um bem? É exatamente isso que os impulsivos costumam fazer, colocar um prazer momentâneo à frente de um bem maior. Isso é ruim porque compromete o alcance de metas maiores, levando o impulsivo a acreditar que é incapaz de conquistar o que deseja.

3 – Agir Sem Pensar nas Consequências

Muitos impulsivos são também inconsequentes, principalmente quando são jovens e ainda não têm a consciência de que suas ações podem trazer consequências sérias. Por conta desse pensamento, podem se colocar em perigo e fazer o mesmo com outras pessoas. Nem preciso dizer o quanto isso é prejudicial, tanto para o indivíduo em si quanto para aqueles que convivem com ele.

4 – Ser Movido Mais Pela Emoção do Que Pela Razão

As pessoas impulsivas são mais movidas pela emoção do que pela razão, e é exatamente a falta de racionalidade que as leva a agir de modo intempestivo. Lembrando que as emoções são importantes e fazem parte de nós, contudo, quando são colocadas na frente, nos levam a fazer coisas em troca de um prazer momentâneo, podendo colocar a perder tudo o que construímos para o futuro.

5 – Se Arrepender de Atitudes Que Tomou ao Se Deparar Com as Consequências

Geralmente, o ciclo da impulsividade se dá da seguinte forma: agir sem pensar, se deparar com as consequências e se arrepender. Desse modo, é bastante comum que um indivíduo impulsivo enfrente, após agir, os julgamentos de sua própria consciência. Então, isso vai se tornando cada vez mais forte, levando-o a acreditar que não é capaz de se controlar, fazendo com que se sinta inferior, inseguro e tornando a impulsividade cada vez mais forte.

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto é FELIZ!
Clique aqui e conheça nosso “Termômetro da Felicidade” !

Dicas Para Controlar a Impulsividade e Viver Com Mais Equilíbrio

Caso tenha se identificado com uma ou mais características citadas, saiba que sempre é tempo de colocar fim nesse ciclo e assumir o controle sobre os seus pensamentos e atitudes. Confira, a seguir, dicas que podem te ajudar nesse processo de transformação.

1 – Assuma Sua Responsabilidade Sobre Si

Em primeiro lugar, é fundamental que assuma a responsabilidade sobre si e se torne consciente de que está em suas mãos o poder de decidir como irá agir. Assim, deixará de ser uma vítima das circunstâncias e dos seus impulsos para se tornar responsável por tudo o que faz.

2 – Identifique as Suas Metas e Prioridades

A melhor maneira de não se desviar dos seus objetivos, é reconhecendo-os e colocando-os como prioridades em sua vida. Então, se você deseja emagrecer, comprar um imóvel, ser aprovado em um concurso, tenha isso muito claro em sua mente, para que tome decisões que te aproximem de suas metas e não que te afastem delas.

3 – Cuide da Sua Mente

A mente de uma pessoa impulsiva costuma funcionar de um modo um tanto quanto confuso, pois está constantemente processando uma série de informações que se sobrepõem e fazem com que aja por impulso. Algumas medidas que podem ajudar incluem: praticar atividades físicas, meditar, fazer exercícios de respiração e mindfulness, entre outros.

4 – Evite Se Culpar

Quando algo sair diferente do previsto, evite se culpar, pois a culpa fará com que se sinta cada vez mais pressionado e, como consequência, continue agindo de modo impulsivo. Por isso, se responsabilize pelos seus atos, mas tenha a consciência de que é um ser humano que comete erros, se perdoe e verá como isso deixará a sua vida mais leve.

5 – Continue Firme e Não Desista

Quando se inicia um processo de mudança de comportamento, é natural passar pelas chamadas “recaídas”. Portanto, se isso acontecer contigo, pare, reflita, identifique as lições que pode aprender com a situação e continue de onde parou, simples assim. Tenha a consciência de que nenhuma transformação ocorre do dia para a noite, então, mantenha-se firme e irá chegar lá.

Um pensamento bastante interessante e que resume a importância de aprender a controlar a impulsividade é: jamais tome decisões permanentes, motivado por sentimentos temporários. Pense nisso!

 

Copyright: 1178406730 – https://www.shutterstock.com/pt/g/ageevphoto