Não existe uma única resposta que explique porque as pessoas mentem tanto, ou quais são razões pelas quais fazem o uso da mentira para obter vantagens ou mesmo para se safar de algum problema. A grande verdade é que desde que o mundo é mundo, a mentira sempre esteve presente na história da humanidade, tanto promovendo pessoas como destruindo nações.

Mas se desde pequenos somos ensinados que a mentira tem perna curta e que mentir é errado, como nos bem ilustra a famosa história do menino Pinóquio, por que ainda assim, usamos o artifício da mentira? Por mais que seja errado mentir, muitos usam desta desculpa para evitar as consequências dos seus atos, erros. Outras vezes, as pessoas mentem para não serem pegas quando estão aprontando, ou ainda, para evitar que alguém sofra sabendo a verdade.

Entretanto, a verdade é sempre o melhor caminho e, por isso, não há boa ação ou boa intenção que justifique uma mentira, pois ela é como uma bola de neve, quanto maior fica; mais perigosa se torna. Consequentemente, seus resultados são sempre desastrosos, pois independente de qual for o contexto, todos nós temos o direito de saber a verdade e de escolher o que vamos fazer com ela.

Tenho um convite especial para você! Quer se conhecer melhor?
Clique aqui, Entenda a si mesmo,Verdadeiramente
e na Essência!

Algumas Razões pelas quais as Pessoas Mentem tanto

A mentira é um erro que leva a outros erros ainda maiores e perigosos. Ainda assim, muitas pessoas não têm esta consciência e, preferem continuar a mentir a arcar com seus erros. Algumas fazem isso de forma consciente, outras de modo inconsciente e, nos casos mais extremos, por conta de uma doença chamada: mitomania; que faz a pessoa fantasiar e contar histórias inventadas.

Entretanto, tudo isso não acontece por acaso. Se, por exemplo, uma criança é educada em um lar sem valores morais e, onde a mentira é tratada de forma natural e, não refutada, ela acaba se tornando um adulto mentiroso e que usa deste instrumento para conseguir o que quer.  Neste caso, as crenças e os comportamentos repassados a ela são decisivos para que acabe repetindo as mesmas atitudes.

Em outro contexto, existem pessoas que mesmo não usando a mentira para prejudicar os outros, também podem ser chamadas de “mentirosas de carteirinha”. Isso acontece porque também usam deste instrumento para sair de situações como, por exemplo: dos seus atrasos frequentes no trabalho; de suas faltas na faculdade ou ainda para justificar a perca de compromissos pessoais e profissionais.

PSC

Nestes casos, um parente morre toda semana e, por repetirem constantemente estas anedotas, estes indivíduos acabam ganhando a fama de grandes mentirosos.

A mentira e a psicologia

De acordo com a psicologia, as pessoas utilizam a mentira como método de proteção. Vou lhe explicar melhor. Acontece, que em muitos casos a mentira funciona, e percebendo isso, muitos incorporam o comportamento mentiroso em suas rotinas, para que assim possam obter melhores resultados ao longo da vida.

Conforme o tempo vai passando, grande parte das pessoas que têm a mentira como hábito perde o medo de mentir, bem como perde o medo dos riscos que uma provável mentira pode trazer, uma vez que passam a enxergar mais os benefícios do que os malefícios de atos como estes.

Mitomania

Outra razão que faz com que as pessoas mintam com frequência em suas vidas, é a mitomania. Trata-se de um transtorno, bastante conhecido por psicólogos e psiquiatras ao redor do mundo inteiro, que faz com que o indivíduo crie um mundo imaginário em sua mente, acredite nele e traga-o para a realidade.

Este é um distúrbio que faz com que a pessoa passe a mentir compulsivamente e sem arrependimentos. O que a diferencia dos indivíduos que mentem de maneira esporádica é o fato de que mitômano não sente medo ou a necessidade de se desmentir, mesmo que a sua mentira acabe causando prejuízos maiores às pessoas ao seu redor.

Filmes que falam sobre a mentira e suas consequências

Já ouvimos falar, várias vezes, que a arte imita a vida e vice-versa, correto? Por isso, apresento a você alguns filmes, que contam a história de pessoas mentirosas e as consequências destas mentiras, tanto para elas, quanto para as pessoas ao seu redor e para a sociedade como um todo. Confira:

(Dis)Honesty: The Truth About Lies

Este é um documentário, que inclusive está no catálogo da Netflix, e que conta diversas histórias reais sobre mentiras, das menores às maiores. O diretor, Yael Melamede, traz em sua narrativa questões sobre desonestidade e o que faz com que as pessoas mintam e sejam desonestas em seu dia a dia.

O Preço de uma Verdade

Com o objetivo de tornar-se um repórter reconhecido, o jornalista Stephen Glass passa a publicar matérias falsas e inventadas na revista em que trabalha. Com o passar do tempo o seu objetivo é alcançado, entretanto, toda ação e mentira tem sua consequência.

Prenda-me se for Capaz

Um filme de Steven Spielberg, com as atuações brilhantes de Leonardo DiCaprio, interpretando o papel principal, e também de Tom Hanks, esta é uma narrativa que conta a história real de um dos maiores mentirosos dos Estados Unidos, Frank Abagnale Jr, um estelionatário, que antes de completar 19 anos ganhou milhões de dólares, se passando por médico, advogado, piloto de avião, entre outros profissionais.

VIPs – Histórias Reais de um Mentiroso

A gente tende a acreditar que histórias como a do filme “Prenda-me se for capaz” acontecem apenas em países como os Estados Unidos. Entretanto, VIPs, conta uma história real, que aconteceu aqui mesmo, no Brasil.

A história em questão é de Marcelo Nascimento da Rocha, que passa assumir diversas identidades, até mesmo do filho do dono da companhia aérea Gol, pelo simples fato de não conseguir conviver com a sua própria identidade.

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto
é FELIZ! Clique aqui e conheça nosso
“Termômetro da Felicidade” !

Pare de Mentir Para Si mesmo!

A grande questão é que o hábito de mentir e de usar desculpas para não arcar com seus erros ou as consequências de seus atos é um caminho muito perigoso. Digo isso porque a repetição deste comportamento faz com que a mentira se torne algo tão natural em sua vida, que a pessoa chega a um ponto que, “mente que nem sente”, ou seja, em que perde seu direcionador moral, e passa a mentir constantemente.

Por isso, não é a toa que a mentira é um caminho tão negativo, pois nos leva a ter comportamentos errados e a agir de forma imatura para evitar que arquemos com os reflexos daquilo que pensamos e fazemos. Neste sentido, já parou para pensar nas mentiras que você conta para você? Você já parou para avaliar com estes embustes, lorotas e balelas afetam você e as pessoas à sua volta?

E mais, como isso tem limitado seus relacionamentos pessoais, sociais, profissionais, familiares, afetivos e seus resultados na carreira? Convido você a fazer estas reflexões e a repensar suas atitudes. Reflita sobre todos os malefícios da mentira e não minta nunca mais para si mesmo.

Copyright: 595453145 – https://www.shutterstock.com/pt/g/lightspring