Quais são as suas prioridades na vida? No correr do dia a dia, acabamos por executar as tarefas de forma tão automática que acabamos nos esquecendo daquilo que é mais importante para nós mesmos.

Uma prioridade é um assunto, tarefa ou questão que deve adquirir maior importância do que todos os outros em um determinado contexto ou momento da vida. Se você não sabe quais são as suas prioridades, precisa rever os seus conceitos. Neste artigo, você compreenderá as mudanças positivas que as prioridades podem ocasionar nas diferentes áreas da sua vida. Siga em frente e boa leitura!

As prioridades na vida pessoal

Você deseja se casar? Ter filhos? Morar sozinho? Constituir uma família? Ser independente de tudo e de todos? Ter liberdade para viver onde bem entender? Dedicar a sua vida à sua religião ou às suas crenças espirituais?

Conhecer as suas prioridades é um fator determinante para que você estabeleça como vai conduzir a sua vida pessoal. Para que essas escolhas verdadeiramente o conduzam à sua felicidade, é importante que você conheça muito bem a si mesmo, antes de tomar qualquer decisão.

Na vida a dois, por exemplo, é comum que os relacionamentos não deem certo porque os envolvidos tinham prioridades diferentes, ou pior, nem sequer sabiam quais eram as suas prioridades, até que o destino as levou a esse questionamento. Portanto, reflita constantemente sobre o que você deseja para a sua vida e quais fatores são os mais importantes para a sua felicidade. É assim que as prioridades da vida pessoal são determinadas.

As prioridades na vida profissional

Quando você conclui a escola, lá com os seus 17 ou 18 anos, e decide ser administrador de empresas, e não arquiteto, essa já foi a sua primeira decisão de prioridade na vida profissional. Depois de escolher uma área é preciso determinar onde você vai estudar, onde vai trabalhar, que cargo você almeja, enfim, planejar a sua carreira.

PSC Renascimento

É complicado querer dar aulas particulares, ter um emprego numa empresa e ainda querer abrir um negócio próprio ao mesmo tempo. Fazer tudo junto pode provocar resultados negativos em todas as frentes, o que certamente nos deixará frustrados. Assim, ter prioridades significa escolher um caminho — aquele que tem maior potencial para nos levar a uma vida feliz — e dedicar-se plenamente a ele.

Além das escolhas de carreira, a própria organização do dia a dia de trabalho fica mais fácil quando as pessoas têm prioridades. Ter uma agenda com os seus compromissos, colocando as demandas urgentes a serem resolvidas primeiro evita que você se perca nos prazos.

Por isso, sempre que tiver muitas coisas a fazer, estabeleça quais são as prioridades (em importância e em urgência) antes de iniciar o seu dia/semana. Se estiver em dúvida, é sempre bacana perguntar diretamente ao seu supervisor qual tarefa deve ser priorizada, de modo que você não perca tempo.

As prioridades na vida financeira

Além da vida pessoal e da vida profissional, há um aspecto que precisamos tomar em particular quando o assunto é prioridade: a vida financeira. O fato é que, em cada fase da vida, as pessoas têm diferentes objetivos financeiros. É muito importante determinar essas metas, pois elas nos motivam a utilizar os nossos recursos com muito mais planejamento e cautela.

Dessa forma, é importante ter em mente as suas prioridades do momento: um carro? Uma casa? Uma reserva de emergências? O pagamento de dívidas (que, aliás, deve ser a prioridade financeira de todo mundo!)? Uma viagem? Uma festa de casamento? Avalie o seu momento de vida e determine as metas financeiras.

Essas metas têm um profundo efeito psicológico sobre a vida financeira. Se você não tiver esse objetivo, poderá fazer um mau uso do seu dinheiro. Por exemplo: se estiver com a clara prioridade de comprar um carro, você provavelmente não cairá na tentação de trocar de celular. Em contrapartida, se as suas prioridades não estiverem definidas para você, poderá acabar gastando o seu dinheiro em itens supérfluos, sem levar em consideração os grandes objetivos da sua vida.

Como podemos definir as nossas prioridades?

Em todas as áreas citadas acima, o importante é que o indivíduo aprenda a definir as suas prioridades. Esse processo não é fácil, já que envolve fazer escolhas e conhecer muito bem a si mesmo — duas características que não são assim tão fáceis de desenvolver.

Estabelecer prioridades significa decidir o que é importante para você — o que só será possível de saber quando você definir os seus objetivos de vida. Priorizar algo nada mais é do que passar essa questão na frente de todas as outras. Assim, tudo aquilo que não seja tão importante ou relevante para os pontos principais da sua existência pode ser deixado para depois.

Há algumas perguntas que podem orientar as pessoas na definição das suas prioridades, independentemente da área da vida em questão:

  • Essa tarefa contribui com a conquista dos meus objetivos de vida?
  • Essa tarefa oferece benefícios importantes à minha felicidade e à minha realização pessoal?
  • Preciso realizar isso agora ou posso deixar essa atividade para mais tarde?
  • Eu mesmo devo dar conta dessa atividade ou posso delegá-la a outra pessoa?

As respostas para as perguntas acima certamente permitirão que você determine as suas prioridades. Depois de defini-las, é preciso levá-las a sério, de preferência anotando-as em algum lugar de fácil acesso para você. Se a sua prioridade é comprar um carro, não gaste o seu dinheiro com um celular. Se a sua prioridade é crescer na sua empresa, não inicie novos empreendimentos. Se a sua prioridade é casar-se e ter filhos, dedique-se à construção de um relacionamento sério e fiel.

Quem pode me ajudar na definição de prioridades?

Estabelecer prioridades é um processo que depende do quanto nós conhecemos a nós mesmos. Dedicar-se plenamente às prioridades estabelecidas, por sua vez, depende da nossa motivação e da nossa disciplina.

Resumidamente, precisamos destes três pilares para levar as prioridades a sério e alcançar os nossos objetivos: o autoconhecimento, a motivação e a disciplina. No dia a dia, surgem tantas demandas e interesses conflituosos que esses três itens parecem se perder no caminho. Por isso, há dois problemas que podem ocorrer: a falta de prioridades ou o excesso de prioridades.

Para que você não caia em nenhum dos dois extremos e consiga equilibrar-se em todas as áreas da vida, você pode recorrer aos coaches e até mesmo aos psicólogos, que poderão orientar-lhe nessa jornada. Eles não vão dizer o que você tem que fazer, mas certamente oferecerão ferramentas para que você mesmo encontre as respostas dentro de si.

Definir prioridades é escolher uma trajetória para a felicidade. Infelizmente, a escolha de um caminho significa fechar algumas portas e deixar outras questões de lado, para que possamos focar naquilo que é realmente essencial. Nessa trajetória, as dúvidas podem aparecer, e nem sempre os outros compreenderão as nossas escolhas. Ainda assim, com autoconhecimento e motivação, seremos capazes de fazer escolhas saudáveis e de superar as adversidades do percurso.

Que você seja capaz de definir as suas prioridades e de ser imensamente feliz com as suas escolhas! Se você gostou deste artigo, deixe o seu comentário no espaço abaixo e lembre-se de compartilhá-lo nas suas redes sociais. Leve esta reflexão a todos os seus amigos, colegas e familiares!