homem desenhando planejamento estratégico

© Depositphotos.com / peshkova O planejamento estratégico pessoal é um instrumento que define objetivos e mostra os caminhos necessários para alcançá-los.

O planejamento estratégico é um instrumento comumente utilizado para determinar objetivos e sistematizar os caminhos a serem tomados, independentemente se forem de curto, médio ou longo prazo. O importante é elaborar um plano para que seja possível alcançá-los. Mas, e o planejamento estratégico pessoal? Como funciona esse modelo?

Siga a leitura para entender a importância de se planejar para alcançar os seus objetivos pessoais. Através de um bom planejamento os seus sonhos deixarão de ser ideias distantes para se tornarem coisas possíveis de acontecer.

Mantenha-se motivado e conquiste resultados extraordinários!
Baixe meu ebook “O Colecionador de sucessos”, é um presente!

Planejamento estratégico pessoal: qual a importância?

Quando empregado na esfera pessoal, o planejamento estratégico trata das questões que o indivíduo determina como objetivos a serem alcançados. Sua concepção está atrelada ao autoconhecimento, que é o passo inicial para estabelecer propósitos e definir realizações a alcançar.

Pensando nisso, fica fácil imaginar que ao realizar um planejamento estratégico pessoal, os resultados com certeza irão refletir não só na vida pessoal, mas também em todo o âmbito profissional. Afinal de contas, tendemos a realizar aquilo que foi claramente planejado, diferentemente do que acontece com o que apenas desejamos.

Passar ideias para o papel as torna mais tangíveis, o que conta muito no sentido de motivar o indivíduo a agir. Ao longo do artigo você verá o quanto ter um planejamento faz a diferença, até mesmo na disposição para seguir adiante em direção a um objetivo. Ter um norte para seguir facilita a tomada de ações.

5 Dicas para um planejamento estratégico pessoal eficaz

PSC

O planejamento estratégico deve abranger algumas etapas fundamentais para que seja possível chegar aos objetivos definidos. Veja quais são essas etapas e confira dicas para aplicá-las ao fazer o seu plano.

1. Autoavaliação

O primeiro passo para fazer seu planejamento pessoal é se analisar a fim de identificar ações que possam estar te prejudicando de alguma forma. A autoavaliação serve para você se avaliar e perceber o que deve continuar sendo feito, o que deve ser mudado e, também, tudo que deverá realizar para que os seus objetivos sejam alcançados.

Se conhecer é essencial para ter sucesso com seu planejamento pessoal. Afinal, é a partir do conhecimento sobre si mesmo que saberá como realizar cada ação de modo a obter o melhor resultado possível. Além disso, se trata de uma medida fundamental para ser feliz e adquirir uma visão mais positiva sobre si mesmo.

2. Análise do ambiente que o rodeia

É importante ficar atento ao ambiente que o rodeia e, também, às pessoas com as quais se relaciona. Afinal, o meio em que você vive pode influenciar grandemente sua vida. Se o ambiente estiver trazendo muita negatividade, pressão ou cobrança, isso pode se tornar prejudicial com o passar do tempo.

Se os meios em que vive não te fazem bem, o melhor a fazer é se afastar e buscar conviver em lugares mais agradáveis, com pessoas que agreguem. Prefira ter ao seu lado indivíduos que te inspirem, te motivem e te influenciem a se tornar alguém cada vez melhor. Lembre-se de fazer o mesmo por eles, sendo uma boa companhia e oferecendo seu apoio.

3. Estabelecimento de metas e prazos

Para muitos, meta e objetivo são a mesma coisa, porém, isso não é verdade. Meta é o posicionamento que uma pessoa tem diante de um objetivo a fim de conquistá-lo. Imagine que o seu objetivo é passar em um concurso público, você deverá estabelecer metas para que seja alcançado, certo?

Imagine que daqui a dez meses irá acontecer um concurso e as suas metas são: em três meses será estudada a matéria x e no trimestre seguinte serão estudadas as matérias y e z. Pensando assim, em seis meses terá estudado todas as matérias para o concurso que irá acontecer daqui a dez meses. Assim, terá quatro meses para revisar e treinar em provas de anos anteriores.

Essas serão a sua estratégia e as suas metas. Dessa forma, entenda que estabelecer metas é determinar prazos e datas para que o seu objetivo seja alcançado de fato. Então, lembre-se de identificar quais são os seus objetivos e determinar metas para cada um deles.

4. Concepção da estratégia para alcançar as metas

Como mencionado anteriormente, estabelecer as metas é fundamental para colocar o plano de ação em funcionamento, mas, para isso, também é preciso definir algumas estratégias. Isso é importante para saber como tudo será feito, ou seja, é a criação das políticas e ações de todo o processo na busca pelos objetivos desejados.

Se o objetivo de uma pessoa é abrir sua própria empresa, é inevitável que existam estratégias muito bem estabelecidas para que metas específicas sejam criadas. Alguns pontos a serem considerados: de onde virá o capital para investir, qual o segmento do negócio e assim por diante. É a partir disso que o plano de ação começa a funcionar.

5. Implantação do plano de ação

Depois da parte, digamos, teórica, é hora de colocar a mão na massa e colocar tudo o que foi planejado em prática. Nessa fase, é natural identificar alguns pontos que precisam ser alterados. Então, se isso acontecer, entenda que faz parte do processo e que a flexibilidade é uma característica das pessoas inteligentes.

Insistir em algo que claramente tem pouca ou nenhuma chance de acontecer não é indicado. Portanto, saiba adaptar seu plano sempre que perceber que é necessário e siga em frente. Planejamentos não são definitivos, os melhores são aqueles que vão sendo alterados conforme houver necessidade.

Ficar atento aos detalhes, aos andamentos do processo e aos resultados é tão importante quanto fazer pesquisas e estabelecer estratégias e metas. Afinal, um problema que é percebido a tempo, consegue ser revertido com sucesso, já um problema percebido tarde demais será mais complicado de ser resolvido.

Por que adotar um planejamento estratégico pessoal?

Ao adotar um planejamento estratégico pessoal, você tem a seu favor a influência de um instrumento que possibilita uma melhor organização das metas. Isso permitirá que tenha uma visão ampla e sistêmica do seu estado atual, além da definição das atividades a serem desenvolvidas para alcançar o que deseja.

Conhecer bem essa ferramenta e utilizá-la sempre de forma eficiente pode ser o grande diferencial para cumprir metas e alcançar objetivos de maneira contínua. A partir da primeira vez que se planejar e reconhecer sua capacidade de cumprir o que propôs, irá se motivar a sempre fazer isso, tornando todos os seus desejos realidade.

Confira alguns exemplos de objetivos pessoais que necessitam de planejamento para serem alcançados:

  • Desenvolver novas habilidades;
  • Emagrecer e adotar um estilo de vida mais saudável;
  • Organizar as finanças para realizar um sonho de consumo, como comprar um carro, um imóvel, fazer uma viagem, realizar uma reforma, poupar para a aposentadoria, entre outros;
  • Tirar carteira de motorista ou, no caso de já habilitados, perder o medo de dirigir;
  • Organizar um casamento;
  • Se preparar para um vestibular ou concurso;
  • Abrir o próprio negócio.

Esses são apenas alguns exemplos de objetivos mais comuns, mas o céu é o limite quando se tem um sonho. Portanto, se você sente que algo é possível de ser realizado, planeje-se e apenas pare quando chegar lá!

A autoconfiança só é possível se você está de bem com a vida.
Quer saber em qual nível está asua felicidade? Clique aqui

Ferramentas para seguir um planejamento estratégico pessoal

Dependendo do tipo objetivo que desejar alcançar, você irá precisar de algumas ferramentas específicas. Se for algo ligado a finanças, por exemplo, contar com uma planilha poderá te ajudar a se planejar melhor. Se for algo ligado à saúde e hábitos saudáveis precisará de alguns acessórios que irão facilitar a sua rotina.

É interessante pesquisar por ferramentas que estejam ligadas aos objetivos que deseja alcançar. Inclusive, em muitos casos poderá encontrar aplicativos no seu smartphone que irão facilitar a sua jornada. É importante buscar esse tipo de ajuda e desfrutar das facilidades que a tecnologia nos oferece. Esses recursos podem agregar muito ao seu processo.

Como o Coaching pode ajudar no planejamento estratégico pessoal?

O Coaching é uma ferramenta fantástica voltada para o desenvolvimento pessoal e pode ser de grande ajuda para a criação de um planejamento estratégico. Existem Coaches voltados para os mais diferentes nichos, como finanças, emagrecimento, relacionamentos, carreira, vida, entre outros.

Ao contar com o suporte desse profissional para a criação do seu planejamento estratégico as chances de alcançar todos os objetivos com maestria se tornarão muito maiores. Afinal, terá a expertise de alguém que entende do assunto e poderá te apoiar ao longo de todo o processo. Vale a pena considerar esse investimento para impulsionar os seus resultados!

E você, o que faz para alcançar seus objetivos com maestria? Comente a respeito abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo através das suas redes sociais para levar as dicas adiante!

Imagem: Por Marripopins