Sempre falo que o poder de ressignificar é uma das maiores forças e virtudes que o ser humano tem.  Digo isso porque acredito que a pessoa que se permite transformar suas dores, dificuldades, medos e decepções em motivação, aprendizado e evolução realmente conseguem ir além e vencer qualquer coisa. Apesar dos problemas, ela continua acreditando em si mesma e em seus sonhos.

O Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano!
Conheça mais sobre essa metodologia, acesse “Tudo Sobre Coaching”!

O conceito de ressignificação

Nesse sentido, dias atrás eu li uma matéria que me chamou bastante atenção. Nela, a Agência Brasil apresentava os dados do Comitê Paralímpico Brasileiro, afirmando que 35% dos nossos atletas tinham sofrido algum tipo de acidente. Consequentemente, em decorrência das sequelas, esses eventos teriam levado nossos campeões a ficarem com algum tipo de deficiência.

Para mim, esses esportistas são perfeitos exemplos de como ressignificar é um ato possível e poderoso.  Depois de seus incidentes, eles poderiam simplesmente achar que suas vidas tinham acabado e desistir de si mesmos, mas isso não aconteceu. Eles foram resilientes, escolheram ir pelo caminho contrário, deram-se novas chances, buscaram sua recuperação, focaram em sua felicidade e também em sua realização pessoal e profissional por meio do esporte.

Hoje, o que vemos são atletas de alto rendimento, que nadam, correm, saltam, pedalam, lutam, jogam, levantam, arremessam, lançam e elevam o espírito paralímpico ao mais alto nível. Tudo isso é uma inspiração e também um exemplo de como, independentemente das condições, somos nós que escolhemos como vamos viver. Não existe limitação para quem acredita em si mesmo!

Essencialmente, este é o conceito de ressignificação: a capacidade que temos de retirar uma visão negativa sobre um acontecimento e de atribuir-lhe um olhar positivo, focando em tudo aquilo que podemos aprender ao viver essas adversidades.

Ressignificar é antes de tudo uma escolha!

A partir do momento em que acontece algo em nossa vida, temos sempre que decidir de que forma vamos lidar com este acontecimento, seja ele bom ou ruim. É certo que nem tudo está em nosso controle, porém, a forma como vamos reagir é sempre uma escolha pessoal e diz muito sobre como será nossa existência dali em diante, ou seja, se ela será preenchida por lamentos e tristezas ou por aprendizados e novas razões para continuar.

Podemos ficar tristes ou lutar contra a tristeza; podemos desistir ou seguir perseverando; podemos deixar de acreditar na vida ou encontrar uma nova razão para viver; podemos abafar o nosso sorriso para sempre ou aprender de novo a rir de nós mesmos; podemos ficar reclamando e maldizendo de Deus, ou aceitar que nada acontece por acaso e manter nossa fé nele ou no que sempre acreditamos.

Ressignificar é dar a si mesmo a oportunidade de transformar algo ruim em algo positivo e continuar vivendo com esperança, motivação, otimismo e entusiasmo. Alimente emoções positivas, olhe para frente e dê a si a chance de também passar por seu próprio processo de ressignificação.

Os atletas paralímpicos são mestres nessa capacidade. Enfrentam limitações em seu dia a dia, mas encontraram um meio de praticar esportes e recuperar a motivação de viver por meio desta atividade. Assim acontece na vida de todos nós: precisamos nos adaptar àquilo que nos acontece, sempre aceitando o que passou e focando naquilo que está sob nosso controle para melhorar.

Isso, com certeza, libertará você de mágoas, dores, lembranças e angústias; te ajudará a perdoar quem te feriu e igualmente a se libertar de quem tenha lhe ferido. Ressignificar é um ato de amor: ame-se e viva!

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto é FELIZ!
Clique aqui e conheça nosso “Termômetro da Felicidade” !

O Coaching como ferramenta de ressignificação

Uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano, aperfeiçoamento pessoal e profissional, o Coaching ajuda qualquer tipo de indivíduo a encontrar o seu potencial infinito, dando novo significado aos acontecimentos de sua vida, principalmente aqueles que não foram tão positivos assim.

De que forma isso acontece? É o que eu vou compartilhar com você agora, em quatro poderosas etapas:

1. Aprender com as dificuldades

Para que possamos trabalhar a nossa capacidade de ressignificação, devemos, primeiramente, olhar para o que já passamos; para aquilo que, porventura, nos causou dor e sofrimento, e honrar essa história, respeitando-a e acreditando que ela aconteceu justamente para nos trazer algum tipo de ensinamento.

Quando fazemos isso e quando honramos e respeitamos a nossa própria história, conseguimos ressignificar o que aconteceu e passamos a enxergar a possibilidade de seguir em frente como algo real e que vai nos trazer benefícios, como o encontro com a felicidade novamente. Sempre se questione: o que eu tenho a aprender com isso?

2. Fortalecer-se com as dificuldades

Outro aspecto muito interessante que acontece quando vivenciamos alguma adversidade é que descobrimos o quanto somos fortes. Você já deve ter ouvido aquela frase popular que diz que “você só descobre o quanto é forte quando ser forte é sua única opção”, não é mesmo?

De fato, temos muitas capacidades, aptidões intelectuais e habilidades emocionais que só vêm à tona quando precisamos fazer uso delas, ou seja, quando estamos diante de um problema. Por isso, vale muito a pena lançar sobre as dificuldades um olhar mais positivo, que é o de perceber o quanto somos mais fortes e inteligentes do que pensamos.

3. Focar no futuro

Passado o momento de olhar para aquilo que já nos aconteceu, é chegada a hora de olhar para o futuro e analisar o que vamos fazer para dar um novo rumo à nossa história. O Coaching, por meio de ferramentas poderosas, nos ajuda a traçar novas metas e objetivos, para que possamos focar no futuro e naquilo que realmente importa, ou seja, a nossa autorrealização.

Sendo assim, com uma nova perspectiva de vida, temos a chance de nos renovarmos, de começarmos novamente do ponto de onde paramos ou de um novo ponto, ressignificando o passado e encontrando, em nós mesmos, os recursos necessários para construirmos um futuro que nos leve à nossa própria felicidade.

4. Perdoar e aceitar

Outro ponto importante para a ressignificação do que nos aconteceu é trabalhar dois elementos de extrema relevância neste processo, que são o perdão e a aceitação. O perdão serve para eliminarmos de nosso caminho o sentimento de culpa que nos rodeia todas as vezes que algo desagradável nos acontece. Isso porque temos a tendência a nos culpabilizarmos, sempre achando que poderíamos ter agido de forma melhor e diferente.

Além disso, quando nos perdoamos e perdoamos também o outro por aquilo que nos aconteceu, nos libertamos para seguir em frente, para caminhar rumo a novas conquistas, e isso é tudo o que precisamos para nos sentirmos realizados novamente. Isso acontece também quando trabalhamos a aceitação.

Eu sei que nada disso é simples, mas quando praticamos o perdão a nós mesmos e às pessoas ao nosso redor, e quando aceitamos que estamos diante de uma ou de várias situações que não podemos modificar, a jornada fica mais leve e passamos a enxergar a luz no fim do túnel.

E já que estamos falando no poder da superação e em ressignificação, vou compartilhar com você um super, mega, power vídeo, em que eu falo um pouco mais sobre este assunto. Confira:

E você, qual experiência já teve que lhe fortaleceu ainda mais? Deixe o seu comentário abaixo relatando as suas experiências pessoais de ressignificação. Lembre-se também de compartilhar este conteúdo com seus amigos e familiares, além de continuar me acompanhando aqui, em minhas redes sociais e em meu canal no YouTube.

Copyright: 471628643 – https://www.shutterstock.com/pt/g/unchisa%20charernsangpet