Como você reage quando alguém faz um elogio ao seu trabalho ou a algo que tenha feito? Agradece e fica feliz com o que ouviu ou se pergunta se a pessoa não está enganada ou apenas dizendo isso para te agradar? Se a sua resposta for a segunda opção, talvez tenha a chamada síndrome do impostor, uma condição psicológica que é bastante comum e leva muitos indivíduos a duvidarem da sua própria capacidade.

Entenda Melhor o Que é a Síndrome do Impostor

O nome síndrome do impostor é bastante sugestivo e já nos dá uma ideia do que se trata. Alguém que tem esse problema se sente como uma verdadeira fraude, pois acredita que todas as coisas boas que fez foram por mera sorte ou que não é tão bom quanto os outros dizem. Mesmo vendo os resultados do seu trabalho, não se convence de que tem qualidades.

Apesar de ser uma condição mais evidente no âmbito profissional, a síndrome do impostor também pode influenciar nos relacionamentos, principalmente os amorosos. Nesse sentido, um indivíduo que se acha inferior e indigno de amor, age como se o outro estivesse fazendo um favor ao estar ao lado dele. Assim, a relação que deveria vir para somar, se transforma em motivo para grande sofrimento.

Por incrível que pareça, uma pesquisa realizada por uma universidade nos Estados Unidos constatou que isso acontece com cerca de 70% das pessoas que já alcançaram o sucesso. Isso porque, ao contrário do que ocorre com outras formas de ansiedade, a síndrome do impostor tem seus sintomas intensificados quando a pessoa atinge o topo, porque ela acredita que está apenas conseguindo enganar mais pessoas.

Uma das chaves para o sucesso é conhecer a si mesmo!
Quer se conhecer melhor? Clique aqui e baixe meu ebook!

Principais Sinais da Síndrome do Impostor

Confira os principais sinais da síndrome do impostor e veja se identifica algum deles em seu comportamento.

  • Sentir medo de ser descoberto como uma farsa a qualquer momento;
  • Ignorar todo o esforço que teve para realizar suas conquistas e pensar que conseguiu apenas por sorte;
  • Acreditar que qualquer pessoa é capaz de fazer o que faz;
  • Dizer que apenas conseguiu algo porque obteve ajuda;
  • Pensar que as pessoas fazem elogios apenas para serem gentis;
  • Não tolerar falhas ou críticas e se sobrecarregar de trabalho para evitá-las;
  • Sentir-se inseguro ao fazer afirmações sobre si mesmo e o que é capaz de fazer.

Dicas Para Vencer a Síndrome do Impostor e Acreditar em Si

Caso tenha se identificado com os sintomas da síndrome do impostor, saiba que é possível vencer esse bloqueio criado pela sua mente e adquirir consciência em relação à sua capacidade. Coloque as dicas a seguir em prática e descubra a pessoa incrível que você é!

1 – Identifique os Pensamentos Sabotadores

PSC

O primeiro passo para vencer a síndrome do impostor é reconhecendo-a e entendendo como ela age na sua mente. Uma vez que conseguir identificar quando um pensamento sabotador surgir, ficará mais fácil enfraquecê-lo e impedir que ele tenha qualquer ação sobre a forma como age ou se sente. Se possível, anote esses pensamentos, para que sempre se lembre que eles não correspondem a verdade.

O autoconhecimento é a chave para vencer qualquer bloqueio que a mente criar. Afinal, quando você se conhece, tem a possibilidade de entrar em contato com a sua essência, o que inclui as suas qualidades e os seus pontos de melhoria. Como sempre digo, conhecimento é poder, por isso, se conectar consigo mesmo fará com que se sinta mais forte e confiante para agir.

2 – Mude a Sua Forma de Pensar

Depois de identificar os seus pensamentos sabotadores, chega o momento de transformá-los e dar a eles uma conotação positiva, que te motive a crescer. Dessa maneira, ao invés de pensar “eu não sei nada”, substitua essa ideia por “eu ainda não sei tudo, mas darei o meu melhor para aprender e me desenvolver”.

Faça isso sempre que uma ideia negativa surgir em sua mente, pois tudo sempre pode ser visto sob uma perspectiva positiva. Mesmo quando se comete um erro, é possível enxergar aquela situação como uma oportunidade de crescer e se evoluir. Afinal, toda experiência tem lições a te ensinar, basta que se mostre disposto a aprender.

3 – Entenda Que Você Não é Perfeito

Aqueles que sofrem com a síndrome do impostor estão sempre ansiosos, buscando exaustivamente serem perfeitos. Com isso, ignoram um detalhe de extrema importância, que é o fato de que são seres humanos e que cometem erros como qualquer outra pessoa, porque isso faz parte do processo de aprendizado e desenvolvimento.

Antes de começar a se sentir uma fraude e acreditar que não é capaz do que dizem, entenda que é uma pessoa e que, por isso, é natural que não saiba tudo. Quando não souber de algo, assuma isso para si e veja o quanto é libertador reconhecer que não é perfeito. Procure sim dar o seu melhor e buscar sempre evoluir, mas sem se cobrar demais.

4 – Não Se Compare Com Outras Pessoas

Algo bastante comum entre os indivíduos que sofrem com a síndrome do impostor é se compararem demais com os outros. Dessa forma, estão sempre se colocando para baixo e exaltando os feitos de terceiros. As comparações nunca são justas porque ignoram o fato de que cada pessoa é única, além disso, contemplam apenas os êxitos dos outros, sem considerar os tombos que fazem parte do crescimento de todos.

Se for para se comparar, que seja consigo mesmo, com o que era e com o ser extraordinário que se tornou hoje. Em se tratando das experiências alheias, utilize-as para se inspirar, mas apenas faça isso se for para buscar motivação e nunca para te colocar como inferior, porque isso apenas servirá para causar sofrimentos desnecessários.

A autoconfiança só é possível se você está de bem com a vida.
Quer saber em qual nível está a sua felicidade? Clique aqui

 

5 – Valorize as Suas Conquistas

Você costuma ter memórias mais fortes das suas conquistas ou falhas? Saiba que, aqueles que sofrem com a síndrome do impostor, geralmente dão mais ênfase para os seus fracassos, se esquecendo facilmente das coisas boas que já fizeram. Se esse é o seu caso, procure se esforçar para valorizar as suas vitórias da mesma forma que agiria com um amigo querido. Comece a se tratar com mais carinho e orgulhe-se de tudo o que já conquistou.

Espero que este artigo te ajude a reconhecer as suas qualidades e o potencial extraordinário que possui. Lembre-se que quanto mais você se conhece, mais se cura e se potencializa. Portanto, mantenha-se sempre atento aos seus pensamentos e sentimentos, pois é dentro de si que encontrará todas as respostas para se desenvolver e acreditar em si.

 

Copyright:   727829200 – https://www.shutterstock.com/pt/g/zephyr_p