Shalom Schwartz é um psicólogo social, responsável pela edificação e disseminação da teoria dos valores motivacionais básicos. Essa teoria derivou de um estudo que o autor conduziu com mais de 64 mil pessoas, de 67 países de diferentes continentes. O estudo permitiu que ele encontrasse esses valores básicos da humanidade, sobre o qual a psicologia tem se debruçado para compreender as motivações das pessoas.

Desses 10 valores universais, derivam todos os outros, sendo que a importância atribuída a cada um deles constitui o sistema de prioridade de valores do indivíduo. Vamos conhecê-los melhor na sequência.

Teoria dos 10 valores motivacionais básicos

A teoria de Schwartz é desenvolvida com base em dois eixos, ao longo dos quais estão espalhados os 10 valores. O 1º eixo é composto por dois pontos extremos: a autopromoção e a autotranscendência. O 2º eixo é também composto por dois extremos: a abertura à mudança e a conservação.

1º eixo: autopromoção x autotranscendência

O extremo da autopromoção reflete a busca pelo sucesso individual e pelo domínio sobre os outros, contendo os valores do poder e da realização. Já o extremo da autotranscendência reflete a aceitação dos outros como iguais e a preocupação com o bem-estar de todos, contendo os valores do universalismo e da benevolência.

  • Valores de autopromoção

1. Poder

O poder é definido como um posicionamento de destaque e deferência, sendo, muitas vezes, associado à ideia de liderança. Esse valor consiste no domínio que um indivíduo pode ter sobre os demais, fazendo prevalecer a sua vontade e/ou as suas ideias. O poder está associado também à obtenção de um status social, de prestígio, de capacidade de aquisição de bens materiais e de controle sobre outras pessoas ou recursos.

2. Realização

A realização consiste na capacidade de realizar aquilo que uma pessoa deseja. Dessa forma, o indivíduo que desenvolve os seus conhecimentos e habilidades e que os utiliza para alcançar as suas metas pode considerar-se um indivíduo realizado. Trata-se do valor do sucesso pessoal, obtido por meio da demonstração de competência, dentro do que é valorizado nos padrões da pessoa e da sociedade. Envolve a vida pessoal, profissional, social, financeira, espiritual etc.

  • Valores de autotranscendência

3. Universalismo
PSC Renascimento

O universalismo consiste na consideração do universo como um todo, compreendendo que o indivíduo não está sozinho, mas cercado de pessoas. Está associado ao altruísmo e à empatia, ou seja, a compreender a existência do outro e a considerar o seu ponto de vista. Esse valor envolve também o interesse pela proteção do bem-estar social e da natureza. Dele, derivam outros valores importantes, como a compreensão e a tolerância.

4. Benevolência

A benevolência é um valor bastante próximo do universalismo, no sentido de que também defende a preservação do bem-estar das pessoas, mas de maneira mais intensa e ativa. Ela evolve particularmente o nosso relacionamento com as pessoas com as quais convivemos de forma mais próxima e direta, com maior frequência. Está associada aos grupos dos quais fazemos parte: família, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, entre outros.

2º eixo: abertura à mudança x conservação

O extremo da abertura à mudança reflete o desejo de autonomia intelectual, a liberdade de ação e a orientação para a mudança, contendo os valores da autocentração, da estimulação e do hedonismo. Já o extremo da conservação reflete a obediência, a preservação das práticas tradicionais e a proteção da estabilidade, contendo os valores da tradição, do conformismo e da segurança.

  • Valores de abertura à mudança

5. Autocentração

A autocentração ou autodireção é um valor que reflete a autonomia, ou seja, a capacidade do indivíduo de pensar e de agir de forma independente, sem a necessidade de autorização ou de aprovação do outro. Envolve a liberdade criativa, a capacidade de fazer escolhas, o discernimento individual para tomar decisões e a exploração das possibilidades.

6. Estimulação

A estimulação é o valor que resume a essência da motivação. Dessa forma, ele expressa tudo aquilo que nos incentiva, que gera êxtase e que desperta o entusiasmo. A busca pela novidade e o gosto pelos desafios estão contidos nesse valor. A vontade de experimentar o que é novo e a curiosidade de conhecer diferentes realidades são reflexos da estimulação.

7. Hedonismo

O hedonismo consiste na busca pelo prazer. Esse valor está associado aos indivíduos que procuram atividades que despertam sensações positivas e que apreciam tudo aquilo que possa ser belo, divertido e agradável. Envolve também a busca pelas gratificações para si próprio em todas as situações: pessoal, profissional, amorosa, sensual, material, entre outros.

  • Valores de conservação

8. Tradição

A tradição é o respeito e a manutenção do conjunto de valores, regras, costumes, crenças e comportamentos que se perpetuam em um grupo ou sociedade desde o passado. Nesse valor, é assumido um compromisso com ideias culturalmente estabelecidas ao longo do tempo. Ele pode estar associado também à aceitação dos ensinamentos e crenças de determinadas ideologias ou religiões.

9. Conformismo

O valor do conformismo envolve o desejo de não mudar, ou seja, de conservar as coisas do jeito que estão. Esse valor expressa o estado daqueles que estão satisfeitos com o presente como ele é e que não alimentam nenhum desejo de alteração. Descreve também uma restrição das ações e dos impulsos que possam prejudicar os outros e violar expectativas ou normas sociais vigentes.

10. Segurança

O valor da segurança, por fim, consiste na manutenção da harmonia e da estabilidade de uma sociedade, de um indivíduo ou de um relacionamento que tenha sido construído. Esse valor está relacionado às medidas de prevenção e mitigação de riscos, evitando a ocorrência de fatos potencialmente prejudiciais.

Os 10 valores de Schwartz correspondem à base de tudo aquilo que é tomado como referência nas atitudes humanas em diferentes culturas. É a partir deles que são desenvolvidos outros valores — como a criatividade, por exemplo, pode ser um valor derivado da estimulação. Assim, pessoas, empresas e sociedades conseguem conhecer e definir os seus valores, isto é, os princípios que nortearão a sua conduta.

Gostou deste conteúdo? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!