Além de ser um processo de desenvolvimento pessoal, o coaching também atua no contexto profissional e empresarial, sendo uma excelente alternativa para empreendedores que estão iniciando o seu negócio e seguindo o modelo de startup.

Todo empresário, seja qual for a fase da sua empresa, poder contar com os benefícios que o coaching pode oferecer ao seu negócio, e com um novo empreendimento não é diferente. Startup e coaching têm tudo a ver, pois, com o auxílio desse processo, é possível, desde o início, organizar, planejar e executar as ações de maneira mais efetiva e profissional.

Neste artigo, você vai entender melhor como o coaching pode ajudar os empreendedores que pretendem ingressar ou que desejam alcançar melhores resultados nas startups. Continue a leitura e saiba mais!

Benefícios do coaching ao empreendedor de startup

Embora haja muita vontade de empreender e muitas ideias excelentes a serem desenvolvidas e capitalizadas, é fato que muitas pessoas que estão entrando nesse universo não sabem ao certo como montar um negócio e como ser empreendedor a partir do zero. Por isso, o coaching é muito recomendado para as pessoas que se encontram nessa situação. Confira os benefícios dessa metodologia, nesse contexto específico.

1. Desenvolvimento da liderança

O coaching empresarial, uma vertente da metodologia, entra exatamente para preencher esse espaço vazio de experiências e conhecimentos práticos. Também atua no sentindo de oferecer ao empresário uma visão mais ampliada do que é ter e gerenciar uma empresa como líder e dono do empreendimento.

Isso representa saber definir e organizar bem todos os processos internos e externos e, especialmente, aprender a fazer uma liderança efetiva e lidar positivamente com as pessoas: colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros, enfim, todos os stakeholders. Isso é o poder do empreendedorismo e coaching.

2. Estabelecimento de metas com clareza

Outro ponto-chave do coaching é oferecer ao empreendedor e dono de startup uma perspectiva ampliada de si mesmo, das suas metas e dos objetivos para a empresa, em curto, médio e longo prazo. Isso permite planejar melhor as ações, colocar esse planejamento em prática dentro dos prazos estipulados, corrigir e melhorar os processos e obter os resultados desejados.

PSC

O coaching consiste justamente em levar o indivíduo a compreender o estado atual e a definir o estado desejado. Para isso, ele envolve a definição de metas específicas, mensuráveis, realistas, alcançáveis, relevantes e com prazos definidos.

3. Bem-estar mental

Se não bastassem todos esses benefícios reais e tangíveis, o coaching também atua diretamente no desenvolvimento pessoal e profissional do próprio dono da empresa, trabalhando na identificação e na eliminação das suas crenças e comportamentos negativos, que podem atrapalhar a gestão do negócio.

Também influencia e atua na potencialização da sua motivação, resiliência, foco, determinação e aprimoramento das suas habilidades e competências técnicas e comportamentais. Assim, de forma inteligente e estratégica, essas competências ajudam o indivíduo a ser um bom empreendedor, a destacar a sua gestão e a impulsionar os resultados positivos da empresa.

4. Detecção de falhas e pontos de melhoria

No que diz respeito ao coaching empresarial propriamente dito, a análise de alguém de fora da empresa também pode ser muito útil nos processos organizacionais. O coach pode identificar falhas nesses processos internos, que podem estar ocorrendo em qualquer uma das suas áreas, como o marketing, as finanças, a produção, a gestão de pessoas, e por aí vai.

Além de detectar erros e propor meios práticos para a sua resolução, o coaching empresarial também pode detectar pontos de melhoria, ou seja, itens que já são funcionais, mas que podem alcançar resultados ainda melhores. São propostas de mudanças, pequenas ou grandes, que prometem a obtenção de melhorias.

5. Construção de programas de capacitação

O coaching também estimula no indivíduo que deseja liderar uma startup a valorização do seu principal recurso: as pessoas que fazem parte da organização. Por isso, essa vertente do coaching também ensina o empreendedor a criar mecanismos para que ele mesmo possa gerar melhorias contínuas na sua empresa, independentemente do seu porte.

Isso envolve ações de endomarketing e o já citado planejamento estratégico, mas, acima de tudo, o desenvolvimento humano. O coaching pode auxiliar o empresário na construção de programas de desenvolvimento e capacitação dos seus próprios funcionários, por meio de cursos, treinamentos, materiais de apoio, eventos, parcerias estratégicas e investimentos em tecnologia.

6. Definição da missão da empresa

A missão, a visão e os valores de uma empresa são muito mais do que palavras bonitas em um site ou em um quadro na recepção. Essa tríade compõe a identidade institucional, ou seja, o DNA da empresa, definindo quem ela é, aonde ela quer chegar e quais são os princípios que devem norteá-la nesse processo.

Infelizmente, muitos empreendedores acreditam que esses itens são de exclusividade das grandes empresas, o que é um engano grave. Toda organização precisa defini-los desde cedo, pois a identidade de uma empresa é o ponto de partida para todos os seus objetivos, metas e projeções de resultados. O coaching, portanto, ajuda os empreendedores a definir essas questões, especialmente no início dos projetos.

Concluindo, se você tem ou deseja ter uma startup, já tem excelentes motivos para buscar no coaching um processo de aceleração de resultados para você e para a sua empresa. Leve esses benefícios para o seu negócio e conquiste o extraordinário que você tanto deseja e merece!

E você, querida pessoa, já teve alguma experiência com o coaching, seja na vida pessoal, seja na vida profissional? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!