A redação empresarial é uma das áreas da comunicação corporativa mais importantes. Ela atua na comunicação interna, sendo muito importante para oficializar informações, divulgar eventos internos, reforçar a identidade e a cultura da organização, prestar esclarecimentos, entre outros.

Neste artigo, você vai compreender melhor o que é a redação empresarial, quais tipos de textos fazem parte dessa área e quais são as principais orientações para fazer um trabalho bem-sucedido no ramo. Ficou curioso? Então, continue a leitura a seguir e saiba tudo sobre o tema!

Redação empresarial: o que é e qual a sua importância?

A redação empresarial é a área da comunicação corporativa focada na produção de textos de circulação interna. Assim, ela difere da comunicação social, ou comunicação externa, que conta com jornalistas, publicitários e assessores de imprensa.

O redator empresarial é essencialmente um profissional de comunicação interna, responsável por redigir, entre outros textos, memorandos e e-mails que esclarecem informações ou que agendam reuniões, por exemplo. São textos de circulação interna, isto é, voltados aos próprios colaboradores da empresa.

Por mais que esses textos não sejam de divulgação externa, como o jornalismo e a publicidade, isso não significa que sejam textos de menor importância. Muito pelo contrário: a clareza da redação empresarial organiza internamente a empresa e previne a circulação de informações desencontradas e boatos.

Que tipos de textos fazem parte da redação empresarial?

O redator empresarial elabora textos de circulação interna. O seu trabalho, portanto, pode ser visto nos memorandos, nas atas das reuniões, nos comunicados, nos e-mails de circulação interna, nos relatórios, nas apresentações corporativas e em outros trabalhos de comunicação interna, como a alimentação das redes de intranet.

PSC Renascimento

Como esse trabalho é feito para a organização do ambiente interno, é comum que o profissional de redação empresarial faça parte da equipe de marketing ou de comunicação, mas trabalhe com muito alinhamento junto à equipe de recursos humanos, de quem parte, com frequência, a demanda da comunicação interna.

7 dicas para uma redação empresarial eficaz

Confira, na sequência, 7 orientações para redigir textos claros, objetivos e eficazes, que atendam aos propósitos básicos da comunicação interna.

1. Concentre-se no destinatário do seu texto

Quem vai ler o seu texto? Os diretores da empresa? Os estagiários? Todos os funcionários? Os colaboradores de apenas um departamento específico? É importante pensar no destinatário do texto antes de você redigi-lo. Quanto mais informações você reunir sobre esse público-alvo, mais conseguirá desenvolver o conteúdo e a linguagem de forma apropriada. No caso de uma comunicação externa, é interessante verificar as características do veículo de comunicação e do seu respectivo público-alvo.

2. Defina uma persona para a empresa

Depois de fazer esse levantamento de informações acerca do público-alvo da sua comunicação, procure desenvolver uma persona para os seus textos. A persona é um personagem fictício, mas baseado em dados reais, que exemplifica um típico leitor do seu conteúdo. As empresas utilizam essas personas especialmente nos projetos de comunicação externa (assessoria de imprensa, publicidade, produção de conteúdo etc.). Contudo, por que não utilizar essa mesma estratégia para o seu público interno?

3. Escreva de acordo com a persona

Ao definir a persona que exemplifica o típico leitor dos seus textos, você conseguirá definir melhor os assuntos a serem abordados e o próprio nível de linguagem que utilizará. Um texto destinado exclusivamente aos engenheiros da empresa, por exemplo, pode ser mais profundo e técnico, no que diz respeito aos dados da área. Contudo, um relatório sobre engenharia que deve ser apresentado aos gestores de outras áreas precisa ser menos técnico e mais didático. Esses acertos no nível de linguagem e até mesmo no grau de formalidade são feitos de acordo com a persona.

4. Organize as ideias antes de redigir o texto

Aquela velha dica de redação que aprendemos na escola continua valendo para a redação empresarial: em um papel, organize as ideias do seu texto, definindo uma ordem de abordagem dos tópicos. Após definir o começo, o meio e o fim, só então você poderá redigir. Ao organizar essas ideias, explique as coisas de forma lógica e didática, verificando se há clareza no texto e na própria hierarquização das informações. Cite o que é mais importante primeiro, deixando os detalhes para depois.

5. Verifique se o texto cumpre os seus propósitos

Qual é o objetivo do texto? Apresentar resultados? Convidar os colaboradores para um evento? Explicar um novo processo interno? Relatar as decisões tomadas em uma reunião? Releia o texto e verifique se ele cumpre bem os propósitos aos quais foi designado. Além disso, verifique se esse texto tem “a cara” da empresa, ou seja, se a linguagem utilizada tem a ver com os seus valores. É possível ser menos formal em alguns contextos, sem necessariamente romper a seriedade do assunto.

6. Revise o conteúdo antes da publicação

Antes de publicar o texto na intranet ou de enviá-lo por e-mail ou qualquer outro canal de comunicação, leia-o atentamente e faça uma revisão completa. Essa revisão deve levar em consideração os aspectos gramaticais, que são super importantes na redação empresarial. Contudo, também deve considerar o conteúdo em si, analisando se ele está rico e profundo o bastante, se está claro, se há coesão nas frases etc. Uma revisão bem-feita ameniza os erros e as demandas por ajustes.

7. Seja objetivo

Por fim, lembre-se de que a objetividade é fundamental na redação empresarial. Os textos que circulam nas empresas podem até ter histórias, exemplos, figuras de linguagem, adjetivações, e por aí vai. No entanto, é importante não exagerar nesses recursos. Precisamos ter em mente que o tempo de todos os que fazem parte de uma organização é valioso, de modo que não é interessante estender o texto mais do que o necessário.

Coloque as 7 dicas acima em prática e veja como a redação empresarial pode ser uma ferramenta muito vantajosa na clareza da comunicação das informações dentro das empresas. Assim, certamente a empresa alcançará os seus objetivos e alcançará resultados extraordinários!

E você, querida pessoa, como avalia a redação empresarial no seu ambiente de trabalho? O que poderia ser melhor? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!