As portas são uma invenção muito sábia. Elas garantem a nossa privacidade e nos permitem selecionar as pessoas que podem ou não adentrar determinados ambientes. Metaforicamente, é comum ouvirmos por aí que “Deus abre algumas portas”, mas que “a vida fecha outras”.

Em geral, as pessoas dizem isso para se referirem aos projetos que dão certo e prosperam, bem como àqueles que são encerrados ou que sequer se iniciam. Uma porta fechada é um “não”, mas uma porta aberta é um “sim” que o universo nos dá. Mas por que algumas portas são mais fáceis de abrir do que outras? Por que algumas simplesmente são fechadas na nossa frente? Convidamos você a participar da reflexão a seguir!

Por que existem portas que se fecham?

As portas que se fecham são os caminhos que Deus, o Universo, a vida — enfim, qualquer que seja a sua crença — não permitem que você percorra. À primeira vista, essas portas parecem maldições, mas podemos aprender muito com elas. Confira as principais razões a seguir.

  • Porque um ciclo chegou ao fim

Quando uma porta se fecha, pode ser que uma etapa da sua vida tenha chegado ao fim. Pode ser um emprego, uma carreira, um relacionamento, um estilo de vida, e por aí vai. É sinal de que o que você poderia aprender ali já foi aprendido. É a vida dizendo a você que é preciso abrir outras portas, pois a sua felicidade já não está mais naquele corredor em que você estava. É um chamado para sair do comodismo.

  • Porque você ainda não está preparado

Há um cenário quase oposto ao anterior em que as portas também não se abrem. É quando você quer algo, mas recebe um doloroso “não” como resposta: uma proposta de emprego, um pedido de aumento, a compra de um imóvel, a vontade de ter um filho etc. Muitas vezes, as pessoas não conseguem abrir essas portas. Na verdade, isso pode ser apenas um sinal que a vida está lhe dando de que você ainda não está preparado para essa responsabilidade. Não é um “não”. É apenas um “aguarde um pouco”.

  • Porque aquele não é o seu propósito

Existem algumas pessoas que passam anos exercendo determinadas profissões e que simplesmente não conseguem prosperar nelas. É comum que essas portas sejam difíceis de abrir, justamente porque o universo está avisando que aquela atividade não é o seu propósito de vida.

PSC Renascimento

É comum, por exemplo, o relato de alguns indivíduos que passaram anos infelizes em empregos burocráticos e que se tornaram muito mais felizes e prósperos quando abriram um negócio próprio. Não estamos dizendo que esse é o seu caso, mas apenas que é importante conhecer a si mesmo e ouvir a si mesmo para encontrar o seu caminho!

  • Porque portas fechadas o levam ao caminho certeiro

O mundo é cheio de oportunidades, mas você sabe que nem todas fazem sentido para si. Se todas as portas do mundo estivessem abertas para você, a vida seria um grande labirinto, concorda? Por isso, quando há muitas portas fechadas à sua frente, a vida está convidando você a recalcular a rota e fazer diferente. É com os erros que aprendemos a fazer as coisas certas. E é com caminhos bloqueados que encontramos a rota que nos levará àquilo que desejamos.

Como saber se cheguei à porta certa?

Por outro lado, há momentos em que a vida nos responde com um grande “sim”. Depois de tantas portas fechadas, é um susto e um alívio encontrar uma que se abriu. Dá até um medo de ser feliz, não é mesmo? Afinal, como saber se essa porta que se abriu é a porta certeira? Bem, certeza mesmo nós só teremos quando efetivamente a abrirmos, mas há alguns sinais que apontam que você está no caminho certo.

  • As coisas fluem

Sabe quando você tem muitas coisas para fazer, mas, mesmo assim, tudo parece fluir? As respostas surgem, as pessoas exatas aparecem no seu caminho, as datas coincidem, e você sente que as suas habilidades e valores são compatíveis com o momento que está vivendo. Esses momentos podem ser raros, portanto, aproveite-os. São sinais de que você está na porta certa.

  • Você se sente feliz

O conceito de felicidade é bastante relativo, até mesmo para a psicologia. Na verdade, é impossível ser feliz o tempo inteiro. No entanto, se, mesmo tendo problemas, você percebe que vive um estado de bem-estar na maior parte do tempo, esse também é um indício de uma escolha bem-feita. Pode ser uma relação harmoniosa, um trabalho que desperta uma sensação de satisfação ou um chamado interno que está sendo atendido.

  • Você está aprendendo e crescendo

Conforme citamos, é comum que as portas se fechem quando não temos mais como crescer naquele espaço. Todavia, se você percebe que está com “terreno” para crescer e expandir os seus horizontes, siga em frente. É sempre um bom indício ampliar os seus conhecimentos, habilidades, valores, experiências e atitudes. Fuja do comodismo que o mantém estacionário na vida.

  • Você está mais próximo do seu estado desejado

O seu estado desejado é a forma como o coaching se refere aos seus objetivos nas diferentes áreas da vida. Prosperidade financeira, relacionamento estável, sucesso profissional e saúde física e mental são, frequentemente, os estados desejados das pessoas. Se você percebe que está mais próximo dessas metas do que antes, parabéns, você escolheu uma porta adequada!

O importante é ter em mente que a vida dá sinais, desde que nós estejamos conectados com nós mesmos. Aquilo que alguns entendem por intuição nada mais é do que uma série de mensagens arquivadas no nosso subconsciente que registram as experiências pelas quais já passamos ou que já testemunhamos. Por isso, se uma porta estiver fechada, agradeça, pois ela pode ser um livramento. Já quando uma porta se abrir, agradeça novamente e analise-a antes de seguir em frente.

Aquilo que é seu, ninguém pode tirar. Os seus valores, os seus conhecimentos e os seus propósitos de vida são elementos internos aos quais ninguém mais tem acesso, a menos que você permita. Portanto, fique atento a esse tesouro que você carrega consigo. Ele compõe a sua identidade e é o que o leva às portas mais compatíveis com a sua missão de vida. Fique atento e faça boas escolhas. No mais, seja paciente e resiliente!

E você, querida pessoa, como lida com as portas que se abrem na sua vida? E com as que se fecham à sua frente? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!