O departamento de marketing de qualquer empresa precisa investir em conteúdo de qualidade para conquistar os potenciais clientes, especialmente nos tempos atuais, em que o marketing digital tem adquirido muita importância. No entanto, é importante construir autoridade, ou seja, uma imagem de credibilidade para que as pessoas confiem na empresa e no conteúdo que ela publica.

Construir essa autoridade não é um processo simples, que ocorra da noite para o dia. Ele é fruto de uma série de ações diárias. Mas que ações seriam essas? Neste artigo, você vai compreender melhor o que é a autoridade em marketing e como ela pode ser desenvolvida. Siga em frente e boa leitura!

O que é a autoridade em marketing?

A autoridade é a credibilidade que uma empresa conquista junto do seu público-alvo. Para obtê-la, ela deve demonstrar profundos conhecidos na sua respectiva área de atuação. Assim, podemos dizer, por exemplo, que o Instituto Brasileiro de Coaching, o IBC, é uma instituição com autoridade, pois não nos faltam conhecimentos, conteúdos, publicações, certificações e trabalhos que comprovam todo o nosso saber na área do coaching.

Quando uma empresa, os seus conteúdos e as suas ações de marketing são vistos como referência em um determinado segmento, diz-se que ela se tornou autoridade na área. As suas publicações têm qualidade reconhecida, garantindo uma posição de destaque no nicho. Consequentemente, o público em geral passa a confiar mais naquela organização, o que significa mais clientes em potencial. Assim, a autoridade é um dos passos básicos para assumir a liderança do mercado.

O que fazer para construir essa autoridade?

Conforme citamos, a construção de autoridade para uma empresa é um processo diário, composto por diversas ações. Na sequência, você vai conferir 7 delas.

1. Entenda quem é o seu público-alvo

O público-alvo da sua empresa é composto pelo grupo de pessoas que você deseja impactar, por meio dos seus produtos, serviços e conteúdos. Por isso, o primeiro passo da construção de autoridade é conhecer essas pessoas. Isso se dá por meio das segmentações demográficas mais básicas (por idade, gênero, geolocalização e classe social), mas é preciso ir além.

PSC Renascimento

Para que você ofereça ao seu público exatamente o que ele precisa, aprofunde-se nas pesquisas. Descubra o que ele gosta, o que ele valoriza, o que ele deseja, o que ele precisa, o que ele quer saber. Mostre que você é um especialista nas temáticas de interesse dessas pessoas.

2. Conheça as dificuldades do seu público

Um ponto muito importante é conhecer as dificuldades, ou seja, as dores do seu público. Motivações, necessidades e problemas são o que impulsiona o consumo. Portanto, conheça esses aspectos e aborde-os nos conteúdos que você produzir e nos produtos que oferecer.

A ideia da autoridade é que a sua empresa apareça como a melhor solução para essas necessidades, seja por meio dos produtos, seja por meio de conteúdos relevantes. Por isso, descubra o que o seu potencial cliente quer e precisa, de modo que você saiba o que oferecer a ele.

3. Marque presença nas redes sociais

As redes sociais são uma importante vitrine para as empresas, sobretudo por conta da produção de conteúdo e das possibilidades de interação direta com o público. Para isso, o seu departamento de marketing deve ter um planejamento de conteúdos específico para esses portais.

A ideia é fazer um levantamento de assuntos a serem abordados e publicar conteúdos bacanas, como dicas e novidades, com frequência. Da mesma maneira, é importante responder a cada interação recebida, construindo uma imagem atenciosa para a empresa. Apenas lembre-se de que cada rede tem a sua própria linguagem, OK?

4. Faça do marketing de conteúdo um pilar da sua autoridade

É impossível construir uma autoridade expressiva sem produzir conteúdo. Por isso, além das redes sociais, é fundamental que você produza conteúdos relevantes e de qualidade, disponibilizando-o ao público de diferentes formas, a começar pelo próprio site da empresa.

Além do site, você também pode (e deve!) alimentar um blog corporativo, criar e-books, publicar newsletters, enfim, diversificar os formatos para levar informação de qualidade às pessoas. Isso ajuda a atrair indivíduos com um potencial interesse em você, criando um relacionamento interessante antes de já partir para a venda.

5. Produza conteúdo original

Na sua produção de conteúdo, é essencial que você faça um trabalho de qualidade. Por isso, dê preferência a informações atualizadas, oriundas de fontes fidedignas. Leia, compreenda e interprete as suas fontes, de modo que você possa produzir um conteúdo original, sem copiar nenhum material (o que derrubaria a sua autoridade e ainda geraria punições pelo Google).

Seja autoral e inovador. Adapte a informação pesquisada à linguagem e às necessidades do público que você deseja impactar. Por exemplo, se você for um nutricionista, pesquise as informações em fontes acadêmicas, mas não utilize uma linguagem tão técnica no seu blog.

6. Otimize os conteúdos para os mecanismos de busca (SEO)

SEO é a otimização de conteúdos, de modo que sejam mais facilmente encontrados pelos mecanismos de busca, como o Google. Quanto mais o seu conteúdo estiver dentro dos padrões de qualidade definidos pelos algoritmos desses buscadores, melhores serão as posições que o seu site/blog vai ocupar nas páginas de resultados de pesquisa.

Utilização de fontes de qualidade, tamanho do conteúdo, emprego de palavras-chave relevantes, arquitetura da informação, design, imagens e estrutura do site são apenas alguns dos critérios aos quais você deve ficar atento.

7. Não se esqueça do e-mail marketing

O e-mail marketing não morreu! Ao contrário, ele pode ser muito útil. Aproveite o seu blog, o seu site e os seus conteúdos para solicitar informações cadastrais das pessoas interessadas na sua empresa. Com base nas informações obtidas, construa uma base orgânica (não comprada) de contatos.

Como essas pessoas já manifestaram interesse prévio na sua empresa, comunique-se periodicamente com elas por e-mail. Ofereça conteúdos exclusivos, novidades e ofertas especiais. Assim, você conseguirá estreitar o seu relacionamento com o público e estimular as compras, sem ser desagradável ou invasivo.

As 7 recomendações acima são a base da construção de uma autoridade em marketing, sobretudo por meio da internet. Todavia, não adianta ter um marketing potente se o seu produto ou o seu serviço não for de qualidade, OK? Esforce-se para satisfazer ao máximo os seus clientes e potenciais consumidores.

E você, querida pessoa, conhece alguma outra dica para construir autoridade em marketing? Qual? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!