A Coca-Cola é uma das empresas mais bem-sucedidas do mundo e uma das marcas mais valiosas da história. Consumida em quase todos os países do planeta, a marca é reconhecida por 94% da população mundial. De acordo com a revista Forbes, a Coca-Cola é a 4ª marca mais amada pelo público brasileiro, de acordo com uma pesquisa de 2020, que envolveu empresas de diversos segmentos.

Além da qualidade percebida no próprio produto, a comunicação da empresa sempre criou uma associação entre a bebida e momentos felizes, junto da família e dos amigos. É por isso que, mais do que vender uma bebida, a Coca-Cola se preocupa em vender a própria felicidade, como um estilo de vida.

Isso faz a empresa um sucesso histórico de vendas, sendo estudada e analisada por muitos profissionais do marketing e da comunicação. Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre a história e sobre as lições de marketing dessa que é uma das empresas de maior sucesso global. Continue a leitura e saiba mais!

Coca-Cola: uma trajetória de sucesso

A Coca-Cola foi criada em 1886, nos Estados Unidos, fundada por Asa Griggs Candler. A empresa fabrica e comercializa bebidas não alcoólicas, como o seu refrigerante mais famoso (coca-cola), mas também inclui guaraná, água, sucos, bebidas energéticas, chás e cafés.

A empresa é detentora total ou parcial de mais de 600 marcas espalhadas por todo o mundo, mas é claro que o refrigerante de cola segue sendo o seu carro-chefe. Ao longo da história, diversas campanhas publicitárias e ações de marketing fortaleceram a marca e contribuíram com o alcance da liderança no seu segmento.

Com mais de um século de uma trajetória globalmente vencedora, a Coca-Cola é líder no ramo de bebidas, tanto em vendas como em força de marca. Naturalmente, isso envolve a construção de uma marca sólida.

7 lições de marketing que a Coca-Cola nos ensina

PSC Renascimento

Uma trajetória de sucesso engloba, naturalmente, um marketing forte e encantador. Nesse sentido, confira os principais diferenciais da Coca-Cola, que até hoje servem como referência e inspiração para outras empresas, de todos os portes e tamanhos, ao redor do planeta.

1. Identidade diferenciada

A Coca-Cola é um produto diferenciado, a ponto de qualquer refrigerante de cola, mesmo sem ser da marca, ser popularmente chamado de Coca-Cola. Isso revela uma construção de marca impressionante.

Se pensarmos na história da comunicação da marca, identificamos diversos elementos que construíram essa identidade única: o logotipo, a tipografia, as cores, o formato das garrafas, os slogans, os jingles, os personagens das campanhas publicitárias, e por aí vai. “Tomar uma coca gelada” é uma ideia que faz a boca salivar, sobretudo nos dias mais quentes, e a empresa sempre soube como promover essa ideia por meio da sua comunicação, verbal e visual.

2. Produto de qualidade

Além da comunicação, também não podemos nos esquecer do fato de que o produto em si é de qualidade. Diversas empresas tentam seguir uma receita parecida, mas o resultado final nunca fica igual, embora algumas até cheguem perto. A Coca-Cola faz testes e lança novos produtos, mas a receita clássica á tradicionalmente a mais aceita pelo público.

Isso gera uma percepção de custo-benefício muito positiva. Mesmo que a Coca-Cola esteja mais cara do que outras marcas, é frequente que o consumidor acredite que vale a pena pagar um pouco mais, em nome da qualidade que o mundo já conhece ou do status que a marca confere àqueles que a consomem.

3. Conexão emocional positiva

Na televisão, na mídia impressa, nos outdoors pela cidade, no cinema, enfim, onde quer que a Coca-Cola esteja sendo anunciada, sempre vai haver uma conexão direta entre o produto apresentado e uma série de emoções positivas. O próprio slogan da empresa revela isso: “abra a felicidade”.

A felicidade é um valor universal, o que explica o sucesso global da Coca-Cola. Por isso, qualquer campanha veiculada na mídia sempre mostra o produto sendo consumido em situações felizes: em família, entre amigos, em festas, em viagens, e por aí vai. A conexão emocional com o público faz parte do DNA da marca Coca-Cola e, obviamente, do seu marketing.

4. Consistência e simplicidade

Essa ideia de abrir a felicidade é o que norteia a comunicação da empresa. Por isso, a Coca-Cola sempre manteve a consistência, explorando esse ideal na sua relação com as pessoas.

Por mais que a empresa tenha crescido, se expandido, diversificado a sua linha de produtos, assumido a liderança do segmento e alcançado praticamente o mundo inteiro, ela nunca abandonou a simplicidade dos seus ideais. Poucas palavras, slogans simples e emoções intensas nunca saíram das campanhas, justamente porque traduzem valores universais.

5. Comunicação personalizada

Apesar dessa universalidade na comunicação da Coca-Cola, a empresa sabe muito bem que o planeta é povoado por culturas muito diferentes umas das outras. Dessa forma, sem perder a sua essência, a marca encontra uma maneira de se comunicar de forma mais próxima das pessoas de cada país.

Um exemplo é a clássica campanha dos nomes das pessoas nas latinhas comercializadas. A empresa publica os nomes mais populares de cada país, gerando proximidade e traduzindo uma estratégia local, sob um posicionamento global.

6. Uso estratégico da mídia

A empresa explora diferentes canais de comunicação, como a televisão, o cinema, a mídia impressa, os outdoors, e por aí vai. É claro que contar com dinheiro em caixa ajuda a investir nessas mídias todas, mas o que impressiona na empresa é a unidade estabelecida em todas elas.

Além disso, a organização está sempre se atualizando e mostrando atenção às novidades do mundo. Por isso, procura patrocinar eventos esportivos e também é sempre ativa nas redes sociais. A campanha “compartilhar uma Coca-Cola”, por exemplo, fortaleceu a marca nesses canais, ao mesmo tempo em que promoveu a conexão das pessoas e a amizade.

7. Experiência e estilo de vida

A Coca-Cola se propõe a vender não apenas uma bebida engarrafada, mas uma experiência de felicidade. Trata-se de um estilo de vida associado à marca e divulgado amplamente em todos os meios de comunicação. A ideia é simples e universal, reforçada de forma consistente.

Por mais que o posicionamento seja global, as ações pontuais respeitam as características de cada localidade. Por isso, diferentes produtos, designs, embalagens, mensagens e ações promocionais são desenvolvidas para cada país — evitando um gerenciamento centralizado, mas sem perder a essência.

Concluindo, não é difícil compreender a receita do sucesso da Coca-Cola nos seus mais de 100 anos de história: conexões humanas, mensagens simplificadas, consistência na comunicação, emotividade e produtos de qualidade.

Por mais que esses processos sejam massificados e padronizados, a marca consegue incluir a personalização nas suas ações, gerando uma comunicação mais íntima, com cada pessoa, família e círculos de amigos — seja no Brasil, seja em qualquer outro canto do planeta.

E você, querida pessoa, o que enxerga de diferenciado e de encantador no marketing da Coca-Cola? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Imagem:Nyvlt-art