A inveja é um sentimento comum aos seres humanos. Mesmo que você afirme não ter inveja de ninguém, muito provavelmente você já sentiu inveja de alguém em algum momento, e alguém provavelmente já o invejou também. Faz parte do instinto competitivo humano querer ter as melhores coisas, o que pode despertar essa emoção quando vemos essas “melhores coisas” irem para outra pessoa.

Mas por que a inveja existe? Como podemos lidar adequadamente com esse sentimento? Qual é a relação entre a inveja e a espiritualidade? É o que você vai conferir no artigo a seguir. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a inveja?

A inveja é um sentimento de angústia e até mesmo de raiva que invade um ser quando percebe que outra pessoa conquista aquilo que ela deseja. Isso pode ocorrer em diferentes esferas: inteligência, forma física, dinheiro, amor, trabalho, bens materiais, família, amigos, viagens, enfim, fatores positivos. 

Ela se faz presente também em algumas outras espécies, como um marco biológico de competitividade e sobrevivência. A inveja também é considerada um sintoma em alguns transtornos de personalidade.

Como podemos lidar com esse sentimento?

É complexo lidar com a inveja, até por ela ser considerada um dos 7 pecados capitais na tradição cristã. Por isso, é importante sabermos administrar essa emoção, bem como saber lidar com a inveja das outras pessoas em direção a nós.

Ainda falando na tradição cristã, a Bíblia afirma que os líderes judeus entregaram Jesus a Pôncio Pilatos por inveja. Eles não compreendiam como alguém de origem tão humilde e incerta poderia afirmar ser o filho de Deus. Isso, porém, não impediu Jesus de alcançar o seu propósito de salvar a humanidade.

PSC Renascimento

Outro exemplo bíblico está na história de José do Egito, que era o filho preferido do pai e que, por esse motivo, foi vendido como escravo pelos próprios irmãos, motivados pela inveja. Foi no próprio Egito que ele se tornou um dos homens de confiança do faraó e alcançou o posto de um dos líderes mais poderosos da nação, aliviando a fome que assolava o seu povo — inclusive os seus irmãos, décadas depois.

O que fazer diante das situações de inveja?

A inveja é um sentimento comum, e todo mundo a sente de vez em quando. Você não precisa se sentir culpado por vivenciar esses momentos, mas deve aprender a administrá-los, bem como lidar com a inveja alheia. Confira algumas recomendações nesse sentido!

1. Não inveje a felicidade alheia

Se você não deseja ser invejado, não inveje. É um princípio aparentemente simples, afinal de contas, esses sentimentos são cíclicos. Quando respeitamos a felicidade alheia, estamos automaticamente dando esse exemplo para que os outros também respeitem a nossa felicidade. Nesse sentido, entenda que as conquistas dos outros não invalidam as suas. Aliás, você pode se inspirar nas vitórias dos outros para alcançar as suas. Aprenda a diferenciar a admiração da inveja!

2. Mantenha o equilíbrio emocional

Tanto quem inveja quanto quem é invejado podem vivenciar um desequilíbrio emocional. Não permita que a raiva, a tristeza ou a angústia invadam o seu coração. Se você deseja algo que outra pessoa tem, lute para seguir no seu caminho, por conta própria. Se você percebe que alguém o inveja, ore por essa pessoa e ajude-a a ser feliz. A inveja é um sinal de insatisfação, o que nunca é fácil de lidar. Por isso, cuide da sua saúde mental para manter essas sensações sob controle.

3. Saiba com quem você compartilha a sua vida

Por falar em lidar com pessoas invejosas, tome cuidado com as pessoas com quem você compartilha os seus sonhos, desejos, conquistas e medos. Existem pessoas que genuinamente querem o seu bem e torcem pelo seu sucesso. No entanto, há pessoas que podem invejá-lo e desejar o seu mal. Por isso, seja mais seletivo com quem você permite que tenha acesso ao seu íntimo. Nesse sentido, vale também ficar mais atento às suas redes sociais, já que, como diz o ditado: “a alegria alheia incomoda”.

4. Não acredite nas redes sociais

Ainda citando as redes sociais, por mais que sejam portais muito úteis em diversos aspectos, elas também potencializam a inveja. O que devemos ter em mente é que, nesses sites, as pessoas postam apenas os seus melhores momentos. Isso pode nos levar à falsa crença de que a vida de todo mundo é melhor e que só nós temos problemas. Não acredite nisso, pois, além de gerar tristeza, isso pode ser um gatilho para a inveja. Todo mundo tem problemas. Todo mundo, sem exceção.

5. O “lado bom”: faça a inveja tirá-lo da zona de conforto

O lado bom desse sentimento é que ele nos tira da zona de conforto. Se você sente inveja de alguém, deixe a pessoa em paz e trabalhe para resolver as insatisfações que você tem na sua vida. Já se você é invejado por alguém, é sinal de que você está se destacando e alcançando objetivos, devendo continuar o seu progresso — mas sem perder a humildade. De um jeito ou de outro, esse sentimento complexo pode, sim, nos ajudar a sermos pessoas melhores, desde que saibamos administrá-lo.

6. Continue fazendo o bem, mesmo a quem o inveja

A inveja pode despertar o ódio. O invejoso não quer ter para si o que você tem: ele quer o seu lugar. Portanto, neutralize esse ódio com o amor. Vença o mal com o bem, como afirma a Bíblia em Romanos, 12:21. Jesus nunca deixou de amar a humanidade. José perdoou e ajudou os irmãos que o haviam traído e que agora passavam fome. Fazer o bem e manter a humildade são ações que têm o poder de neutralizar esse sentimento negativo, restabelecendo vínculos mais saudáveis entre as pessoas.

7. Aprenda a diferenciar a crítica construtiva da inveja

A crítica construtiva parte de pessoas que querem o seu bem. Essas observações não apenas pontuam o que você pode melhorar, como oferecem sugestões práticas para que isso seja possível. O invejoso não tem essa preocupação. Ele quer ressaltar as suas falhas, e não que você as corrija. Outra diferença é que a crítica construtiva é feita em particular, mas o invejoso gosta de criticar em público, expondo e humilhando o indivíduo.

8.Não dê ao invejoso mais poder do que ele pensa que tem

Se você sente que alguém o inveja, continue fazendo o bem e sendo feliz. Não deixe de viver o seu sucesso e a sua felicidade. Se você começar a se privar da sua vida, acabará concedendo aos invejosos o poder que eles pensam que têm — mas que não têm de fato! Se alguém o inveja, é sinal de que você está no caminho certo, pois ninguém inveja quem não conquista nada. Siga o seu caminho e dê o seu melhor para que as vitórias continuem chegando. Quem inveja não vai longe!

A inveja, concluindo, é um sentimento comum, mas que não deve ser alimentado. Ela surge em algumas ocasiões, mas devemos entendê-la como um sinal: há alguma insatisfação na minha vida que precisa ser resolvida. Assim, a inveja diz muito mais sobre o invejoso do que sobre a pessoa invejada. Que você saiba sempre lidar com essa emoção, tanto ao senti-la quanto ao perceber que outras pessoas a sentem em relação a você!

E você, querida pessoa, como lida com a inveja? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!