O toque físico é uma linguagem do amor. Por meio dele, expressamos os nossos sentimentos promovendo um contato de pele na pele com a pessoa amada. Esse tipo de toque sempre deve ser consensual, não devendo jamais ser feito sem permissão da outra parte.

No caso dos casais, é plenamente possível expressar amor por meio dessa linguagem corporal. Os beijos, os abraços e até mesmo um simples passeio de mãos dadas favorecem essa troca de intimidade.

Esses gestos nos aproximam cada vez mais da pessoa amada, estreitando a distância física e promovendo, paralelamente, uma conexão emocional e espiritual. Por isso, o toque físico é uma das 5 linguagens do amor, descritas pelo autor, pastor e filósofo estadunidense Gary Chapman. Neste artigo, vamos compreender melhor os benefícios dessa linguagem!

As 5 linguagens do amor

As 5 linguagens do amor é o título do best-seller de Chapman. Ao longo das páginas dessa obra, o autor cita que cada pessoa expressa o seu amor pelas pessoas de diferentes maneiras, às quais chamou de “linguagens do amor”. Essas linguagens são: palavras de afirmação, atos de serviço, tempo de qualidade, toque físico e troca de presentes.

Ainda de acordo com Chapman, essas 5 linguagens podem ser utilizadas por absolutamente qualquer pessoa. Todavia, o mais comum é que cada indivíduo escolha uma ou outra linguagem para comunicar os seus sentimentos com mais frequência do que as outras. Isso depende da personalidade da pessoa e das suas preferências individuais.

No caso da linguagem do amor manifestada pelo toque físico, estamos falando do contato pele com pele, mão com mão, braço com braço, rosto com rosto, lábios com lábios. O toque e o abraço são meios de demonstrar carinho e proteção, desde a mãe que acolhe o seu filho recém-nascido. Na idade adulta, os beijos e os abraços são demonstrações de carinho, mas que devem sempre ser consensuais, caso contrário, tornam-se atos invasivo e desrespeitosos, que podem causar muitos problemas.

Como podemos expressar o amor por meio do toque físico?

PSC Renascimento

Confira, na sequência, alguns meios pelos quais podemos expressar os nossos sentimentos em relação à pessoa amada com essa linguagem corporal!

1. Caminhe de mãos dadas

Andar de mãos dadas é um hábito que temos desde a infância, quando os pais, mães e irmãos mais velhos nos conduzem assim para nos proteger. Na idade adulta, ressignificamos esse gesto, como um meio de comunicar confiança, carinho e amor. É uma forma de dizer “eu estou com você, e você está comigo”. Esse gesto expressa a toda a sociedade que aquelas duas pessoas estão unidas por um laço de amor. Por isso, caminhe dessa forma ao lado da pessoa amada, mesmo que esteja apenas indo à padaria.

2. Abrace sempre que possível

O abraço é uma das mais poderosas linguagens corporais. Por meio dele, aproximamos os nossos braços, rostos e corações. É um gesto de ternura, praticado entre amigos, familiares e namorados. Diversos estudos têm comprovado que o abraço potencializa a produção de alguns hormônios associados à sensação de bem-estar. Essas substâncias reduzem o estresse e geram mais confiança e carinho pela outra pessoa. Por isso, abrace aqueles a quem você ama sempre que possível.

3. Beije

O beijo também é uma manifestação de carinho promovida pelo toque físico. Familiares e amigos mais íntimos podem cumprimentar-se uns aos outros com beijos na bochecha. Pais e mães podem manifestar esse carinho beijando a testa dos seus filhos. Já os namorados beijam os lábios da pessoa amada como forma de expressar o amor e o carinho que sentem um pelo outro. Portanto, os beijos têm formas e significados diferentes, mas, cada um ao seu estilo, todos são linguagens de amor.

4. Converse com olhos nos olhos

Já que o assunto é a linguagem corporal, também vale a pena falar da importância dos olhos nos olhos. Nesse caso, não estamos falando de um toque físico concreto, mas podemos entender que os olhares se encontram, promovendo o chamado contato visual. Esse tipo de olhar favorece uma comunicação mais intensa, transparente e verdadeira. Quem evita olhar nos olhos dos outros geralmente é quem mente. Portanto, conversar com olhos nos olhos também favorece a confiança e o amor.

5. Acaricie

Quem é que não gosta de receber carinho, não é mesmo? Uma massagem relaxante nos ombros, um toque delicado no rosto, carícias com os dedos por entre os cabelos… Todos esses gestos são manifestações de carinho que o toque físico promove. Desde que haja intimidade suficiente entre as pessoas envolvidas e consenso nesses gestos, eles representam exatamente essa proximidade e essa ternura que une as pessoas. O carinho físico gera calma, relaxamento, confiança, amor, paz e afeição.

6. Durma abraçado com a pessoa amada

Você sabia que até mesmo a hora de descansar ou de dormir pode ser um ótimo momento para expressar o seu amor? Quem é que não gosta de dormir na posição de “conchinha” com a pessoa amada? Ou de assistir a um filme romântico com a cabeça no ombro do namorado na sala de casa ou do cinema? Pois é, esses momentos também geram mais união entre as pessoas, de modo que todas as carícias citadas acima servem para que elas expressem o que sentem umas às outras com clareza!

A linguagem do amor do toque físico, portanto, é a mais prática e direta das linguagens, justamente porque utiliza o que há de mais pessoal em cada um de nós: o próprio corpo. Contudo, é justamente por esses motivos que essa é a linguagem que mais necessita de cuidados, como o respeito à intimidade e a procura pelo que é consensual. Essa demonstração mais intensa e prática de amor não pode ser invasiva e desrespeitosa.

E você, ser de luz, de que maneiras expressa o seu amor pela pessoa amada, por meio da linguagem do toque físico? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!