Os presentes são a materialização dos sentimentos que desenvolvemos por alguém. Esse processo é muito positivo, pois tanto quem recebe quanto quem dá um presente se sentem felizes com essa manifestação de carinho. Por isso, a troca de presentes é apontada como uma das linguagens do amor, conforme a obra do autor, pastor e filósofo estadunidense Gary Chapman.

O presente não deve ser visto como uma iniciativa puramente materialista, que visa à “compra” do amor de alguém. Na verdade, o valor do presente está muito mais na lembrança e na demonstração do quanto as pessoas conhecem o gosto umas das outras do que no valor do produto em si. Neste artigo, vamos entender por que a troca de presentes é uma linguagem do amor!

As 5 linguagens do amor

As 5 linguagens do amor é o nome do livro internacionalmente conhecido de Chapman. Ao longo dos capítulos, ele defende a tese de que cada pessoa faz uso de distintas estratégias para expressar as suas emoções, especialmente para afirmar o seu amor. Essas estratégias, conhecidas como as 5 linguagens do amor, são: palavras de afirmação, atos de serviço, tempo de qualidade, toque físico e troca de presentes.

Chapman defende que todo ser humano carrega dentro de si essas 5 linguagens, mas que cada pessoa tende a utilizar uma ou outra com mais frequência. Isso se deve ao fato de que cada personalidade é única, de modo que as pessoas recorrem aos meios com os quais estiverem mais familiarizados para demonstrar o seu amor.

No caso dos presentes, estamos falando de objetos físicos ou de experiências que são proporcionadas às pessoas amadas como um reconhecimento do seu valor. São demonstrações materiais de amor, mas sempre considerando que o objeto em si não vale mais do que o sentimento. Assim, o mais importante em um presente não é o valor monetário que ele tem, mas o significado que a ele é atribuído. Um bom presente, portanto, demonstra o quanto conhecemos bem a pessoa presenteada, que se sente feliz com a lembrança!

Como podemos expressar o amor por meio dos presentes?

Confira, na sequência, algumas dicas para que você possa expressar os seus sentimentos em relação à pessoa amada com presentes!

1. Conheça a personalidade e o gosto da pessoa

PSC Renascimento

Se a pessoa amada tem uma personalidade forte e cheia de atitude, talvez um perfume doce e suave não seja a melhor escolha, não acha? É interessante que a escolha do presente reflita o quanto você conhece a pessoa que será presenteada.

Dessa forma, tenha em mente que o presente não deve agradar a você, mas sim atender ao gosto da pessoa amada. Por isso, pense sempre nos gostos e características predominantes na personalidade do indivíduo. Isso o ajudará a escolher algo de que ele(a) realmente goste!

2. Fique atento aos desejos e sonhos do amado

Fique atento à pessoa quando ela afirma que sonha em fazer tal coisa ou que adoraria ter tal produto. Essas frases são a deixa para que você saiba qual caminho seguir na hora de comprar um presente. Fique de olho também nas lojas que a pessoa frequenta e nos itens que fazem os olhos dela brilhar quando passa pela vitrine.

Nesse sentido, lembre-se também de que um bom presente não necessariamente é um produto físico. Você pode realizar o sonho da pessoa de conhecer uma cidade ou um país determinado, ou então de levá-la ao show da banda favorita dela!

3. Pense em algo útil

Imagine, por exemplo, que o seu cônjuge seja apaixonado por academia. Que tal dar a ele uma roupa nova ou um tênis bacana, especialmente feitos para a prática esportiva? Isso não apenas revela que você conhece a rotina e o gosto do amado, como também que você é capaz de escolher um bom produto pela sua utilidade.

Um presente útil pode ser escolhido com base em diversos critérios: esportes, itens domésticos, instrumentos para o trabalho, materiais para os estudos, enfim, algo que seja benéfico no dia a dia da pessoa amada. Apenas não se esqueça de unir à utilidade um significado romântico ao item em questão.

4. Escolha algo com um significado bacana

Por falar em significado, esse item pode ser um dos mais importantes na hora de presentear alguém. Uma colar com um coração dourado pode ser um presente muito bacana para qualquer pessoa. Contudo, um colar com um coração dourado exatamente igual ao que a mãe falecida da pessoa amada costumava usar, por exemplo, certamente terá um significado muito mais profundo.

Portanto, verifique a capacidade de atribuir aos objetos comprados um significado maior. Fazer um passeio em um parque pode ser gostoso, ainda mais se esse parque for o local em que o casal se conheceu. Mostre o quanto você conhece a história da pessoa!

5. Faça você mesmo

Outra dica bacana é customizar o presente. Quando você mesmo faz o item, é mais fácil demonstrar o amor, o carinho e a criatividade, já que você estará investindo o seu tempo e os seus dons artísticos para encantar a pessoa.

Aqui, o céu é o limite: você pode fazer peças de roupas customizadas, camisetas estampadas, pinturas, desenhos, artesanato, poemas, álbuns de fotos, enfim, algo bem criativo e que tenha a ver com a história do casal. O bacana dessas soluções customizadas é que elas revelam o quanto conhecemos a pessoa amada e o quanto podemos atribuir mais importância a coisas simples do que a presentes caríssimos, mas sem o mesmo significado.

Coloque as dicas acima em prática e adote essa linguagem do amor. Assim, você surpreenderá a pessoa amada com um presente criativo, original, personalizado e com um significado profundo. Pense na personalidade do cônjuge e adquira ou produza um presente compatível com esse estilo de vida!

E você, querida pessoa, quais critérios utiliza na hora de comprar/fazer um presente que represente o amor que você sente? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!