Parece ser um consenso o fato de o trabalho ser visto por muita gente como um sacrifício. A segunda-feira é tida por muitos como uma inimiga natural da felicidade. Todavia, se observarmos bem, certamente encontraremos pessoas que se consideram muito felizes com as suas vidas profissionais e que sentem prazer em trabalhar.

Mas o que essas pessoas têm de diferente da maioria? Como conseguem ter esse prazer e esse sucesso que tantos perseguem, mas que poucos parecem alcançar? Na verdade, essas questões são muito mais internas do que objetivas. Tudo depende do significado que atribuímos ao trabalho, do propósito que temos por trás dele, da relação que estabelecemos com o tempo e da nossa capacidade de multiplicar riquezas.

Longe de ser uma receita de bolo, esses “ingredientes” todos se apresentam em uma delicada dinâmica, que você vai conferir a seguir!

O trabalho e o seu significado

Talvez para a maior parte da população, o trabalho seja visto como uma série de atividades mecânicas, que permitem que a pessoa receba em troca um valor financeiro necessário ao seu sustento e da sua família. É claro que essa definição é importante, afinal de contas, o dinheiro é fundamental para viver.

Todavia, o trabalho também pode ser visto com significados mais profundos, que nos ajudam a estabelecer com ele uma relação mais positiva. Você já parou para pensar que o seu trabalho, seja ele qual for, é a representação de como você pode ser útil para a sociedade? É uma expressão genuína dos seus conhecimentos, talentos e habilidades? É uma ponte poderosa entre você e o mundo?

Quando uma pessoa consegue entender a sua atividade profissional a partir desses fatores, ela estabelece com o trabalho uma relação mais positiva, que vai além do ganha-pão. Isso desperta um valioso senso de propósito, que faz as segundas-feiras mais agradáveis e a relação com o tempo menos sacrificante.

Chronos e Kairós

PSC Renascimento

Por falar em tempo, você já percebeu como esse conceito é relativo? Um dia de férias é muito pouco, mas um dia de trabalho é visto pelas pessoas como algo extremamente cansativo, por exemplo. Para evidenciar essa relatividade do tempo, os gregos antigos se utilizavam de dois personagens da sua mitologia: Chronos e Kairós.

Chronos é a personificação do tempo objetivo, aquele que o calendário e o relógio registram de forma igualitária para todos nós. Já Kairós é a percepção psicológica do tempo decorrido, marcada pela qualidade e pela significância atribuída a ele. É por isso que algumas pessoas trabalham 10 ou 12 horas por dia sem esforço, enquanto outras trabalham 6 ou 7 e chegam ao fim do dia exaustas.

Aqui, não estamos julgando a natureza do trabalho, sabendo que algumas atividades de fato precisam de cargas reduzidas. Entretanto, podemos entender que aqueles que identificam um propósito concreto nas suas tarefas profissionais podem ver o tempo passar mais depressa e de forma mais leve.

Quando alguém pensa que o seu trabalho desperta um senso de utilidade, expressa os seus talentos, realiza o seu propósito e ainda beneficia a si e a sua família, consegue atribuir ao tempo um significado mais profundo.

A sonhada produtividade

Ainda falando na relação que estabelecemos com o tempo, podemos entender que o sucesso profissional depende, em grande parte, da nossa produtividade. Esse conceito consiste na relação entre aquilo que produzimos e o tempo decorrido. Assim, se você fabrica 10 produtos em 2 horas, e o seu colega fabrica 8 nesse mesmo tempo, é fácil entender que você é mais produtivo do que ele.

Por isso, a produtividade não se refere apenas à quantidade de horas que você fica trabalhando, mas sim ao que você faz nessas horas. Trabalhar muito nem sempre significa ter bons resultados. Se você passa 10 horas do dia fazendo uma atividade, e um concorrente com métodos mais avançados executa essa atividade em apenas 6, é claro que ele terá resultados superiores aos seus.

Por isso, quem trabalha de forma inteligente consegue multiplicar as suas capacidades e talentos. É como se o dia dessas pessoas tivesse 48 horas, em vez de 24. Não é o Chronos que foi alterado, mas o Kairós, ou seja, a nossa capacidade de aproveitar esse tempo. Por isso, o sucesso profissional depende de motivação, missão, energia, vitalidade, organização, planejamento estratégico e inteligência, mais do que “trabalho duro” sem propósito.

Multiplicação de riquezas

Quem multiplica o seu tempo multiplica as suas riquezas. Para que isso seja possível, é preciso desenvolver algumas características, como motivação, foco e estratégia. Mas será que você compreende o significado real dessas palavras?

  • Motivação: é a força interior que nos anima para agir. No trabalho, ela depende da sua percepção de utilidade, dos propósitos que você tem por trás da sua atividade profissional e do prazer que você é capaz de sentir enquanto a executa.
  • Foco: é a capacidade de concentrar-se em uma coisa de cada vez, definindo prioridades. Você não será um arquiteto de sucesso se quiser estudar medicina ao mesmo tempo. É preciso fazer escolhas e definir prioridades.
  • Estratégia: é o ato de planejar a realização das suas tarefas, encontrando as formas mais produtivas de desenvolvê-las. É o caso daquele empreendedor que sabe que vende mais pela internet do que com um ponto de vendas físico. Estratégia é analisar as opções existentes, ler os dados e selecionar o caminho potencialmente mais vantajoso.

Com essas três “ferramentas”, podemos multiplicar o nosso dia e, consequentemente, multiplicar as nossas riquezas. É como se houvesse 2 ou 3 de você trabalhando em prol do alcance das suas metas. Isso eleva a nossa intensidade e altera as nossas percepções do que de fato é “trabalhar muito” ou “trabalhar pouco”.

Como você pode notar, o trabalho, a produtividade e até mesmo o tempo são conceitos relativos. Tudo depende da forma como você lida com esses fatores e do significado que atribui a cada um deles. Portanto, o segredo do sucesso profissional está na sua mente. Conheça a si mesmo e descubra do que você é capaz!

E você, querida pessoa, como lida com o conceito de trabalho e com a pressão do tempo? Como consegue alcançar resultados cada vez melhores? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!