Querida pessoa, queremos começar este artigo com algumas perguntas. A primeira delas é: quais são os tipos de organograma que você usa no seu negócio? Aliás, você sabe para que serve um organograma?

Trata-se de uma ferramenta de gestão criada em 1856 por um administrador de ferrovias, o americano Daniel McCallum. Na prática, organograma é uma espécie de gráfico que funciona como uma grande teia que reúne informações importantes no que tange à hierarquia de pessoas e trabalho de uma empresa.

O organograma ajuda a empresa a se conhecer. Com ele, é possível visualizar de maneira clara e detalhada as características e o modelo organizacional da empresa, o que ajuda a compreender melhor a sua hierarquização e como o trabalho de cada colaborador se encaixa com as necessidades da organização.

Para deixar isso mais claro, este tipo de gráfico reúne informações que são dispostas em blocos hierárquicos, sempre partindo do maior para o menor, ou seja, dos líderes (presidente, diretores, gerentes) para os liderados e suas funções e cargos.

Ao longo do tempo, diferentes tipos de organograma foram desenvolvidos, de modo que cabe a cada empreendedor identificar o mais compatível com a sua empresa. Neste artigo, você vai conhecer 8 tipos bastante utilizados, além dos benefícios de utilizar um organograma. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

CONHEÇA 8 TIPOS DE ORGANOGRAMA IDEAIS PARA A SUA EMPRESA

Se você ainda não tem um organograma para gerenciar a sua empresa, separamos aqui 8 tipos que podem fazer a diferença na gestão do seu negócio. Confira!

1 – ORGANOGRAMA CLÁSSICO

PSC Renascimento

Este é o tipo de organograma mais popular. O modelo é construído em forma de retângulo e posicionado na vertical. Neste organograma, são apresentadas informações importantes, tais como:

  • as hierarquias e as suas definições;
  • o fluxo de comunicação entre cargos e funções;
  • a estrutura das atividades entre os setores.

2 – HORIZONTAL

Neste modelo de organograma – que é diferente do modelo acima – o sentido é diferente. No organograma horizontal, informações sobre a hierarquia não são relevantes. Este tipo de organograma traz informações setorizadas. Vale destacar que este organograma é ideal para empresas de pequeno e médio porte.

3 – INFORMACIONAL

O organograma informacional é aquele que apresenta, de forma minuciosa, um completo leque de informações relacionadas a determinado departamento ou âmbito da organização. Ele contem não apenas os cargos ocupados pelas pessoas, mas também o setor a que pertencem e um breve descritivo acerca das suas funções principais.

4 – SETORIAL

Este é um tipo de organograma que apresenta as informações de maneira organizada e estruturada, conforme determinado setor da empresa. Pode mostrar os dados do setor financeiro; administrativo; de vendas ou marketing, por exemplo. Este tipo de organograma é válido para empresas grandes e com setores que possuem grandes fluxos de tarefas, de modo que cada departamento tenha a sua própria estrutura.

5 – LINEAR DE RESPONSABILIDADE

Como o nome sugere, o organograma linear de responsabilidade apresenta a comunicação em linhas cruzadas, que podem, por exemplo, apresentar as funções ou atividades na empresa e indicar, por meio de marcação, quais são os profissionais responsáveis por elas. Apresenta o fluxo de trabalho e os cargos envolvidos em cada tarefa.

6 – EM BARRAS

Neste organograma em barras, cada coluna é elaborada dentro de um retângulo posicionado na vertical e conforme a hierarquia.  Assim, a barra maior é do presidente, seguida pela do diretor, gerente, supervisor, coordenador e por aí vai. Quanto maior a posição, maior a barra.

7 – RADIAL OU CIRCULAR

Entre os tipos de organograma, este modelo é um pouco mais ousado e traz as informações setorizadas num gráfico circular, separado em cores específicas que descrevem cada área, cargo e função. Nele, os principais responsáveis pelas demandas ficam no centro e os demais ao redor deles.

8 – MATRICIAL

O organograma matricial é muito utilizado para apresentar as áreas da empresa que podem trabalhar juntas em determinado projeto e é também muito usado por consultores para ilustrar as partes de um trabalho. Esse organograma não é definitivo, sendo mais utilizado para representar as equipes que vão compor projetos pontuais.

VANTAGENS DE UTILIZAR O ORGANOGRAMA NA GESTÃO

Depois de listar os vários tipos de organogramas, fica a pergunta: quais são as vantagens e benefícios que o organograma pode trazer para a sua empresa? Listamos aqui as principais vantagens que mostrarão a importância do organograma. Confira!

  • Informações organizadas;
  • Visão sistêmica;
  • Exibição dos pontos de melhoria e dos pontos de qualidade;
  • Envolvimento dos colaboradores;
  • Processos padronizados.

COMO CONSTRUIR ESSAS ESTRUTURAS VISUAIS?

Por fim, para construir os seus organogramas, ilustrar as hierarquias, apresentar as informações e potencializar a gestão do seu negócio e dos seus projetos, é importante saber estruturá-los com clareza. Uma boa dica é usar a ferramenta do Excel, pois possui até mesmo modelos prontos, que facilitam muito a vida de quem ainda não domina bem essa metodologia. O Microsoft PowerPoint também apresenta essa função.

Outra dica é procurar ferramentas de gestão online e aplicativos. Muitos estão disponíveis na internet de maneira gratuita ou com preços acessíveis. Existem também tutoriais que podem ajudar você e os seus liderados a implementar e estruturar o organograma ideal para a sua empresa. O importante é buscar informações para que o organograma seja construído de maneira que atenda às expectativas e necessidades da sua empresa.

Que este artigo possa contribuir de maneira positiva e efetiva com o sucesso da sua empresa. Que ele faça a diferença na sua gestão e permita que você alcance resultados extraordinários!

Agora, conte-nos: a sua empresa tem algum organograma? Qual é o modelo adotado pela sua organização? É algum dos tipos citados acima? Utilize o espaço a seguir para contar a sua experiência e deixar a sua opinião sobre este assunto. Além do mais, se este conteúdo o ajudou de alguma maneira, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!