Qualquer pessoa, mesmo das mais experientes, enfrenta desafios no trabalho. Expor um pensamento em uma reunião, confrontar a ideia de um superior, trabalhar com um colega difícil de lidar, conduzir uma negociação com um cliente e fazer algo pela primeira vez são alguns exemplos desses desafios.

Por mais difíceis que eles sejam, superá-los pode ser, muitas vezes, a maneira para que possamos crescer na carreira que escolhemos. Sendo assim, precisamos aprender a lidar com a insegurança quando ela surge na vida profissional. Na sequência, você vai conferir 8 dicas práticas para enfrentar esse problema. Preparado? Então, siga em frente e boa leitura!

1. Entenda o que as pessoas esperam de você

Qual é o seu cargo? Qual é o seu departamento? Quais são as suas atividades básicas no trabalho? Quais são as competências técnicas e comportamentais que você deve ter para ser bem-sucedido? O que as pessoas esperam de você em seu ambiente de trabalho?

Responda a essas perguntas com clareza antes de iniciar qualquer projeto. Você não precisa saber tudo antes de aceitar um emprego, afinal de contas, a experiência também pode ser uma fonte de aprendizado. No entanto, evite os projetos para os quais você não estiver minimamente preparado.

2. Prepare-se para os desafios

Conhecendo bem o que é esperado de você e tendo aceitado o desafio, prepare-se adequadamente para ele. A melhor maneira de vencer a insegurança é se preparando, o que vale para concursos, avaliações, reuniões, negociações, apresentações, e por aí vai.

Na vida profissional, isso inclui não apenas o preparo para as atividades pontuais, mas também o desenvolvimento do indivíduo como um todo. Por isso, nunca deixe de estudar, atualize os seus saberes, realize cursos complementares, participe dos treinamentos e eventos da sua área e esteja sempre atento às tendências do seu setor de atuação.

3. Fale o que pensa em grupos reduzidos

Muitas vezes, a insegurança na vida profissional aparece não quando estamos realizando uma atividade, mas quando temos que expor os nossos pensamentos e conclusões às outras pessoas, como aos supervisores em uma reunião de departamento.

PSC

Se esse for o seu caso, entenda que algumas pessoas são mais introspectivas mesmo, e não tem problema. Você pode chamar o seu chefe em particular após a reunião para expor a sua ideia. Se preferir, pode “treinar”, dizendo o que pensa a grupos reduzidos de colegas em quem você confia, antes de comunicar o que deseja a todo o departamento/empresa.

4. Peça ajuda quando necessário

Ser seguro de si não significa ser perfeito, não errar ou não depender dos outros. Desmistifique essa ideia. Assim, sempre que sentir necessidade, peça a ajuda dos seus colegas. Você também poderá retribuir, auxiliando-os quando eles necessitarem dos seus saberes.

É preferível pedir ajuda e entregar um trabalho correto do que fingir que sabe (por vergonha de solicitar auxílio) e acabar tendo um desempenho insatisfatório. Isso sim seria terrível e destruiria ainda mais a sua segurança sobre si mesmo. Portanto, conheça os seus colegas e identifique quem possa ajudar você nos momentos de maior complexidade.

5. Desenvolva uma visão sistêmica em seu ambiente de trabalho

Uma visão sistêmica é aquele que abrange o todo, e não apenas a parte em que você está envolvido. No ambiente de trabalho, desenvolver essa visão significa entender não apenas as suas responsabilidades, mas também as funções dos seus colegas, as relações entre os departamentos da empresa e como o trabalho flui por todos eles.

Quanto mais você conhecer as características fundamentais do seu local de trabalho, mais autoconfiante se sentirá na hora de agir. Além disso, esse conhecimento permitirá que você analise as situações por diferentes pontos de vista, o que tende a aumentar a sua chance de fazer escolhas eficazes.

6. Comunique-se

A comunicação é o meio pelo qual as pessoas compartilham o que pensam umas com as outras e transmitem informações. Quanto mais bem informada uma pessoa estiver, mais segura e autoconfiante ela estará. Decisões e ações baseadas em informações têm mais chances de produzir bons resultados.

Sendo assim, conheça as pessoas que trabalham com você, ouça o que elas têm a dizer e compartilhe informações com elas. A construção de bons relacionamentos com os seus colegas vai fortalecer a sua confiança e também facilitar o seu acesso à informação. A agilidade e a eficiência são resultados de uma comunicação próxima e clara, isto é, sem ruídos.

7. Conheça a si mesmo e enfrente os seus medos

Mergulhar no autoconhecimento significa conhecer profundamente a pessoa com quem você mais convive: você mesmo. Sendo assim, analise as suas atitudes, os seus pensamentos e os seus sentimentos. Isso permitirá que você identifique os seus pontos fortes, os seus pontos que precisam de melhorias, os seus medos, os seus sonhos, enfim, tudo aquilo que faz parte do seu ser.

Quanto mais você tiver esse tipo de conhecimento, mais será capaz de utilizar as suas forças a seu favor e de agir no sentido de resolver as suas “fraquezas”. O . autoconhecimento também permite que você saiba quando dizer “sim” a um desafio e quando dizer “não” a ele.

8. Não tenha medo de errar

Por fim, lembre-se de que ninguém é perfeito. Você pode e deve dar o melhor de si em tudo aquilo que fizer no seu trabalho. Contudo, entenda que todo mundo erra de vez em quando. É claro que você não deve ser irresponsável ou imprudente, mas também precisa ser minimamente tolerante consigo mesmo.

Os erros podem ser indícios de que você está tentando algo diferente para sair da zona de conforto. Isso é um bom sinal, pois, analisando as suas falhas, você identifica o que deve ser corrigido até que encontre um jeito certo de agir. Portanto, em vez de lamentar os seus erros, extraia deles o máximo possível de aprendizados para encontrar a resposta certa.

As 8 dicas acima não são assim tão simples de serem colocadas em prática, afinal de contas, demandam mudanças de pensamento e de atitude, o que leva algum tempo para se concretizar. Contudo, se você realmente estiver disposto a se tornar uma pessoa que enfrenta a insegurança no trabalho, adotar essas recomendações na sua rotina é uma ótima maneira de começar. Sucesso!

E você, ser de luz, como tem enfrentado a insegurança na vida profissional? Tem mais alguma dica que gostaria de acrescentar? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas dicas a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!