A fé que cada pessoa tem é algo extremamente individual. A presença de uma divindade, por exemplo, é sentida por cada um de uma forma muito particular. O nome que damos a essa força sobrenatural que, de alguma maneira, interfere nas nossas vidas, também pode variar muito; dependendo do lugar, da cultura e da tradição religiosa em que fomos criados.

O que não se pode negar é que Deus nos levanta. Sim, a presença divina nos concede saúde, paz, força e motivação em cada amanhecer, de modo que possamos sair da cama e realizar tudo aquilo que planejamos, sonhamos e objetivamos.

Mas o que acontece quando Deus te levanta? Como esse processo ocorre? O que ganhamos em ter fé em algo maior do que nós? É o que você vai descobrir a seguir. Siga em frente e tenha uma ótima leitura!

Visão realista das adversidades

Em primeiro lugar, a presença divina se manifesta quando uma pessoa desenvolve uma visão realista das adversidades. Isso ocorre quando essa pessoa coloca os pés no chão e compreende que a vida é feita de altos e baixos, ou seja, de momentos ótimos e de momentos mais difíceis e problemáticos.

Essa visão realista nos mantém em equilíbrio: conscientes o suficiente para resolvermos os nossos problemas, mas não desesperados a ponto de perdermos a alegria de viver. Ela desperta em nós a consciência de que Deus não nos dá problemas impossíveis de resolver, mas sim congruentes com as nossas capacidades.

Arrependimento e perdão

Quando Deus nos levanta, Ele também nos chama a um exame de consciência. Como tem sido a vida que você tem levado? Você tem cuidado de si mesmo? Do seu corpo? Da sua mente? Da sua casa? Do seu trabalho? Da sua família? Dos seus amigos? Ou tem vivido de forma desregrada e sem qualquer compromisso com o outro? Ou com o futuro?

PSC Renascimento

Ações têm consequências, e é preciso aceitar isso. Assim, quando Deus te levanta, Ele também faz com que você perceba as coisas que você tem feito que não o estão ajudando no alcance dos seus objetivos. Isso gera arrependimento, mas também perdão. É um ponto de partida para que novos caminhos, mais profícuos, sejam escolhidos!

Novos desafios

Engana-se, porém, quem pensa que a vida de quem segue a Deus é mais fácil. Na verdade, a presença divina nos concede desafios justamente para que possamos desenvolver conhecimentos, habilidades, competências e valores. É na adversidade que provamos o nosso valor e progredimos consideravelmente.

É como estudar matemática: precisamos resolver problemas para evoluir e efetivamente fixar os aprendizados. Assim também funciona na vida. Deus permite que os problemas existam para que nós mesmos possamos descobrir a nossa força e a nossa inteligência. É assim que ele nos levanta.

Desenvolvimento de um coração semelhante ao de Deus

Quando passamos por essas provações, temos duas opções: cair e desistir ou cair e aprender. Quem cai e desiste diz que é impossível ser feliz e ainda condena a felicidade alheia. Já quem cai e aprende com o erro reúne energias para tentar de novo, até que uma hora acerta e, consequentemente, se alegra.

É claro que Deus nunca desiste de ninguém e sempre supervisiona os seus filhos. No entanto, também cabe a cada um de nós superar esses desafios com um coração semelhante ao de Deus — um coração cheio de coragem, amor, alegria, vontade de viver, aprendizado, humildade, altruísmo, empatia, paciência e resiliência.

Capacidade de superação

Quando Deus atende às nossas orações, Ele não necessariamente vai diminuir os problemas ou abrandá-los. O que geralmente ocorre, na verdade, é uma intensificação da fé e do ânimo do próprio indivíduo. No meio do caminho, quando estamos enfrentando as batalhas da vida, acabamos percebendo o quanto já evoluímos.

Se você olhar para alguns anos atrás na sua vida, com certeza perceberá que você tinha dificuldades em fazer certas coisas, que hoje já não existem. Não foi a vida que ficou mais fácil, mas a sua capacidade de superação que foi fortalecida. Naturalmente, isso depende da sua fé, da sua inteligência, da sua persistência e do seu aprendizado contínuo.

Sofrimentos e fatos aparentemente sem sentido

Quando Deus nos levanta, sentimos que a vida também alcança um novo patamar, o que, no mundo do coaching, chamamos de saída da zona de conforto. Tudo aquilo que Ele nos dá é para nos levar à evolução. Portanto, se você tem adquirido conhecimentos, experiências, habilidades e valores, saiba que a vida vai pedir que você coloque tudo isso em prática em algum momento.

É como um aluno que já aprendeu tudo o que tinha para aprender no 2º ano. Ele passará para o 3º, onde os desafios serão maiores e exigirão dele mais competências. Por isso, temos a impressão de que a vida ficou mais difícil ou de que os problemas cresceram, causando sofrimento e incompreensão. “Se eu estou fazendo tudo certo, por que as dificuldades não param de aumentar?”.

Na verdade, tudo isso é autorizado por Deus, que tem acompanhado o seu progresso e sabe que você dará conta do recado (ainda que você mesmo não tenha se dado conta disso!).

Sustentação emocional

Ao mesmo tempo em que somos desafiados e estimulados a todo instante, Deus também nos ampara emocionalmente. Viver não é fácil, mas também não é impossível. Como citamos, trata-se de uma sucessão de altos e baixos, em que devemos ter paciência nos declives e aproveitar a vista nas subidas.

Nessa montanha russa, devemos pedir a Deus serenidade para lidar com as coisas que fogem do nosso controle, coragem para mudar as coisas que dependem de nós e sabedoria para discernir umas das outras. É desse equilíbrio emocional que vem a força divina nas nossas vidas.

Concretização do propósito

Por fim, depois de todas as etapas anteriores, quando Deus nos levanta, Ele nos permite finalmente a concretização do nosso propósito de vida. Ninguém foge do seu próprio destino, do seu chamado, da sua vocação. Mesmo que o mal tente e que o inimigo queira nos prejudicar, o que é verdadeiramente nosso, cedo ou tarde, vai nos encontrar.

A Bíblia está cheia de exemplos do tipo: José do Egito, Moisés, Rei Davi e o próprio Jesus Cristo passaram por inúmeras adversidades e sofrimentos. No entanto, pacientes e inteligentes, acumularam sabedoria até concretizarem as suas respectivas missões de vida. Esse é o chamado divino para cada um de nós.

Concluindo, permita sempre que Deus o levante. Deposite nEle e em si mesmo a sua fé, a sua confiança e a sua serenidade. Assim, os dias serão mais leves, não porque os problemas vão acabar, mas porque as suas capacidades e competências serão cada vez mais fortalecidas, gradativamente. Sucesso!

E você, querida pessoa, como percebe que Deus está te levantando nas situações do dia a dia? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!