Quando uma pessoa define uma meta e começa a agir no sentido de alcançá-la, é muito comum que surja um sentimento específico e negativo: o medo de falhar. Todo objetivo é incerto, pois há riscos que comprometem o seu alcance. Por isso, é natural que as pessoas se deparem com esse medo de não alcançar o sucesso.

Entre os sintomas mais comuns desse medo estão: preocupação excessiva com a opinião alheia, questionamento constante sobre as próprias capacidades, sentimento de ser uma fraude e perda de autoconfiança. Se esses sinais são familiares para você, continue a leitura deste artigo para compreender as consequências do medo de fracassar e conhecer meios de lidar adequadamente com ele. Boa leitura!

Quais são as consequências do medo de fracassar?

É preciso compreender que todo mundo tem medo de fracassar, mesmo as pessoas que parecem mais confiantes. O medo é uma reação natural do ser humano. Ele é uma resposta da nossa mente diante de uma ameaça, o que nos leva a nos prepararmos melhor para enfrentá-la.

Portanto, agradeça ao seu medo por ele ser um grande amigo que o impede de fazer besteira. No entanto, é importante compreender que há um momento em que esse medo deixa de ser funcional e começa a atrapalhar os nossos planos. Quando ele se torna desproporcional à realidade, pode provocar a autossabotagem e a desistência.

Para evitar que isso ocorra com você, separamos algumas dicas a seguir. Coloque-as em prática para que a sua insegurança jamais supere a sua vontade de vencer!

1. Entenda que o fracasso é inevitável, mas não é definitivo

Se você ler a biografia das pessoas mais bem-sucedidas do mundo em absolutamente qualquer área, certamente vai perceber algo em comum: todas elas fracassaram em alguns (ou vários) momentos. Isso inclui até mesmo Santos Dumont e Albert Einstein!

PSC Renascimento

O que essas pessoas fizeram para se recuperar foi reorganizar a sua saúde emocional, refazer os seus planos e começar de novo, com ainda mais garra. Assim, os erros não são a prova de que você deve desistir, mas apenas avisos para que você recalcule a sua rota. O fracasso não é definitivo, a menos que você mesmo escolha seguir outro caminho.

2. Apure as causas dos seus fracassos

Quando você sentir que fracassou em alguma questão de sua vida, assuma o que ocorreu e acolha os seus sentimentos. Nessa hora, é natural sentir-se triste. Contudo, respire fundo e entenda que isso acontece com todo mundo. Em vez de lamentar o ocorrido, canalize as suas energias em entender as origens do erro.

Assim, você conseguirá compreender o que precisa ser diferente na próxima tentativa. Por falar nisso, não seja ansioso nem tenha pressa de vencer. Planeje-se e faça uma coisa de cada vez, progredindo um pouquinho por dia, às vezes mais, às vezes menos.

3. Inspire-se nos exemplos vencedores

Você sabia que Steve Jobs, Walt Disney e Bill Gates sofreram com muitos fracassos? Foram considerados pessoas pouco criativas, sem inteligência suficiente e até mesmo sofreram falências em suas empresas. Isso prova que o fracasso precisa ser desmistificado e compreendido como um elemento que inclusive faz parte do sucesso.

A vantagem de cometer erros é que eles nos indicam o que é certo. É como se houvesse uma série de estradas à nossa frente e, a cada vez que erramos, uma porta se fecha, até que só nos reste o jeito certo de fazer as coisas, ou seja, a porta correta. Portanto, arrisque-se, erre e aprenda o quanto for possível de cada erro. Esses três famosos fizeram isso muito bem.

4. Administre as suas emoções

Como citamos anteriormente, o fracasso desperta emoções negativas, que podem incluir desânimo, desmotivação, tristeza e até mesmo raiva. Por isso, entenda que nenhuma decisão importante deve ser tomada quando esses sentimentos estiverem em alta. É claro que você deve investigar as causas dos seus erros e propor-se a melhorar, mas faça isso apenas quando estiver emocionalmente recuperado.

Dessa forma, quando ainda estiver abalado, faça algo para que você se distraia e se sinta melhor. Dê uma caminhada, converse com um amigo, faça uma pequena viagem, assista a algum filme ou série bacana. Depois que sentir que o calor do momento passou, aí sim reúna as suas energias e retome os seus projetos. Não tenha pressa!

5. Entenda que há males que vêm para bem

Esse é um ditado bastante conhecido e que desperta o nosso otimismo. Se você estiver lidando com erros, fracassos e dificuldades para conquistar os seus sonhos, lembre-se de que as dificuldades engrandecem as conquistas.

Além do mais, entenda é que nas adversidades que percebemos o quanto somos fortes, inteligentes, criativos e resilientes. Nesses momentos delicados, não temos escolha a não ser desenvolver essas qualidades e crescer continuamente. Por isso, lembre-se de que é nas tempestades que um marinheiro mostra e exercita as suas habilidades.

6. Faça recordações positivas do passado e foque no futuro

Se você estiver vivenciando um momento de dificuldade ao lidar com um fracasso, procure lembrar-se do passado. Certamente, você já vivenciou momentos que pareciam não ter saída ou que despertaram em você uma insegurança profunda, mas que não foram derradeiros. Fazer esses resgates das nossas superações do passado nos ajuda a lembrar o quanto somos fortes!

Além disso, tenha visão de futuro. Visualize a si mesmo realizando os seus sonhos e concretizando os seus objetivos. Esses exercícios de visualização nos ajudam a encontrar motivação e canalizar as energias, mesmo nos momentos difíceis. Lembre-se de que perder batalhas não significa perder a guerra.

7. Entenda que o presente é a única coisa que realmente existe

No item anterior, citamos maneiras saudáveis de lidar com o passado e com o futuro. O passado deve ser um lugar de referência, mas não de melancolia. O futuro deve ser um lugar de esperança, mas não de ansiedade.

Assim, tenha em mente que o que passou não pode ser mudado e que o que ainda está por vir depende daquilo que você faz agora. Portanto, o presente é a única coisa que de fato existe e, dessa forma, é o “lugar” em que você deve efetivamente concentrar as suas energias para agir. Sem pressa e fazendo uma coisa de cada vez, tudo voltará aos eixos e você reencontrará o equilíbrio e o caminho das vitórias!

8. Viva com propósito

Por último, mas definitivamente não menos importante, saiba que o processo de superação dos fracassos em busca do sucesso fica muito mais fácil quando fazemos aquilo que amamos.

Se você tirou uma nota baixa na faculdade, por exemplo, mas sabe que aquela é a sua paixão, certamente não será tão doloroso estudar aquele conteúdo novamente e refazer a prova. Contudo, se você passar por essa situação em uma faculdade de direito, sendo que o seu sonho é o jornalismo, aí as coisas ficarão mais difíceis mesmo.

Portanto, encontre as suas paixões, faça o que você ama e lute por seus ideais. Walt Disney sofreu com vários fracassos em sua trajetória, mas ele amava tanto o que fazia que esses erros apenas o motivaram a fazer mais e melhor, até que tornou-se o grande nome da história da animação mundial.

Siga esse exemplo e as dicas acima. Entenda que o fracasso é comum, é normal e não é definitivo. Ele é apenas um convite à reflexão para que identifiquemos os pontos que precisam ser corrigidos antes de encontrarmos o verdadeiro sucesso!

Gostou deste artigo? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além disso, que tal levar esta reflexão a todos os seus amigos, colegas, familiares e a quem mais possa se beneficiar dela? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!