O teste psicométrico é um teste, de diferentes tipos, que tem o objetivo de avaliar os candidatos de um processo de recrutamento e seleção, considerando aspectos comportamentais e habilidades específicas dos candidatos. Ele é aplicado por um psicólogo, que pode ser terceirizado ou que já faça parte do departamento de recursos humanos da empresa.

O objetivo desse teste é verificar se há compatibilidade entre o perfil do profissional e a cultura da organização, analisando também se ele tem a inteligência emocional necessária para ocupar o cargo em questão. Neste artigo, você vai compreender melhor a importância desse teste e os tipos existentes. Siga em frente e boa leitura!

Teste psicométrico: o que é?

O teste psicométrico é um teste, que pode ser de diversos tipos, que tem o objetivo de avaliar o perfil comportamental dos candidatos de um processo seletivo nas empresas. Assim, as organizações conseguem identificar quais são os profissionais com mais chances de ter um bom desempenho naquela empresa e naquela função.

Por exemplo, algumas vagas demandam um perfil mais comunicativo e criativo, de modo que o teste é aplicado nos processos seletivos para verificar os candidatos que têm essas características na sua personalidade e no seu comportamento.

Qual a sua importância?

A aplicação do teste psicométrico como componente dos processos seletivos permite que contratações mais eficazes sejam feitas nas empresas. Entre os benefícios que essa ferramenta oferece, podemos citar:

  • Redução da rotatividade profissional, pois contratações bem alinhadas diminuem o turnover;
  • Maior compatibilidade cultural do profissional com a organização;
  • Aumento da satisfação dos colaboradores, por estarem alocados em empresas e funções compatíveis com as suas competências e personalidades;
  • Melhora no clima organizacional, pois funcionários mais satisfeitos tendem a entrar em conflito com menos frequência;
  • Criação de equipes profissionais mais estratégicas, com competências complementares;
  • Elevação da produtividade, em consequência natural dos tópicos citados acima.

Que tipos de teste psicométrico existem?

1. Teste psicométrico de aptidão

Esse teste é aplicado pelo departamento de RH para verificar se o candidato tem as habilidades cognitivas necessárias para assumir a função. É utilizado para mensurar os diferentes tipos de inteligência do indivíduo em um sistema de pontuação:

  • Capacidade de comunicação e vocabulário;
  • Conhecimentos matemáticos;
  • Raciocínio indutivo e metódico;
  • Raciocínio lógico;
  • Capacidade de detecção de erros;
  • Capacidade de resolução de problemas.

2. Teste de comportamento

PSC Renascimento

Os testes comportamentais são, na verdade, uma categoria que avalia como os indivíduos se comportariam diante de determinadas situações — hipotéticas, mas que simulam possíveis vivências do dia a dia da profissão almejada. A análise de perfil pessoal (PPA) e o teste de atenção concentrada estão entre os principais exemplos dessa categoria.

Esses testes são importantes para verificar em quais áreas e funções os candidatos apresentam maior potencial de sucesso, considerando a sua capacidade de percepção, o seu engajamento, o desenvolvimento dos seus potenciais e a sua adaptação à cultura daquele departamento ou da empresa como um todo.

3. Teste de personalidade

Os testes de personalidade têm o objetivo de identificar quais são os traços mais fortes e os menos evidentes na personalidade de um indivíduo. Dessa forma, a organização consegue verificar a compatibilidade entre esse profissional e a cultura organizacional da empresa, além do seu potencial de desempenho no cargo para o qual está se candidatando.

Entre os testes psicométricos dessa categoria, podemos citar o HTPI (Indicador de Traços de Alto Potencial). É importante citar que não há certo e errado na análise da personalidade das pessoas, mas apenas os traços mais e menos compatíveis com o que a empresa procura para a vaga em questão.

4. Teste de inteligência emocional

A inteligência emocional é uma competência comportamental muito importante para as empresas na atualidade, pois revela a forma como o indivíduo administra as suas emoções e age com elas, sobretudo em momentos de adversidade. Assim, esses testes analisam como o candidato agiria diante de determinados problemas que ele pode vir a vivenciar no dia a dia da profissão escolhida.

Esses testes também analisam a capacidade da pessoa de se comunicar bem com os seus líderes e colegas, além de proporcionar ao departamento de RH uma noção de como a cultura da organização está adequada à realidade atual do mercado.

Quando esse teste deve ser aplicado?

O teste psicométrico, conforme citamos, deve ser aplicado já nas primeiras etapas de um processo seletivo nas empresas, logo que novas vagas são anunciadas. Essa ferramenta gera uma triagem minuciosa nos aspectos comportamentais dos candidatos, já identificando os que mais se aproximam do que a empresa procura.

Todavia, também é possível que as organizações apliquem esses testes aos profissionais que já fazem parte do seu quadro. Assim, elas conseguem identificar as características e habilidades dos seus funcionários e, quando necessário, realocá-los para funções mais compatíveis com os seus perfis.

Como deve ser realizado?

O teste psicométrico pode ser realizado por meio de um questionário online, a ser respondido pelo candidato. Também pode ser aplicado presencialmente por um psicólogo. Alguns desses testes são responsivos, ou seja, as questões aparecem de acordo com as respostas prévias concedidas pelo candidato, gerando uma avaliação mais justa.

A duração dos testes desse tipo varia bastante, dependendo do grau de profundidade que a empresa pretende alcançar. Podem variar entre 10 minutos e 1 hora. Em geral, mensuram a rapidez e a aptidão do candidato, verificando quantas perguntas ele é capaz de responder e qual é a compatibilidade entre as respostas dadas e as expectativas da empresa para a vaga em questão.

Concluindo, o teste psicométrico é uma ferramenta que analisa a personalidade, o comportamento, a inteligência emocional e algumas características dos candidatos, analisando quais deles são mais compatíveis com o que as organizações procuram. São instrumentos muito eficazes para uma seleção mais benéfica às partes envolvidas, desde que aplicados de forma justa e humanizada.

E você, querida pessoa, já realizou algum teste psicométrico durante processos seletivos? Como foi a sua experiência? O que pensa a respeito dessas ferramentas? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!