O livro “As sete dores da alma”, de José Roberto Marques, explora a complexidade da experiência humana, refletindo sobre as diversas feridas emocionais que nos afetam. Nesse contexto, a traição surge como um potente catalisador de dor e confusão. A análise desse fenômeno sob a ótica da Gestalt Terapia, desenvolvida por Fritz Perls, proporciona uma nova perspectiva.

Marques nos apresenta um casal que parece desfrutar de um relacionamento amoroso e estável, até que a esposa descobre a existência de uma segunda família mantida pelo marido. Ela se vê inundada por emoções negativas e a dúvida: “Tudo o que vivemos foi uma mentira? Ele não me amava?”.

Da mesma forma, ele descreve a amizade de dois indivíduos, abalada quando um deles descobre que o outro falava mal dele pelas costas. A traição coloca em xeque a genuinidade do relacionamento, fazendo surgir questões similares: “Será que a amizade era uma mentira? O traidor é capaz de viver uma vida verdadeira e uma vida como um personagem?”.

A Gestalt Terapia propõe que as experiências devem ser vistas como um todo, em vez de fragmentadas. Assim, mesmo diante da traição, é importante lembrar que as experiências vividas foram reais para aqueles que as experimentaram. Por mais que o traidor possa estar vivendo duas realidades, as memórias e emoções vivenciadas pela pessoa traída são genuínas e pertencem a ela.

José Roberto Marques, ao desvendar “As sete dores da alma”, sugere que, apesar da traição, as experiências positivas vivenciadas são autênticas e não podem ser anuladas. Ele argumenta que “não há traição no mundo que tire de você a sua história de vida”. Essa afirmação ressoa fortemente com os princípios da Gestalt, em que cada momento vivido tem o seu próprio valor e integridade, independentemente das circunstâncias.

Ao nos orientar a reconhecer e valorizar as nossas experiências, independentemente das ações e escolhas dos outros, a Gestalt Terapia ecoa os ensinamentos de Marques. Isso nos convida a reivindicar as nossas vivências e sentimentos, mesmo que tenhamos passado por uma traição, reafirmando que a verdade reside em cada momento.

Esse cruzamento entre a obra de Marques e a Gestalt Terapia ilumina a complexidade das relações humanas, da traição e da interseção entre verdade e mentira. Ele nos lembra de que, apesar da dor da traição, a verdade das nossas experiências é inalienável e essencial para a nossa cura e crescimento.

PSC Renascimento

Quer entender melhor como a traição nos afeta e como nós podemos superar essa dor com eficácia e eficiência? Então, adquira agora mesmo o seu exemplar de “As sete dores da alma”, de José Roberto Marques, no link a seguir!

  https://www.ibcshop.com.br/livros/coaching-e-desenvolvimento-pessoal/as-7-dores-da-alma