Tempo, dinheiro, pessoas, materiais, energia. Sabe o que tudo isso tem em comum? São recursos de que as empresas precisam para manter as suas atividades. Nesse sentido, é fundamental utilizar esses recursos com sabedoria, pois os desperdícios podem comprometer a saúde financeira da organização e, consequentemente, a sua longevidade.

Neste artigo, selecionamos algumas dicas compartilhadas por especialistas do Sebrae, baseadas no Sistema Toyota de Produção, de modo que os empresários possam identificar e evitar o desperdícios dos seus recursos. Ficou curioso? Então, continue a leitura a seguir e saiba mais sobre o tema!

1. Elimine defeitos nos produtos

Produtos defeituosos demandam muitos esforços das empresas para reparar o erro, jogar o material fora, produzir um produto novo e reconquistar o cliente insatisfeito. Além disso, geram perda de tempo, de materiais e de energia dos colaboradores — que poderiam executar outras atividades, mas tiveram que parar para consertar o problema identificado. Dessa forma, padronize as atividades e encare os gastos com tecnologia e com profissionais qualificados como investimentos. Isso gera melhorias contínuas.

2. Produza apenas o que for necessário

Você conhece a demanda existente para o seu produto ou serviço na sua área de atuação? É importante conhecê-la para saber quanto você deve produzir. Pense, por exemplo, no prejuízo de um padeiro que produz diariamente 200 pães, mas vende apenas 100. Metade do seu produto é perdida, especialmente por se tratar de um alimento. O exemplo pode ser extremo, mas muitas empresas perdem dinheiro com uma superprodução; que gasta insumos, tempo e energia, sem uma demanda real.

3. Mantenha os estoques ao mínimo possível

Em desdobramento natural do item anterior, controlando as demandas, você poderá manter os seus estoques em um nível suficiente para atender o seu público, mas sem ficar com muito excedente. Quando isso ocorre, algumas mercadorias podem estragar, gerando perdas financeiras. Além disso, estoques muito grandes geram gastos com espaço, embalagens, máquinas pesadas etc. Portanto, faça um bom controle de estoques para evitar que mercadorias sejam perdidas e que haja desperdício de recursos.

4. Monitore o tempo dos processos

Ócio é sinônimo de perda de tempo e de produtividade. Portanto, analise os processos da sua organização. Os seus colaboradores ficam ociosos porque dependem de outros colegas? Máquinas que demandaram altos investimentos estão sendo utilizadas muito raramente? Há muitos retrabalhos e fluxos de processos que vão e voltam sem necessidade? Isso gera muitos prejuízos. Para evitar que isso ocorra, monitore o tempo dos seus processos e verifique meios de aperfeiçoá-los.

5.Transporte adequadamente os insumos e materiais

PSC Renascimento

Você tem noção do tamanho do prejuízo que algumas empresas enfrentam todos os anos por transporte inadequado de materiais? Insumos são perdidos e mercadorias são quebradas, o que gera perda de materiais, de tempo e até mesmo de clientes — que ficam insatisfeitos. Portanto, otimize as rotas, verifique os meios de transporte mais indicados e siga as normas de um transporte seguro e eficaz de materiais. Isso evita muitos desperdícios de combustível, de tempo e de insumos. Fique atento!

6. Mantenha o ambiente de trabalho organizado

Os seus funcionários ficam horas para encontrar um documento nos arquivos da empresa? Os seus arquivos digitais estão jogados pela área de trabalho sem qualquer identificação? É sempre necessário realizar movimentos e deslocamentos excessivos para se locomover pela empresa? É sempre preciso limpar ou consertar objetos por má armazenagem? Esses são sinais de que você precisa organizar melhor o seu ambiente de trabalho. A bagunça gera perda de tempo, estresse e maior probabilidade de acidentes.

7. Evite os desperdícios de processamento

Alguns processos precisam ser colocados na ponta do lápis. Por exemplo: imagine que você queira oferecer frete grátis aos seus consumidores para atrair mais clientes. Você até pode testar isso por um tempo, mas precisa acompanhar os resultados. Se a ação estiver atraindo muitos clientes, pode ser uma boa ideia. Contudo, se os gastos com o transporte não estiverem sendo compensados por um aumento expressivo nas vendas, você pode estar tendo prejuízo, ao invés de lucro. Assim, analise a viabilidade de tudo o que você oferece, OK?

8. Faça campanhas de conscientização junto dos colaboradores

Além dos processos organizacionais citados acima, também é importante fazer campanhas internas para que os colaboradores façam a sua parte. É preciso fazer um uso consciente da luz, da água, dos equipamentos, das máquinas, dos insumos, dos materiais de escritório, e por aí vai. Por exemplo: será mesmo que é necessário imprimir aquele arquivo enviado por e-mail? São pequenas atitudes do dia a dia que também geram grandes economias para a empresa como um todo.

9. Avalie os seus contratos de fornecedores

As empresas contam com fornecedores de materiais ou empresas parceiras que prestam serviços. Nesse sentido, é sempre importante ser criterioso na análise do custo-benefício. Pode ser que outras organizações estejam oferecendo materiais e/ou serviços de qualidade semelhante por preços menores ou com condições mais vantajosas. É sempre importante pesquisar esses mercados e verificar se os valores que você está pagando são mesmo os mais vantajosos. Tudo pode e deve ser renegociado de tempos em tempos.

10. Simplifique as operações

Por fim, há decisões estratégicas que todo empresário precisa tomar. Você precisa mesmo de tantos funcionários? Pode liberar alguns deles para trabalharem remotamente? Pode alugar um espaço menor e mais barato para sediar o seu escritório? Pode terceirizar alguns processos? Analise as operações fundamentais da sua organização e verifique de que forma elas podem ser simplificadas e gerar economia, desde que não haja perda de qualidade!

As 10 dicas acima são fundamentais para que as empresas façam um uso consciente dos seus recursos, sem desperdiçá-los. Assim, ao colocá-las em prática, você estará economizando tempo, dinheiro, materiais e energia para alcançar resultados extraordinários!

E você, querida pessoa, tem feito um bom uso dos recursos na sua empresa? O que pode melhorar nesse sentido? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!