E, mais uma vez, falamos em estresse. Não quer mais falar sobre isso? Poxa, como você está estressado! Relaxe. É isso mesmo, relaxe! Mas como? Em que lugar eu posso relaxar no meu dia a dia de trabalho? Essa é a pergunta que pode verificar o quanto você está investindo no controle e na prevenção do estresse no trabalho e no dia a dia dos seus colaboradores.

Além da atividade profissional em si, há inúmeros fatores externos que contribuem para o aumento do número de casos graves de situação de estresse no trabalho, como empresas situadas em regiões com excesso de ruídos, com uma má gestão do espaço e trânsito intenso de pessoas, entre outros motivos.

Neste artigo, vamos compreender melhor o que as empresas e os próprios colaboradores podem fazer para amenizar o estresse profissional do dia a dia. Para saber mais, é só dar continuidade à leitura a seguir!

Crie um ambiente antiestresse

Pode parecer que algumas dessas situações não têm solução. Por exemplo, como posso diminuir o trânsito de pessoas em um hospital no coração de uma metrópole? Ou como posso diminuir o ruído do meu escritório em um prédio comercial? É nesses casos que a empresa deve ter a sensibilidade de pensar em projetar lugares que sirvam de refúgio para os momentos de descanso.

Há empresas em que sequer há um lugar para se “esticar as pernas” após o almoço. Há fábricas em que os funcionários se deitam na calçada para cochilar no horário do almoço. Essas indústrias poderiam ceder uma sala com colchonetes (que teriam um custo irrisório) para que os funcionários tivessem a sua “soneca” revigorante entre um turno e outro.

A sede do IBC — Instituto Brasileiro de Coaching, em Goiânia, por exemplo, em vez de ocupar um prédio no turbulento centro da cidade, se estabeleceu em um antigo casarão em um bairro residencial calmo e arborizado. Ele fica lado de um parque verde, com um lago e uma pista de caminhada, um lindo jardim e uma piscina com uma cascata d’água para gerar uma sensação de tranquilidade e proximidade com a natureza. Isso já é uma importante iniciativa para oferecer o melhor aos seus colaboradores.

PSC Renascimento

Mesmo que pareça impossível, sempre há uma salinha, um cantinho, uma área de serviço… Seja criativo. Construa um refúgio na sua empresa, onde os seus colaboradores possam ter momentos de descompressão e relaxar um pouco do estresse diário. Invista na parte social e no bem-estar do seu grupo de colaboradores. Nesse sentido, a ginástica laboral e a meditação no trabalho são ótimas sugestões!

O que as empresas podem fazer?

Além desses espaços de descompressão, confira, na sequência, algumas medidas que as empresas podem tomar para amenizar o estresse dos seus colaboradores.

  • Capacitação profissional (inclusive para líderes)

A capacitação profissional consiste nos cursos, treinamentos, eventos e materiais de apoio que qualificam o colaborador a ter um bom desempenho no seu posto. Isso deve ser feito inclusive com os líderes, a fim de que saibam liderar de forma humanizada, empática, organizada e inclusiva. Isso ameniza o estresse das equipes e dos gestores.

  • Organização do espaço e do tempo

É muito estressante trabalhar em um lugar bagunçado, desorganizado e sem salas adequadas para todos. O ambiente precisa de limpeza e organização, de modo que os objetos sejam facilmente encontrados. Além disso, é importante que a empresa gerencie o tempo de todos, organizando as escalas, as folgas e os expedientes, evitando a necessidade de horas extras.

  • Salários e benefícios adequados

Também não podemos ignorar o fator financeiro sobre o estresse dos profissionais. Esse problema é mais frequente nas empresas em que os pagamentos atrasam ou em que os salários estão abaixo dos valores praticados pelo mercado. Além de um salário adequado, benefícios adicionais (como vales e plano de saúde) também valorizam o profissional e geram mais satisfação.

  • Investimentos em infraestrutura, tecnologia e comunicação

Por fim, as empresas precisam entender que móveis confortáveis e tecnologias atualizadas não são gastos, mas investimentos em conforto e produtividade. Um ambiente moderno e seguro mantém a saúde física e mental dos colaboradores. Além disso, é fundamental contar com uma rede eficaz de comunicação interna, fortalecendo as regras da empresa e publicando os comunicados organizacionais com transparência.

O que o próprio colaborador pode fazer?

Além das medidas organizacionais, o próprio colaborador também pode administrar o seu estresse no dia a dia profissional.

  • Cuidados com a saúde física

O corpo e mente são um todo integrado. Por isso, cuidar da saúde física também ajuda a manter o estresse sob controle. Dessa forma, pratique atividades físicas com regularidade, alimente-se de forma equilibrada, beba bastante água ao longo do dia e durma em média 8 horas por noite.

  • Cuidados com a saúde mental

Para a saúde da mente, é importante saber descansar, fazer breves pausas durante o expediente, socializar com os colegas, sair com os amigos, ter hobbies, aproveitar o tempo em família, enfim cuidar de si. Se desejar, pratique ioga e meditação, faça orações e intensifique o seu contato com a natureza. Tudo isso beneficia a sua mente!

  • A arte de dizer “não”

No trabalho, precisamos saber dizer “não”. Se você estiver sobrecarregado e um colega pedir ajuda, se perguntarem se você pode assumir uma função para a qual você não está preparado ou se pedirem para você fazer hora extra quando a sua família precisa de você, diga um sonoro “não”. Colocar-se em primeiro lugar não é egoísmo!

  • Organização do espaço e do tempo

Perceba que esse item aparece tanto na lista das empresas como na dos colaboradores. Isso de deve ao fato de que cada pessoa também é responsável por manter o seu ambiente em ordem e por organizar a sua rotina. Tenha uma agenda para não se esquecer de nada e não assumir mais compromissos do que dará conta. Isso certamente fará a diferença para amenizar o seu nível de estresse.

E você, ser de luz, como gerencia o estresse no trabalho? Como a sua organização lida com essa questão? Contribua deixando o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!