Onde existem pessoas, existe conflito. Isso é um fato. Por mais harmonioso que seja o ambiente, é muito difícil — para não dizer impossível — que todas as pessoas tenham sempre as mesmas opiniões. Além disso, a própria diversidade de personalidades pode colocar os indivíduos em posições antagônicas.

Se esse processo ocorre dentro das famílias e círculos de amizade, imagine no ambiente de trabalho! As pessoas se reúnem para cumprir funções, quase sempre sob pressão. Portanto, é natural que os conflitos surjam, o que não necessariamente é algo ruim. Quer entender melhor como lidar com essas situações na vida profissional? Então, continue a leitura do artigo a seguir e saiba tudo sobre a gestão de conflitos no ambiente de trabalho.

Conflitos no trabalho: por que eles surgem?

Os conflitos fazem parte do ambiente de trabalho. Eles podem até ser bem-vindos se estimularem um debate construtivo, em que as pessoas questionam as ideias apresentadas a fim de escolher a melhor solução para os problemas. No entanto, se esse debate for apenas uma briga de egos, o conflito pode tornar aquele ambiente tóxico.

Alguns dos principais motivos para o surgimento de conflitos no local de trabalho são:

  • Diferenças de personalidade;
  • Líderes autoritários;
  • Cultura organizacional muito rígida;
  • Existência de “superprotegidos”, gerando percepções de injustiça;
  • Diferenças culturais;
  • Concorrência por recursos — orçamento, tempo, infraestrutura, reconhecimento etc.
  • Divergência de objetivos (entre pessoas ou entre departamentos);
  • Falhas de comunicação;
  • Estresse e pressão em excesso;
  • Mudanças organizacionais frequentes;
  • Desacordos sobre responsabilidades e funções;
  • Falta de respeito e confiança.

As dicas que daremos neste artigo são úteis para ajudar as pessoas a lidarem com esses problemas. No entanto, lembre-se de que você não é obrigado a trabalhar em ambientes tóxicos. Se você perceber que os seus esforços não estão sendo suficientes para solucionar os conflitos e que a empresa nada faz para amenizá-los, procure outra oportunidade profissional.

Como lidar com conflitos no ambiente profissional?

Os problemas acima podem causar conflitos em qualquer local de trabalho. Para que você seja capaz de lidar adequadamente com esses momentos, confira as 7 dicas a seguir.

  • Use o diálogo como ferramenta de conciliação

PSC Renascimento

Em primeiro lugar, dialogue. Se há algo que está incomodando você no seu ambiente de trabalho, chame a pessoa envolvida para uma conversa franca e exponha o que você pensa. Faça isso com calma e clareza, dando oportunidade para que a outra pessoa também se explique. Lembre-se de que ninguém é adivinho. Pode ser que a outra pessoa nem faça ideia de que você está incomodado com ela. Por isso, estabeleça uma comunicação aberta e honesta para encontrar uma solução eficaz.

  • Imponha os seus limites

Por mais que a flexibilidade seja fundamental para a resolução de conflitos, não abra mão dos seus valores. Se alguém o desrespeitar de alguma maneira ou ofender a sua honra, imponha-se e deixe claro que isso não será tolerado. O mesmo vale para a sua percepção de injustiças ou de comportamentos abusivos, inclusive de líderes. Se você não defender os seus direitos, ninguém o fará por você. Portanto, saiba separar o que pode ser compreendido do que não deve ser tolerado.

  • Pratique a escuta ativa

Um aspecto muito decisivo na resolução de conflitos é a escuta ativa. Esse processo consiste em ouvir atentamente o que o outro tem a dizer, não apenas para respondê-lo, mas principalmente para de fato compreender o ponto de vista dele. Se todos fizessem isso, muitos conflitos seriam mais facilmente resolvidos, ou até evitados. As falhas de comunicação são muito frequentes nas discussões profissionais. Quando todos querem falar, mas ninguém está disposto a escutar, a confusão se multiplica.

  • Administre as suas emoções

As emoções fazem parte da vida de todos nós, inclusive da vida profissional. Contudo, é importante que sejamos mais cautelosos na hora de falar e de agir, sobretudo se estivermos diante de emoções intensas. As chances de uma pessoa ser impulsiva e ter comportamentos dos quais possa se arrepender ficam muito maiores nesses momentos de alta emotividade. Por isso, espere que os sentimentos fiquem mais brandos para comunicar-se, de modo que a racionalidade não fique de lado.

  •  Evite culpar ou criticar

Quando você for comunicar alguma insatisfação no ambiente de trabalho, procure utilizar frases em primeira pessoa, como: “Eu não gosto quando…” ou “Eu me sinto mal quando…”. Evite as acusações diretas e críticas, como “Você é…” ou “Você faz…”. Essa reformulação de frases permite que você assuma a sua própria responsabilidade. Evitar o tom acusatório faz com que as pessoas fiquem mais abertas a encontrar uma solução conjunta.

  • Busque soluções colaborativas

Em um conflito entre duas pessoas, uma delas precisa ceder, ou ambas precisam se encontrar em um meio-termo. Essa é a chamada “solução colaborativa”, aquela em que os envolvidos se esforçam para encontrar uma resposta que atenda a ambos. No trabalho, pode ser que outra pessoa tenha uma ideia mais eficaz do que você, e está tudo bem. Não é demérito nenhum admitir que o outro teve uma ideia mais legal. Isso faz parte da vida profissional, e os egos precisam ser deixados de lado.

  • Use a mediação quando necessário

Infelizmente, nem sempre os envolvidos em um conflito no trabalho conseguem essa solução colaborativa. Pode ser necessário pedir o auxílio de um terceiro, que tenha uma visão imparcial da situação. Esse mediador pode facilitar a comunicação e o encontro de uma solução. Se um colega não puder cumprir essa função, é possível recorrer aos líderes da organização, aos profissionais de recursos humanos e até mesmo a alguém especializado em resolução de conflitos.

A gestão de conflitos no ambiente de trabalho é um processo complexo. As discussões podem ser muito enriquecedoras nesse ambiente, mas, se forem levadas para o lado pessoal, podem ser extremamente destrutivas. Por isso, fique atento aos seus relacionamentos interpessoais na vida profissional e coloque as recomendações acima em prática.

E você, ser de luz, já passou por algum conflito no ambiente de trabalho? Como encontra uma solução nesses casos? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!