Todo mundo precisa ser um bom vendedor. Mesmo que essa não seja a sua profissão, você precisa saber vender as suas ideias cada vez que é necessário convencer alguém de algo. Além disso, o que é uma entrevista de emprego, se não um momento para vender as próprias competências?

Seja nessas circunstâncias, seja para efetivamente vender um produto ou um serviço, saber vender é importante, e a oratória desempenha um papel fundamental nesse processo. Mas o que exatamente seria a oratória? Qual é a sua importância no processo de vendas? Como podemos desenvolver essa habilidade? Tudo isso e muito mais, você vai conferir neste artigo. Boa leitura!

Oratória: o que é e qual a sua importância para as vendas?

A oratória é a arte de falar em público de forma estruturada, com o objetivo de informar, influenciar ou entreter a audiência. Trata-se de um conjunto de técnicas que permite que as pessoas falem de uma maneira clara e interessante, retendo a atenção dos ouvintes às ideias apresentadas.

Em um processo de vendas, é essencial desenvolver essa característica. O vendedor precisa ser claro, completo e conciso ao apresentar as características daquilo que vende e, acima de tudo, os benefícios oferecidos a quem comprar aquela solução. O domínio da oratória permite que o ouvinte fique atento ao vendedor, compreenda a ideia sendo vendida e seja convencido de que aquela solução é eficaz para o seu caso.

9 dicas para dominar a oratória nas vendas

Agora que você já compreende o conceito de oratória e a sua importância na área de vendas, confira 9 dicas essenciais para desenvolver essa arte!

1. Foque na sua audiência

Para quem você está “vendendo” a sua ideia? Para um colega? Para o chefe? Para um potencial consumidor? Para um cliente antigo da empresa? Conheça os seus ouvintes e verifique quais são os seus desejos, necessidades e prioridades. No caso dos clientes ou potenciais clientes (leads), é importante saber em qual fase da jornada do consumidor eles estão. Também é importante saber que tipo de argumento é mais relevante nos seus respectivos casos. Isso ajuda a adequar a sua postura e o seu discurso.

2. Gere rapport

PSC Renascimento

Rapport é uma conexão entre os interlocutores de uma conversa, mantendo-os na mesma sintonia. Para isso, acompanhe o ouvinte olhando-o nos olhos e seguindo o ritmo dele ao longo da conversa. Alguns são mais extrovertidos, outros menos, por exemplo. Como vendedor, cabe a você seguir o fluxo e sempre manter a tranquilidade e a simpatia. Além disso, demonstre empatia com as necessidades do cliente e demonstre interesse nele. Faça algumas perguntas para conhecê-lo melhor e manter essa conexão.

3. Conheça o assunto em profundidade

A terceira dica parece óbvia, mas não é. Ao vender algo, certifique-se de conhecer a sua ideia em profundidade. Saiba tudo sobre o assunto, ou ao menos saiba a quem recorrer caso alguém lhe faça uma pergunta para a qual você não saiba a resposta. A preparação e o estudo sobre o tema fazem com que o vendedor se sinta mais seguro e confiante, inclusive para responder perguntas. Além disso, isso permite que o vendedor organize melhor a sua apresentação, dividindo-a em tópicos para seguir uma linha de raciocínio coerente.

4. Acredite no que você vende

Outra dica importante é acreditar no que você vende. Se o próprio vendedor não confia naquele produto ou serviço, como pode esperar que o lead o faça? É preciso ter convicção sobre a ideia apresentada para convencer o ouvinte e para quebrar as objeções que ele apresentar. É por isso que as empresas precisam treinar os seus vendedores, não apenas apresentando as características dos itens a serem vendidos, mas também as vantagens e os benefícios que eles de fato proporcionam às pessoas.

5. Não seja prolixo

Ser prolixo significa não ser objetivo ao comunicar-se. Pessoas prolixas são aquelas que se utilizam de excessivas e desnecessárias palavras para comunicar uma ideia simples. É o popular “enrolar” ou “encher linguiça”. Isso geralmente acontece quando a pessoa que está falando está muito nervosa ou quando não visualiza com clareza o caminho do discurso até chegar à venda. Por isso, estude e planeje antecipadamente o seu discurso. Isso fará com que você defina um tempo aproximado para cada tópico e seja mais objetivo.

6. Indique conteúdos complementares

Acesse o nosso site. Acompanhe as nossas redes sociais. Leia os depoimentos que os clientes nos deixaram. Perceba que essas frases são recomendações de conteúdos complementares ao processo de vendas. Eles são importantes para manter viva no consumidor a ideia de comprar o que foi vendido e também para aumentar ainda mais a credibilidade do discurso do vendedor. Esses complementos evitam que a sua apresentação fique muito extensa e ainda ajudam nos processos de informação e persuasão.

7. Enfatize determinadas palavras e informações

“Com esse produto, a sua empresa poderá aumentar a produtividade dos colaboradores em até 75%”. Se você ler essa frase sem colocar ênfase em nenhuma palavra, o discurso parecerá “sem vida”. Se você enfatizar o “75%”, em contrapartida, estará colocando emoção na sua fala e evidenciando um dos benefícios do produto. Isso faz muita diferença nos processos de vendas. É importante colocar emoções na fala, mas sem exageros, é claro. Enfatize determinadas palavras e informações!

8. Varie o tom de voz

Além de enfatizar determinadas palavras, procure variar o seu tom de voz. Fale mais rápido em alguns momentos e mais devagar em outros. Seja mais descontraído em alguns tópicos da apresentação e mais sério em outros. Essa variedade de estilo deixa as apresentações mais “vivas” e mais naturais, pois é assim que as pessoas se comunicam no dia a dia. A falta de variabilidade no jeito de se comunicar deixa o discurso monótono, fazendo com que as pessoas percam o interesse.

9. Fique atento à sua linguagem corporal

Além da voz, lembre-se de que o corpo também fala. Por isso, siga as dicas a seguir:

  • Olhe as pessoas nos olhos (mas não o tempo todo!);
  • Mantenha o seu rosto e o seu corpo na direção do ouvinte;
  • Não dê atenção a fatores externos, nem mexa no celular enquanto fala;
  • Demonstre simpatia nas suas expressões faciais, como um sorriso;
  • Tenha um aperto de mão equilibrado, sem ser fraco ou forte demais;
  • Gesticule com naturalidade;
  • Mantenha os ombros e peitos abertos, com a cabeça erguida, para indicar autoconfiança;
  • Se estiver sentado, mantenha a coluna ereta;
  • Vista-se adequadamente, de acordo com a situação;
  • Tome iniciativa — seja o primeiro a cumprimentar as pessoas.

As 9 dicas acima são fundamentais para que você desenvolva a oratória. Assim, o seu discurso será mais claro, objetivo, impactante, atrativo e persuasivo, o que é fundamental em qualquer processo de vendas!

E você, querida pessoa, como avalia a sua oratória? Em quais aspectos você precisa melhorar? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!